• newsbr badge
  • Coronavi­rus Brasil badge

Milhares de enfermeiros dizem que têm de reutilizar as máscaras ao tratar pacientes de coronavírus

Pesquisa apontou que 87% dos enfermeiros relataram que tiveram que reutilizar máscaras que deveriam ser de utilização única ao tratar pacientes com COVID-19.

Karen Ducey / Getty Images

Uma enfermeira remove cuidadosamente sua máscara após cuidar de um paciente com COVID-19 no Harborview Medical Center, em Seattle (EUA).

Após meses na pandemia do coronavírus, milhares de enfermeiros dizem que ainda não têm equipamentos de proteção adequados e tiveram que reutilizar máscaras e respiradores ao tratar os pacientes com COVID-19, de acordo com uma nova pesquisa.

Dos quase 23.000 enfermeiros que responderam a pesquisa conduzida pelo sindicato americano National Nurses United entre 15 de abril e 10 de maio, 87% relataram que tiveram que reutilizar máscaras que deveriam ser de utilização única e descartáveis ao tratar pacientes com COVID-19 devido à contínua escassez de equipamentos de proteção individual. E 27% disseram que ficaram expostos a pacientes que testaram positivo para a doença enquanto não tinham EPI apropriados.

"Essa nova pesquisa mostra que enfermeiros ainda lutam hoje por equipamentos de proteção individual (EPIs) ideais, para serem testados e pelas suas próprias vidas e de seus pacientes", disse a diretora-executiva da NNU, Bonnie Castillo.

Os resultados da pesquisa, divulgada na quarta-feira, chega no momento em que estados americanos reabrem mais setores da economia — o que, dizem especialistas em saúde pública, pode desencadear surtos da doença e levar a mais mortes.

John Moore / Getty Images

Uma enfermeira usando uma máscara N95 ajusta o equipamento de medicação intravenosa do lado de fora do quarto de um paciente com COVID-19 no Stamford Hospital, em Stamford, Connecticut (EUA).

Os respiradores N95 e as máscaras cirúrgicas devem ser usados apenas uma vez, de acordo com os fabricantes, mas o CDC disse que por causa da escassez, os hospitais talvez tenham de considerar reutilizar o equipamento como uma estratégia de crise para preservar recursos.

O dilema provocou o uso e desenvolvimento de sistemas de descontaminação para esterilizar máscaras para que possam ser usadas novamente, mas não há dados para apoiar a eficácia desses métodos contra o coronavírus, de acordo com o CDC.

Sem uma maneira confiável para limpar respiradores, os enfermeiros dizem que reutilizar EPIs de uso único está aumentando a exposição ao coronavírus para os pacientes, enfermeiros e outros funcionários do hospital. Eles acrescentaram que os procedimentos de descontaminação também podem deteriorar as N95 de modo a deixarem de oferecer proteção.

Tim De Waele / Getty Images

Máscaras são higienizadas e descontaminadas em um contêiner móvel no Ecca Laboratories, na Bélgica.

A pesquisa do NNU também descobriu que só 16% dos entrevistados, incluindo os enfermeiros sindicalizados e os não sindicalizados de todo o país, foram testados para COVID-19. Daqueles que foram testados, mais de 500 eram positivos e outros mais de 500 enfermeiros ainda estavam aguardando os resultados no momento em que fizeram a pesquisa.

Este post foi traduzido do inglês.

Stephanie Baer is a reporter with BuzzFeed News and is based in Los Angeles.

Contact Stephanie K. Baer at stephanie.baer@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here

Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, que o reconhecem e identificam como um usuário único, para garantir a melhor experiência de navegação, personalizar conteúdo e anúncios, e melhorar o desempenho do nosso site e serviços. Esses Cookies nos permitem coletar alguns dados pessoais sobre você, como sua ID exclusiva atribuída ao seu dispositivo, endereço de IP, tipo de dispositivo e navegador, conteúdos visualizados ou outras ações realizadas usando nossos serviços, país e idioma selecionados, entre outros. Para saber mais sobre nossa política de cookies, acesse link.

Caso não concorde com o uso cookies dessa forma, você deverá ajustar as configurações de seu navegador ou deixar de acessar o nosso site e serviços. Ao continuar com a navegação em nosso site, você aceita o uso de cookies.