back to top

Temer deve mexer na reforma da Previdência porque base avalia que texto não passa

Presidente pode desistir da idade mínima de 65 para aposentadoria.

publicado

Após ter sobrevivido à primeira denúncia, o presidente Michel Temer (PMDB) tem conversado com deputados da base do governo para tentar encontrar um novo texto que suavize a reforma da Previdência e dê à matéria alguma de chance de aprovação pelo Congresso.

Originalmente, o governo pretendia estipular uma idade mínima de 65 anos para a aposentadoria e fixar pagamentos de 50% da média da remuneração acrescido de 1% por ano de contribuição.

Para viabilizar a reforma, ou pelo menos mudanças na previdência, temer deve apoiar algo parecido com o que foi apresentado pelo deputado Paulinho da Força (SD-SP) numa emenda apresentada no início do ano.

Ao invés de 65 anos, ela fixa uma idade mínima de 60 anos para homens, 58 para mulheres e pagamento correspondente a 60% da média de remuneração acrescido de 1% por tempo de contribuição.

Na Câmara, integrantes da base do governo dizem que mesmo a aprovação de uma proposta alternativa e suavizada será extremamente difícil. E são categóricos em afirmar que o texto original do governo não tem nenhuma chance de prosperar.

Além da suavização, o governo ainda terá de fazer um grande trabalho de convencimento no que diz respeito a prazos.

A prioridade dos deputados, neste momento, é a aprovação da reforma política, instituindo o chamado ‘distritão’ e criando um fundo com R$ 3,5 bilhões a R$ 4 bilhões para o financiamento das campanhas.

Após a reforma política, que deve ser aprovada até o início de outubro para poder valer nas próximas eleições, parte da base defende que seja analisada a reforma tributária.

Na prática, seria uma forma de enterrar de vez as alterações na Previdência, uma vez que, quanto mais próximo ficar das eleições, menores são as chances de se mudar as regras da aposentadoria.

Severino Motta é repórter do BuzzFeed News, em Brasília

Contact Severino Motta at .

Got a confidential tip? Submit it here.