Veterano do mensalão e da Lava Jato está por trás de novo partido, o "Muda Brasil"

Valdemar Costa Neto (ex-PR) já cumpriu pena e foi cassado durante o mensalão. Agora é citado pelos delatores da Odebrecht por receber propina. Ele opera a criação da nova legenda por meio de afilhados políticos.

José Cruz/Agência Brasil

Condenado no mensalão e investigado na Lava Jato, o deputado cassado Valdemar Costa Neto está por trás da criação de um novo partido chamado Muda Brasil.

Em fase de coleta de assinaturas, a nova legenda conta, em sua comissão executiva nacional, com todo um elenco de pessoas ligadas ao PR, partido que já foi comandado formalmente por Valdemar.

Valdemar teve os direitos políticos cassados ao ser condenado no mensalão por corrupção e lavagem de dinheiro. Assim, ele hoje dá expediente no PR como “funcionário”.

No mensalão, Valdemar foi condenado a pena de 7 anos e 10 meses de reclusão em 2012. Depois de cumprir pena no semiaberto e na domiciliar, recebeu perdão do Supremo Tribunal Federal (STF) no ano passado.

Agora, o ex-deputado está sendo investigado novamente sob suspeita de receber propina. Desta vez, da Odebrecht.

Valdemar foi citado por delatores da empreiteira como recebedor de 3% de propina em contratos de carta marcada para a construção da ferrovia Norte-Sul, sob gerência da estatal Valec . O ex-deputado não foi encontrado para comentar o caso.

Um assessor do PR explicou que Valdemar não está mais na lista de filiados do partido em que reinou durante os governos Lula e Dilma. Sua condição formal é, segundo o PR, de empregado assalariado no cargo de “administrador” da legenda.

Nos bastidores, ele é um dos principais nomes do partido e emplaca nomeações em Brasília como se ainda fosse parlamentar _ cargo do qual desistiu para evitar a cassação antes de ser condenado no mensalão.

Ex-dirigente do PR e amigo de Valdemar, o bacharel em direito José Renato Silva é quem está à frente do Muda Brasil, como ele já chama o eventual partido.

Ele afirmou que deve ingressar com as 480 mil assinaturas para criação da legenda no mês que vem e nega que Valdemar esteja por trás da criação da legenda, embora seja corrente no meio político a atuação do ex-deputado.

“Valdemar não está me ajudando. Quisera eu estivesse. Ele é uma pessoa de credibilidade no meio político porque ele é de palavra”, diz José Renato, que tem em seu endereço de email o número 22 porque “todos” o conheciam como membro do PR.

“Me desfiliei do PR quando começamos a criar o partido, em 2014. O nome Muda Brasil foi sugerido por uma pessoa dentro de uma reunião e eu gostei. É um nome para este momento que o Brasil está vivendo”, disse o José Renato.

O amigo de Valdemar, com quem ingressou no PL (antigo nome do PR) no início dos anos 2000, defende o companheiro que, mais uma vez, aparece em um escândalo nacional.

“Por que você não cita os demais? Todos os últimos cinco presidentes, 38 senadores, 8 governadores? Para ser sincero, acho que sobre ele nem está aparecendo nada”, questiona, em tom queixoso.

O BuzzFeed Brasil localizou um discurso de José Renato em que ele chama os companheiros do PR de irmãos, já se anunciando como presidente do Muda Brasil.

Analisou os nomes da comissão executiva provisória do Muda Brasil e confirmou que a maioria dos nomes é ligada ao PR, incluindo um vereador recém-eleito pela legenda em Itaquaquecetuba (SP).

“O vereador vai ter de sair da executiva. Mas entre 60% e 70% da comissão é mesmo do PR. É natural; eu fui do partido muitos anos”, disse José Renato.

E conclui: “Tem gente do PR me ajudando, porque isso é comum entre os partidos. O Valdemar me ajuda não me atrapalhando”.


Veja também:

PF investiga compra de banco Panamericano pela Caixa


Aqui estão os arquivos do HD da delação da Odebrecht de um jeito fácil de buscar














Check out more articles on BuzzFeed.com!

Tatiana Farah é Repórter do BuzzFeed e trabalha em São Paulo. Entre em contato com ela pelo email tatiana.farah@buzzfeed.com.
 
  Sua reação
 
Buzzing agora