back to top

Este é o desabafo do estudante que usou vestido na formatura do ITA

Com o mote "A Aeronáutica não é homofóbica mas...", Talles de Oliveira Faria usa as redes sociais para denunciar humilhações e punições sofridas pelos homossexuais nas escolas de cadetes das Forças Armadas.

publicado

Talles de Oliveira Faria surpreendeu ao colocar um vestido vermelho e um par de saltos altos para buscar, sob aplausos maravilhados dos colegas, seu diploma de engenheiro do ITA (Instituto Tecnológico da Aeronáutica).

Reprodução / Facebook

Mas não foi só assim que ele denunciou os anos de perseguição por sua orientação sexual. Nesta quarta-feira, usou o Facebook e o Youtube para criar uma espécie de tutorial contra a homofobia nas Forças Armadas.

Talles listou as perseguições que sofreu e viu colegas sofrerem desde que ingressou na Epcar (Escola Preparatória de Cadetes do Ar), em que um de seus maiores medos era que fosse expulso e que sua orientação sexual fosse revelada para sua família, que na época não sabia de nada.

As situações vividas pelos LGBT iam de piadas a punições. Quem era "descoberto" gay, tinha de se esforçar mais, porque era mais cobrado, mais perseguido, contou Talles. E acabava abandonado por parte dos amigos, que temiam a perseguição por tabela.

E a situação se agravava quando os homossexuais assumidos galgavam a AFA (Academia da Força Aérea), escreveu o aluno do ITA.

Aqui, leia o texto na íntegra:

Aqui, o vídeo de Talles no Youtube:

Veja este vídeo no YouTube

youtube.com



Tatiana Farah é Repórter do BuzzFeed e trabalha em São Paulo. Entre em contato com ela pelo email tatiana.farah@buzzfeed.com.

Contact Tatiana Farah at Tatiana.Farah@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here.