back to top

Flávio Rocha critica "BNDES do PT", mas recebeu R$ 1,3 bilhão do banco nos governos Lula e Dilma

"O BNDES do PT não diz respeito a um período de tempo, diz respeito a uma prática. O BNDES com o qual nós nos relacionamos é o mesmo de Roberto Campos, de FHC, de Michel Temer", disse ao BuzzFeed News o pré-candidato e dono da Riachuelo.

publicado

A Riachuelo e a Guararapes Confecções, empresas que têm como dono o pré-candidato à Presidência Flávio Rocha (PRB), receberam R$ 1,39 bilhão em empréstimos do BNDES durante os governos Lula (2003-2010) e Dilma Rousseff (2011-2016), ambos do PT.

Studio Fernanda Calfat / Getty Images

Em um vídeo publicado pelo MBL (Movimento Brasil Livre) — que apóia a candidatura do empresário — em janeiro, Rocha afirma que o banco estatal "foi transformado num instrumento da política ideológica do PT" e que "o BNDES do PT é bem diferente do BNDES de Roberto Campos".

"O BNDES do PT não diz respeito a um período de tempo, diz respeito a uma prática", desenvolveu Rocha em entrevista ao BuzzFeed News, referindo-se à política de Campeões Nacionais.

"É uma arrogância de um tecnocrata que quer escolher quem é o campeão. Quem tem que escolher o campeão é o mercado, quem faz mais por menos. O BNDES com o qual nós nos relacionamos é o mesmo BNDES de Roberto Campos, de Fernando Henrique, de Michel Temer", disse o pré-candidato.

Veja este vídeo no YouTube

youtube.com

Segundo dados oficiais do banco, os empréstimos às empresas de Rocha foram todos aprovados nos governos Lula e Dilma. O primeiro ocorreu em outubro de 2009 e o último em março de 2016, dois meses antes de Michel Temer assumir interinamente a Presidência da República.

No vídeo, Rocha não diz claramente que os empréstimos à empresa dele foram aprovados durante os governos petistas. "A nossa relação com o BNDES tem 10 anos. Nesse período, nós assumimos empréstimos de R$ 1,3 bilhão. Nesse mesmo período, pagamos 12 vezes isso em impostos, mais de R$ 15 bilhões", afirma.

"Agora, o BNDES do PT é bem diferente do BNDES de Roberto Campos. É o BNDES da relação com Eike Batista, com Marcelo Odebrecht, com Joesley. São empresas, os chamados campeões nacionais, que recebiam injeções bilionárias de capital, correspondente a muitas vezes o que essas empresas pagavam de impostos", continua o pré-candidato.

Os empréstimos já são explorados por adversários de Rocha. Nesta quarta (28), o secretário parlamentar Gildevânio Diniz, lotado no gabinete do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), disse que o empresário pratica "capitalismo de Estado".

"Você prega liberalismo para os outros, mas se alimenta do suor dos mais pobres", escreveu Diniz, que é conhecido na internet como Carteiro Reaça e possui centenas de milhares de seguidores. Ele costuma acompanhar e transmitir ao vivo agendas do deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ), pré-candidato à Presidência.

"Os aliados do Bolsonaro quererem ver nisso um escândalo eu acho um absurdo", disse Rocha ao BuzzFeed News. "Não adianta procurar pelo em ovo. Não vai na onda desses radicais bolsonaristas, eles enxergam escândalo em tudo."

“Foram feitas 200 lojas com esse dinheiro, o que gerou 15 mil empregos diretos e 65 mil empregos indiretos”, disse Rocha à reportagem. “Nesse mesmo período, pagamos 12 vezes isso em impostos, mais de R$ 15 bilhões.”

O próprio vídeo gravado por Rocha para o MBL foi feito em resposta ao petista Fernando Haddad, ex-ministro dos governos Lula e Dilma e ex-prefeito de São Paulo e um dos petistas com mais seguidores online.

Em janeiro, Haddad — que é cotado para substituir Lula como candidato à Presidência pela sigla — publicou no Twitter um link com a informação sobre os empréstimos.

Flávio Rocha, dono da Riachuelo, lança manifesto pelo estado mínimo após receber R$ 1,4 bi do BNDES ? https://t.co/NCLFaOWW4I

Reprodução

Veja a lista de empréstimos à Riachuelo e à Guararapes.

BuzzFeed News


Alexandre Aragão é Repórter do BuzzFeed e trabalha em São Paulo. Entre em contato com ele pelo email alexandre.aragao@buzzfeed.com

Contact Alexandre Aragão at alexandre.aragao@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here.

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil?

Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.