back to top

Este é o desabafo do estudante que usou vestido na formatura do ITA

Com o mote "A Aeronáutica não é homofóbica mas...", Talles de Oliveira Faria usa as redes sociais para denunciar humilhações e punições sofridas pelos homossexuais nas escolas de cadetes das Forças Armadas.

publicado

Talles de Oliveira Faria surpreendeu ao colocar um vestido vermelho e um par de saltos altos para buscar, sob aplausos maravilhados dos colegas, seu diploma de engenheiro do ITA (Instituto Tecnológico da Aeronáutica).

Mas não foi só assim que ele denunciou os anos de perseguição por sua orientação sexual. Nesta quarta-feira, usou o Facebook e o Youtube para criar uma espécie de tutorial contra a homofobia nas Forças Armadas.

Publicidade

Talles listou as perseguições que sofreu e viu colegas sofrerem desde que ingressou na Epcar (Escola Preparatória de Cadetes do Ar), em que um de seus maiores medos era que fosse expulso e que sua orientação sexual fosse revelada para sua família, que na época não sabia de nada.

As situações vividas pelos LGBT iam de piadas a punições. Quem era "descoberto" gay, tinha de se esforçar mais, porque era mais cobrado, mais perseguido, contou Talles. E acabava abandonado por parte dos amigos, que temiam a perseguição por tabela.

E a situação se agravava quando os homossexuais assumidos galgavam a AFA (Academia da Força Aérea), escreveu o aluno do ITA.

Aqui, leia o texto na íntegra:

Aqui, o vídeo de Talles no Youtube:

Veja este vídeo no YouTube

youtube.com



Tatiana Farah é Repórter do BuzzFeed e trabalha em São Paulo. Entre em contato com ela pelo email tatiana.farah@buzzfeed.com.

Contact Tatiana Farah at Tatiana.Farah@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here.