go to content
Community

5 Cantoras De Rap Que Podem Te Ajudar A Entender O Movimento Negro

A música pode ser um caminho delicioso para entender questões sociais. Conheça artistas importantes da cena rapper e aprenda mais sobre o racismo no Brasil.

Posted on

1. "Menina pretinha, exótica não é linda/ Você não é bonitinha/ Você é uma rainha"

View this video on YouTube

Mc Soffia -- O grande hit da rapper paulista é "Menina Pretinha". Na música, ela indaga sobre a falta de bonecas negras, sobre o padrão de beleza que oprime quem não tem cabelos lisos e do orgulho de sua ancestralidade africana.

É uma música boa para entender o que sentem as crianças negras, quais suas dificuldades e quais os caminhos para o empoderamento.

2. "Se Quer falar comigo, então fala direito, fala direito"

View this video on YouTube

youtube.com

Karol Conká -- a curitibana que tombou o país é uma artista da geração mais nova do rap. Em vez de se prender à questão da periferia, ela é mais específica e vai falar da mulher negra. Como tem um toque super pop, suas mensagens vão além do público da cena.

3. "Um dia eu vou estar à toa e você vai estar na mira"

View this video on YouTube

youtube.com

Negra Li -- Para quem não conhece muito de rap, a Negra Li é uma artista maravilhosa. Ela começou com um grupo muito importante da cena, o RZO, e depois foi experimentando vários gêneros. Gravou com Caetano Veloso, Nando Reis e Charlie Brown.

No início, ela cantava as dificuldades da vida na periferia, depois acrescentou novas temáticas, como o feminismo e, sim, o amor. Parece bobo, mas isso é importante, entender a causa negra é enxergar sua pluralidade. Quem fala sobre problemas sociais, também pode fazer poesia e contar um causo apaixonado.

4. "Sou de periferia tipo ruim de se enganar"

View this video on YouTube

Tássia Reis -- Dizem as boas línguas que a paulista nascida no município de Jacareí é a Lauryn Hill brasileira. "Meu rapjazz", música da qual foi tirado o verso acima, integra o álbum #EPTASSIAREIS. Neste, ela mistura sem medo e pudor r&b, jazz e mpb.

5. "Meu perfil étnico-racial ainda hoje espanta"

View this video on YouTube

youtube.com

Sharylaine -- É uma das mais antigas e importantes rappers do Brasil. Começou sua carreira nos anos 80 e foi a primeira artista mulher da cena a gravar um disco.

Na música "Livre no Mundo", parte de seu último álbum "Sou soul", ela fala sobre sua trajetória e comenta a ligação entre os negros e negras de diferentes partes do mundo.

This post was created by a member of BuzzFeed Community, where anyone can post awesome lists and creations. Learn more or post your buzz!

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss