• newsbr badge

Sem provas, Silas Malafaia liga homem que esfaqueou Bolsonaro a Dilma

"Tá em rede social, eu só repliquei. Para bater nessa cambada", disse pastor. A ex-presidente, que concorre ao Senado em Minas, diz que as informações são falsas e afirmou que vai processá-lo.

O pastor Silas Malafaia escreveu ontem (6) no Twitter que Adelio Bispo de Oliveira, preso após atacar Jair Bolsonaro (PSL) com uma faca, é militante do PT e que "assessora a campanha de Dilma [Rousseff] ao Senado em Minas".

O líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo tem 1,35 milhão de seguidores no Twitter. Dilma diz que as informações são falsas e que vai processar Malafaia.

ATENÇÃO POVO ABENÇOADO DE MINAS GERAIS! O criminoso q tentou matar Bolsonaro, é militante do PT e assessora a campanha de Dilma ao senado em Minas. Diga não a ela.FORA DILMA!

A única ligação partidária de Adelio conhecida até agora é ao PSOL, legenda à qual foi filiado de 2007 a 2014, e a PF instaurou inquérito para apurar se houve motivação política para o crime. O PSOL confirmou a passagem do homem que atacou Bolsonaro pela legenda, mas afirmou que Adelio não era dirigente e que tem poucas informações sobre ele.

Procurado pelo BuzzFeed News, o pastor Malafaia afirmou que se baseou no que leu a respeito nas redes sociais. "Tá na mídia, em todos blogs, em tudo que é lugar", disse Malafaia, por telefone.

"Que o cara trabalhava, não que ele fosse funcionário dela, nada disso. Não tem nada a ver com [ser] funcionário dela. Não é funcionário dela, mas tava ajudando na campanha porque ele é esquerdopata. Tava ajudando. Tá aí, todo mundo fala."

Reprodução/Youtube / Via youtu.be

Silas Malafaia, em vídeo no qual diz que Adelio Bispo de Oliveira é "esquerdopata".

"É só pegar o que apanharam lá da página dele na internet, tá lá. Não tem nada a ver como funcionário da Dilma, assessor como funcionário. Falo de assessoramento no sentido de apoio, é isso que estou falando", reafirmou Malafaia ao telefone.

Ao ser questionado que não havia nenhuma referência à ex-presidente Dilma Rousseff na página de Adelio no Facebook, o evangelista disse: "Não tinha nada de Dilma, mas tem tudo em vários blogs, várias redes. Anunciou que ele estava apoiando, fazendo campanha pra ela, pô. Tá em rede social, eu só repliquei. Para bater nessa cambada."

Divulgação/PM

Adelio Bispo de Oliveira

A assessoria de Dilma, que lidera as pesquisas de intenção de voto em Minas para o Senado, afirmou que é mentira qualquer ligação de Adelio com a ex-presidente ou sua campanha. Segundo a assessoria, a petista vai processar Malafaia.

O PSOL-MG divulgou nota nesta sexta (7) dizendo que "após sua desfiliação, nenhum militante ou filiado do partido teve qualquer contato ou associação com Adelio Bispo de Oliveira". Leia a íntegra da nota do PSOL-MG:

"O PSOL Minas Gerais vem a público esclarecer que Adelio Bispo de Oliveira, autor da agressão ao candidato à presidência da República, Jair Bolsonaro, foi filiado ao partido entre 2007 e 2014, conforme pode ser aferido nos registros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Após sua desfiliação, nenhum militante ou filiado do partido teve qualquer contato ou associação com Adelio Bispo de Oliveira, sendo suas ações e intenções após 2014 de total desconhecimento do PSOL Minas Gerais. Conforme pontuamos em nota oficial, repudiamos qualquer manifestação de violência e esperamos que as providências legais sejam tomadas nesse caso."

Veja também:

Esfaqueador era missionário de igreja, falava sozinho e tinha ideias conturbadas, diz família

Tatiana Farah é Repórter do BuzzFeed e trabalha em São Paulo. Entre em contato com ela pelo email tatiana.farah@buzzfeed.com.

Contact Tatiana Farah at Tatiana.Farah@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here

Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, que o reconhecem e identificam como um usuário único, para garantir a melhor experiência de navegação, personalizar conteúdo e anúncios, e melhorar o desempenho do nosso site e serviços. Esses Cookies nos permitem coletar alguns dados pessoais sobre você, como sua ID exclusiva atribuída ao seu dispositivo, endereço de IP, tipo de dispositivo e navegador, conteúdos visualizados ou outras ações realizadas usando nossos serviços, país e idioma selecionados, entre outros. Para saber mais sobre nossa política de cookies, acesse link.

Caso não concorde com o uso cookies dessa forma, você deverá ajustar as configurações de seu navegador ou deixar de acessar o nosso site e serviços. Ao continuar com a navegação em nosso site, você aceita o uso de cookies.