back to top

Melania Trump diz que marido agiu como "garoto" ao fazer comentários obscenos

"Às vezes, eu digo que tenho dois garotos em casa. Meu filho e meu marido", disse ela à CNN. Campanha republicana vem derretendo desde vídeo em que Trump contou tentativa frustrada de sexo com uma mulher casada.

publicado

Em sua primeira entrevista após a divulgação de um vídeo de 2005 em que Donald Trump, candidato do Partido Republicano à Presidência dos EUA, gaba-se de ter feito investidas sexuais indesejadas contra mulheres, Melania Trump defendeu o marido.

O vídeo de Donald Trump fazendo comentários vulgares, gravado em um ônibus que o levava com o ex-apresentador do programa Access Hollywood Billy Bush aos estúdios de Days of Our Lives, causou um grande estrago na campanha do republicano.

Em uma entrevista concedida a Anderson Cooper, repórter da CNN, Melania Trump referiu-se aos comentários como uma conversa de vestiário entre amigos e comparou Trump e Bush a "dois adolescentes" conversando sobre mulheres.

"Às vezes, eu costumo dizer que tenho dois garotos em casa", disse. "Eu tenho meu filho e meu marido. Eu sei a forma como alguns homens conversam e foi assim que enxerguei isso."

Ela também disse ter ficado surpresa com o áudio, dizendo que aquele não era o Trump que ela conhece. "Como vocês podem observar na gravação, as câmeras estavam desligadas. Era só o microfone funcionando. E eu me pergunto se eles tinham alguma ideia de que o microfone estava ligado", disse ela. “Porque eles estavam meio que — ah — tendo uma conversa de garotos. E ele foi induzido, instigado pelo apresentador a dizer coisas sujas e obscenas."

No vídeo, publicado pelo jornal "The Washington Post", Trump fala sobre uma tentativa frustrada de fazer sexo com uma mulher casada.

"Você sabe que eu sou atraído automaticamente pela beleza, eu apenas começo a beijá-las. É como se fosse um imã. Apenas beijo. Eu nem mesmo espero. E quando você é uma celebridade, elas deixam que faça isso. Você pode fazer o que quiser", disse.

"Agarrá-las pela boceta", complementou Trump. "Você pode fazer qualquer coisa."

Desde a divulgação do vídeo, diversas mulheres se manifestaram denunciando Trump por assédio sexual.

Melania Trump disse que esses relatos são falsos e fazem parte de uma grande conspiração da imprensa e de Hillary Clinton para destruir a candidatura do marido. "Foi a imprensa de esquerda, você pode observar pela maneira como tudo foi feito de maneira organizada...eles querem influenciar o povo americano e fazem isso da maneira errada."

Em uma prévia da entrevista com Ainsley Earhardt, da Fox News, Melania Trump disse também que era justo que a campanha de seu marido trouxesse acusações feitas contra Bill Clinton para atacar Hillary Clinton.

"Bem, se eles trazem meu passado à tona, por que não?" disse Melania. "Eles estão pedindo isso. Foi eles que começaram. Eles começaram divulgando fotos minhas da época que eu atuava como modelo. Aqueles foram meus dias atuando como modelo e eu tenho orgulho do que fiz. Eu trabalhei duro."

Melania reforçou suas declarações em entrevista ao Fox and Friends que foi ao ar nesta terça-feira (18). "Meu marido é uma pessoa gentil. Ele é um cavalheiro. Ele se importa com as pessoas. Ele se importa com as mulheres", disse.

Ela novamente afirmou que homens como Billy Bush e Howard Stern instigaram seu marido a dizer coisas inapropriadas. "Eu conheço essas pessoas. Eles armaram para meu marido. Eles fizeram com que meu marido utilizasse uma linguagem inapropriada e obscena", disse ela.

Quando perguntada sobre qual conselho daria ao marido antes do terceiro e último debate presidencial na quarta-feira, Melania disse, "Ser ele mesmo. Manter-se calmo, tranquilo e concentrado. E falar sobre os assuntos que o povo americano quer ouvir".

Adolfo Flores is a national security correspondent for BuzzFeed News and is based in Los Angeles. He focuses on immigration.

Contact Adolfo Flores at adolfo.flores@buzzfeed.com.

Tamerra Griffin is a reporter for BuzzFeed News and is based Nairobi, Kenya.

Contact Tamerra Griffin at tamerra.griffin@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here.