back to top

Jovem vítima de estupro é condenada a 30 anos de prisão após ter bebê natimorto

A adolescente está entre as muitas mulheres condenadas pelas rígidas leis de aborto de El Salvador.

publicado

Segundo o jornal britânico "The Guardian", Evelyn Beatriz Hernandez Cruz foi considerada culpada por não ter feito o pré-natal do bebê, o que configuraria homicídio. Aparentemente, a jovem não sabia de sua gravidez até dar à luz em um banheiro, em abril de 2016.

Cruz foi várias vezes estuprada por um homem que era membro de uma gangue antes de ficar grávida. Ela disse que não procurou a ajuda da polícia, pois estava com muito medo.

O caso de Cruz chegou às autoridades após uma denúncia da equipe do hospital onde ela buscou ajuda após o parto. Mais tarde, o corpo do bebê foi encontrado no banheiro. O promotor do caso argumenta que Cruz teve intenção de machucar o bebê.

ADVERTISEMENT

Durante o julgamento de Cruz, mulheres ficaram do lado de fora do Centro Judicial Isidro Menéndez, em San Salvador, segurando cartazes em apoio à jovem.

Evelyn, no estas solo las defensoras seguimos luchando por tu libertad. #JusticiaParaEvelyn #Las7 #ElSalvador

"Evelyn, você não está sozinha, estamos lutando por sua liberdade."

O Las17 — grupo que tem esse nome pelos 17 casos de mulheres que foram presas em El Salvador por abortos espontâneos entre 1999 e 2011 — tuitou relatos diários sobre o julgamento.

Audiencia de sentencia miércoles 5 de julio 2017 #Las17 #ElSalvador

"Evelyn Beatriz tem 18 anos
Ela pode ser injustamente condenada a 50 anos de prisão
Devido a um parto extra-hospitalar involuntário, e agora a acusam de homicídio com agravante
Exigimos justiça"

Evelyn was sentenced 30 yrs for an obstetric emergency today. This is Justice in #ElSalvador When will it end?… https://t.co/KE9aUtQIl1

"Evelyn foi condenada hoje a 30 anos por um parto de emergência. Esta é a Justiça em El Salvador. Quando isso vai parar?"

Evelyn, una mujer joven y pobre, fue condenada hoy a 30 años de cárcel, tuvo una complicación obstétrica y su hijo murió por esa causa.

"Evelyn, uma mulher jovem e pobre, foi condenada hoje a 30 anos de prisão, ela teve uma complicação obstétrica e seu filho morreu por conta disso."

ADVERTISEMENT

A hashtag #JusticiaParaEvelyn — Justiça para Evelyn — foi usada para organizar protestos em apoio à jovem.

Evelyn no estás sola : #JusticiaparaEvelyn @Unaflorporlas17

"Tragam cartazes, velas, flores etc. para mostrar nosso apoio à Evelyn e nossa indignação e nojo contra esse sistema de justiça que odeia as mulheres.

Evelyn não está sozinha."

O caso de Cruz não é incomum. O aborto é proibido em El Salvador sob quaisquer circunstâncias. Apesar de abortos espontâneos e a morte de nascituros não serem formalmente criminalizados, muitas mulheres que passam por isso são acusadas de homicídio.

Marvin Recinos / AFP / Getty Images

Um relatório da Anistia Internacional de 2015 apontou que pelo menos 19 mulheres foram presas em El Salvador por crimes ligados ao aborto. Algumas mulheres condenadas foram libertadas posteriormente.

O Las17 disse na semana passada que o advogado de Cruz recorreria da sentença do tribunal.

Este post foi traduzido do inglês.

Rachael Krishna is a reporter for BuzzFeed News and is based in London.

Contact Rachael Krishna at rachael.krishna@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here.