back to top

Estas são as coisas que o governo federal quer privatizar

Tem a Casa da Moeda, o aeroporto de Congonhas, a Eletrobras e mais uma porção de ativos.

publicado

O secretário-geral da Presidência, Moreira Franco (PMDB), anunciou nesta quarta (23) os ativos que o governo espera privatizar na tentativa de não aumentar o rombo nas contas públicas, previsto em R$ 159 bilhões neste ano e em 2018.

Casa da Moeda

Além das notas e moedas, a estatal — subordinada ao Ministério da Fazenda — é responsável por confeccionar os passaportes brasileiros. O governo espera publicar o edital no terceiro trimestre de 2018 e realizar o leilão até o fim do ano que vem.

Aeroporto de Congonhas

Publicidade

O aeroporto é parte de um plano do governo para se desfazer de bens da Infraero, estatal que administra diversos aeroportos. Desde o governo Dilma Rouseff, quando diversos aeroportos foram privatizados, a Infraero perdeu importância.

Além de Congonhas, que é totalmente administrado pela Infraero, o governo espera vender as participações da empresa nos aeroportos de Guarulhos, Confins, Galeão e Brasília.

O governo também anunciou que pretende leiloar outros 12 aeroportos, que serão divididos em dois blocos: Nordeste (Aracaju, Campina Grande, João Pessoa, Juazeiro do Norte, Maceió e Recife) e Centro-Oeste (Alta Floresta, Barra do Garças, Cuiabá, Rondonópolis e Sinop).

A expectativa do governo é que todos esses leilões ocorram no segundo semestre do ano que vem.

Eletrobras

A União tem, atualmente, 51% das ações com direito a voto da Eletrobras. Nesta semana, o ministro de Minas e Energia, Fernando Bezerra Coelho (PSB), disse à GloboNews que a intenção do governo é reduzir a participação para 47% e, com a operação, receber aproximadamente R$ 20 bilhões.

Mas, ao contrário de outros ativos da União, a Eletrobras não será vendida. Em vez disso, a empresa irá emitir novas ações no mercado — e o governo, com isso, verá sua participação ser diluída de 51% para 47%.

Rodovias

Publicidade

O governo anunciou que pretende leiloar duas rodovias, a BR-364 (trecho entre Rondônia e Mato Grosso) e a BR-153 (Goiás-Tocantins), que foi licitada pelo governo Dilma, em 2014, mas teve o contrato rescindido após a Galvão Engenharia, vencedora do leilão, não cumpri-lo.

O anúncio fez algumas pessoas imaginarem o futuro.

Com a venda da Casa da Moeda cenas como esta serão finalmente possíveis

Como será que isso funciona?

"Governo anuncia privatização da Casa da Moeda"

vc compra a casa da moeda vc imprime o dinhero e paga a compra da casa da moeda

🤔🤔🤔

Agora com a Casa da Moeda privatizada a gente vai ter que comprar dinheiro

Teve uma galera que adorou.

E, claro, teve gente que ficou preocupada.

a prova que privatização funciona bem é que hoje temos internet e telefonia de extrema qualidade no brasil não é mesmo


Alexandre Aragão é Repórter do BuzzFeed e trabalha em São Paulo. Entre em contato com ele pelo email alexandre.aragao@buzzfeed.com

Contact Alexandre Aragão at alexandre.aragao@buzzfeed.com.

Raphael Evangelista é redator do BuzzFeed, em São Paulo.

Contact Raphael Evangelista at raphael.evangelista@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here.