back to top

Ex-assessor de Dilma pediu dinheiro e até camarote de Carnaval para a Odebrecht

"Como dizer não para quem lia os e-mail para Dilma?", contou Marcelo Odebrecht. Anderson Dornelles, ex-assessor de Dilma, aparece nas planilhas com R$ 350 mil.

publicado

Para a ex-presidente Dilma Rousseff, seu então assessor Anderson Dornelles, levava o apelido de “menino”. Na Odebrecht, ele tinha um nome que destacava seu apetite por festas. Ele era o “Las Vegas”.

Em sua delação, Marcelo Odebrecht deu detalhes de que porque resolveu dar R$ 350 mil para Dornelles. A explicação do empreiteiro era prosaica: como dizer não para um assessor, se a Odebrecht pedia para ele ler e-mails para Dilma?


Odebrecht conta mais. Dornelles também frequentava camarotes bancados pela Odebrecht. Mas o empreiteiro faz uma ressalva: não era só ele, muita gente pedia ingressos. “Véspera de carnaval era um inferno”.

Ex-assessor Dilma, Dornelles pediu propina e até camarote de Carnaval para a Odebrecht. "Como dizer não para quem l… https://t.co/NH67rmjHrI


Filipe Coutinho é repórter do BuzzFeed News, em Brasília

Contact Filipe Coutinho at filipe.coutinho@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here.