back to top

Gilmar diz que relatório da PF sobre ligações entre ele e Aécio é "fofocagem"

Documento da Polícia Federal mostra que ministro e senador fizeram 33 telefonemas entre março e maio. Gilmar rebateu nesta segunda (23): "É abuso de autoridade".

publicado

O ministro do STF Gilmar Mendes, que trocou 33 telefonemas com o senador Aécio Neves (PSDB-MG) entre março e maio, chamou de "fofocagem no plano das instituições" o relatório da Polícia Federal que contém a informação.

"É um certo assanhamento, uma certa irresponsabilidade, só que feita não por ativistas, mas por gente que tem responsabilidade institucional: delegado, ministro, juiz... Isso não pode se fazer. Isso é abuso de autoridade", disse Gilmar ao jornal Folha de S.Paulo, após evento em Porto Alegre, nesta segunda (23).

Na quinta (19), o BuzzFeed News revelou que o relatório estava disponível publicamente em um dos processos que tramitam no Supremo e que tem como parte Aécio, sob a relatoria do ministro Edson Fachin.

Não se sabe o conteúdo das conversas, que foram feitas via WhatsApp. Uma das 33 ligações aconteceu no dia em que Gilmar decidiu, sozinho, a favor de Aécio. Por ordem de Gilmar, um depoimento do senador que estava marcado para o dia seguinte foi cancelado.

A defesa de Aécio nega que o senador tenha tratado do assunto diretamente com o ministro. Em nota, Gilmar disse que "manteve contato constante, desde o início de sua gestão, com todos os presidentes de partidos políticos para tratar da reforma política".

Alexandre Aragão é Repórter do BuzzFeed e trabalha em São Paulo. Entre em contato com ele pelo email alexandre.aragao@buzzfeed.com

Contact Alexandre Aragão at alexandre.aragao@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here.

Em parceria com