back to top

Cinco gráficos que resumem o que foi a eleição municipal deste ano

Desidratação do PT, crescimentos de PSDB e PRB e maior fragmentação nas capitais aparecem como tendência da disputa deste ano.

publicado

O resultado do segundo turno das eleições municipais, neste domingo (30), confirma algumas tendências que já eram perceptíveis no final do primeiro turno.

A principal delas é a derrocada do PT, que viu a quantidade de prefeitos eleitos cair 61% em relação à disputa de 2012.

Em sentido contrário, o PSDB reverteu a pequena queda que havia apresentado entre 2008 e 2012, e voltou a crescer.

O PRB, partido historicamente ligado à Igreja Universal do Reino de Deus, teve sua primeira vitória em uma capital, com o senador e bispo licenciado Marcelo Crivella, no Rio de Janeiro.

Em todo o país, o PRB elegeu 34% prefeitos a mais.

Outro bom exemplo da desidratação do PT é a Grande São Paulo. O partido, que em 2012 se elegeu em seis cidades da área, se manteve no poder apenas em Franco da Rocha.

Clique no mapa para ver os prefeitos eleitos neste ano:

Houve, de maneira geral, maior fragmentação partidária na escolha dos prefeitos em relação a 2012.

Nas capitais, por exemplo, 11 partidos elegeram prefeitos na eleição anterior, contra 13 siglas na disputa deste ano. Repare como, na comparação por partido, há mais cores na coluna da direita (referente a 2016) que na da esquerda (2012).

Alexandre Aragão é Repórter do BuzzFeed e trabalha em São Paulo. Entre em contato com ele pelo email alexandre.aragao@buzzfeed.com

Contact Alexandre Aragão at alexandre.aragao@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here.