back to top

Procurador da Lava Jato diz que Ministério Público tem que "cortar na carne"

Integrante da força-tarefa em Curitiba, Carlos Fernando dos Santos Lima disse que novo áudio de Joesley, malas de Geddel e compra de votos para Rio ser sede olímpica são notícias "chocantes, mesmo para mim, acostumado com as revelações da Lava Jato."

publicado

O procurador federal Carlos Fernando dos Santos Lima, que atua na força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, disse nesta terça (5) que o Ministério Público precisa "cortar na carne".

A fala faz referência à gravação da conversa entre Joesley Batista e Ricardo Saud na qual citam o ex-procurador Marcelo Miller, ex-auxiliar do procurador-geral Rodrigo Janot que virou sócio de um escritório de advocacia que atua para a empresa.

Reprodução

"Esses procuradores ou ex-procuradores devem ser punidos exemplarmente, pois suas condutas são mais graves do que as de qualquer um outro", escreveu Santos Lima.

Na conversa, Joesley diz a Saud: “Eu quero nós dois 100% alinhados com o Marcelo [Miller]… Nós dois temos que operar o Marcelo direitinho pra chegar no Janot… Eu acho… É o que falei com a Fernanda [possivelmente Fernanda Tórtima, advogada da JBS], nós nunca podemos ser o primeiro, nós temos que ser o último, nós temos que ser a tampa do caixão… Fernanda, nós nunca vamos ser quem vai dar o primeiro tiro, nós vamos o último… Vai ser que vai bater o prego da tampa”, afirma Joesley, de acordo com a Veja, que revelou o trecho nesta terça (5).

O procurador comentou ainda outras duas notícias do dia: a operação que investiga compra de votos para o Rio virar sede olímpica e a operação que encontrou malas de dinheiro num apartamento do ex-ministro Geddel Vieira Lima.

Divulgação

Santos Lima escreveu que as notícias são "chocantes, mesmo para mim, acostumado com as revelações da Lava Jato."

Veja também:

Em conversa gravada, Joesley fala em "operar direitinho pra chegar no Janot"

Isso é o que sabemos e NÃO sabemos na reviravolta da delação da JBS

Alexandre Aragão é Repórter do BuzzFeed e trabalha em São Paulo. Entre em contato com ele pelo email alexandre.aragao@buzzfeed.com

Contact Alexandre Aragão at alexandre.aragao@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here.