• newsbr badge
  • Coronavi­rus Brasil badge

Príncipe William e Kate falaram sobre a luta para manter a saúde mental no isolamento do coronavírus

O casal real disse: "Manter-se conectado, ser positivo e poder falar com amigos e família é fundamental".

BBC

O príncipe William e Kate Middleton fizeram um apelo para que as pessoas que estão lutando para manter sua saúde mental durante a crise do coronavírus procurarem ajuda e falarem uns com os outros.

O casal real deu uma entrevista à BBC para reforçar a "necessidade cada vez maior" de as pessoas levarem a sério a sua saúde mental durante a crise, especialmente para aqueles que trabalham na linha da frente do combate ao vírus.

Eles esperam que mais pessoas falem umas com as outras através da internet para partilhar suas preocupações, e estão apoiando a campanha "Every Mind Matters" (Toda Mente É Importante — tradução livre) do serviço de saúde britânico.

"Penso que se manter conectado, ser positivo e poder falar com amigos e família é fundamental", disse William. "E ter algumas dicas e ideias sobre como lidar com alguns desses sentimentos estranhos e circunstâncias difíceis em que nos encontramos é realmente importante, exatamente para nos impulsionar durante essas próximas semanas."

Ele disse que os trabalhadores da área de saúde estavam particularmente em risco: "Eles estão ao lado dos leitos, se preocupando e cuidando de cada paciente que está em condição crítica".

"Penso que eles afastam essa dor, às vezes o medo e a solidão que esses pacientes têm de passar, são eles que absorvem isso e depois levam isso para casa, para suas famílias."

BBC

William e Kate falaram com a repórter da BBC Tina Daheley por vídeo conferência.

Kate revelou como estava sendo a vida deles no isolamento: disse que o casal estava ensinando os filhos em casa — George, 6 anos, Charlotte, 4 anos, e Louis, que faz 2 anos na próxima semana — e que manter uma rotina era fundamental.

"Alguém me deu uns conselhos muito bons, antes do feriado [da Páscoa], para adaptar alguma estrutura a fim de manter uma rotina bem rigorosa", disse Kate. "Não conte para as crianças, mas nós realmente mantivemos a programação durante o feriado. Me sinto muito má."

Ela disse que eles faziam chamadas de vídeo regulares para os membros da família: "Fica um pouco confuso, não vou mentir. Com uma criança de 2 anos, é preciso manter o telefone longe. É bastante confuso para todos eles dizerem a coisa certa na hora certa, sem apertar os botões errados. Mas é ótimo, e é bom manter contato com todos".

BBC Breakfast

Questionada sobre se acreditava que o surto de coronavírus mudaria fundamentalmente a forma como valorizamos os trabalhadores da área de saúde, Kate respondeu: "Sim, com certeza".

"Eles fazem um trabalho extraordinário, que não é reconhecido diariamente, e agora acho que todos nós, enquanto nação, podemos realmente ver como eles trabalham arduamente e como seu trabalho é vital."

William disse que espera que a crise acabe tendo um impacto positivo no ambiente, uma vez que as empresas se aperceberam que podiam utilizar a videoconferência em vez de voar "meio mundo, só para estar frente a frente durante algumas horas e depois retornar".

"Sempre achei que isso era uma loucura", ele disse. "Qual a razão de agimos assim, quando temos agora tecnologia pronta para fazer as coisas? Por que não fazemos mais negócios de casa?"

Este post foi traduzido do inglês.

Emily Ashton is a senior political correspondent for BuzzFeed News and is based in London.

Contact Emily Ashton at emily.ashton@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here

Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, que o reconhecem e identificam como um usuário único, para garantir a melhor experiência de navegação, personalizar conteúdo e anúncios, e melhorar o desempenho do nosso site e serviços. Esses Cookies nos permitem coletar alguns dados pessoais sobre você, como sua ID exclusiva atribuída ao seu dispositivo, endereço de IP, tipo de dispositivo e navegador, conteúdos visualizados ou outras ações realizadas usando nossos serviços, país e idioma selecionados, entre outros. Para saber mais sobre nossa política de cookies, acesse link.

Caso não concorde com o uso cookies dessa forma, você deverá ajustar as configurações de seu navegador ou deixar de acessar o nosso site e serviços. Ao continuar com a navegação em nosso site, você aceita o uso de cookies.