back to top

Cunha diz que não tem mais dinheiro escondido e delação emperra porque investigadores não acreditam

Em anexos oferecidos ao Ministério Público, Cunha não revelou novas contas no exterior.

publicado

Os primeiros anexos apresentados pelo ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha ao Ministério Público não agradou os investigadores, que sequer aceitaram receber formalmente o material.

O principal motivo, neste momento, diz respeito a dinheiro.

Enquanto o Ministério Público acredita que Cunha ainda possui contas secretas com recursos no exterior, as informações prestadas pelo ex-parlamentar não fazem nenhum tipo de menção a este dinheiro.

Devido a isso, as negociações pouco avançaram nos últimos dias.

Na próxima semana uma nova rodada de negociações entre a defesa do ex-parlamentar e procuradores deve ocorrer.

FUNARO

Um dos motivos da desconfiança dos procuradores sobre a existência de mais dinheiro de Cunha no exterior está ligada ao doleiro Lúcio Funaro, que também está preso e negocia um acordo de delação premiada.

Ele já apresentou anexos que foram aceitos pelo Ministério Público.

Quem acompanha o caso diz que Funaro está apresentado uma série de informações sobre casos de corrupção, entre elas recursos destinados a Eduardo Cunha.

Devido a isso, a delação de Funaro tem avançado e há possibilidade de ela ser concluída ainda neste mês.

VEJA TAMBÉM

EXCLUSIVO: Eduardo Cunha e Lúcio Funaro já entregaram roteiro de delações que envolvem Temer

Dinheiro para calar Cunha era “única interpretação possível” de conversa, diz PF

PMDB ameaça expulsar quem votar contra Temer, mas não pune seus presos

Defesa admite que Eike já está “auxiliando" a Justiça

Severino Motta é repórter do BuzzFeed News, em Brasília

Contact Severino Motta at .

Got a confidential tip? Submit it here.

Em parceria com