• newsbr badge

Gleisi NÃO pediu ajuda a terroristas islâmicos no vídeo para a Al Jazeera

A senadora enviou um vídeo à emissora do Qatar falando sobre a prisão de Lula. Páginas de direita tiraram as imagens de contexto.

Páginas de direita no Facebook acusaram a senadora Gleisi Hoffmann, presidente do PT, de incitar grupos terroristas e de ter violado a Lei de Segurança Nacional.

As duas informações são FALSAS.

Na verdade, Gleisi enviou um vídeo à emissora Al Jazeera, do Qatar, com uma mensagem sobre a prisão do ex-presidente Lula, a quem chama de "um grande amigo do mundo árabe".

O vídeo faz parte de uma ofensiva midiática do campo pró-Lula no exterior, na tentativa de sustentar a narrativa de que o ex-presidente petista é vítima de uma prisão política.

Essa ofensiva incluiu a ex-presidente Dilma Rousseff, que foi aos EUA falar sobre o assunto, e a pré-candidata do PC do B à Presidência, Manuela D'Ávila, que visitou países latinos.

No vídeo, Gleisi diz: "Me dirijo ao mundo árabe, através da Al Jazeera, para denunciar que o ex-presidente Lula é um preso político em nosso país". Ela repete o discurso, que vem sendo usado pelo PT e por aliados, de que Lula foi condenado por juízes parciais e sob influência da mídia e dos Estados Unidos.

Em nenhum momento Gleisi cita grupos muçulmanos.

Na página de Bia Kicis, porém, uma versão editada do vídeo foi publicada dando conta de que a presidente do PT pedia ajuda a "terroristas", como mostra a legenda. A mentira teve mais de 150 mil visualizações e 14 mil compartilhamentos.

Reprodução

Sites como o Crítica Nacional e o Diário do Brasil foram além, afirmando que Gleisi cometeu crime contra a soberania nacional. Esses sites usam o — falso — argumento de que a senadora, ao dizer "mundo árabe", se dirigia a terroristas.

Reprodução

Essas mentiras também foram compartilhadas centenas de vezes, com potencial para atingir centenas de milhares de usuários do Facebook.

Reprodução

E é claro que teve gente que acreditou.

Reprodução

Alexandre Aragão é Repórter do BuzzFeed e trabalha em São Paulo. Entre em contato com ele pelo email alexandre.aragao@buzzfeed.com

Contact Alexandre Aragão at alexandre.aragao@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here

Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, que o reconhecem e identificam como um usuário único, para garantir a melhor experiência de navegação, personalizar conteúdo e anúncios, e melhorar o desempenho do nosso site e serviços. Esses Cookies nos permitem coletar alguns dados pessoais sobre você, como sua ID exclusiva atribuída ao seu dispositivo, endereço de IP, tipo de dispositivo e navegador, conteúdos visualizados ou outras ações realizadas usando nossos serviços, país e idioma selecionados, entre outros. Para saber mais sobre nossa política de cookies, acesse link.

Caso não concorde com o uso cookies dessa forma, você deverá ajustar as configurações de seu navegador ou deixar de acessar o nosso site e serviços. Ao continuar com a navegação em nosso site, você aceita o uso de cookies.