back to top

Moro condena Palocci a 12 anos e 2 meses de prisão

Ex-ministro foi condenado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro em caso que trata de propinas envolvendo a Odebrecht e a conta "Italiano".

publicado

O juiz Sergio Moro condenou nesta segunda-feira o ex-ministro Antonio Palocci a 12 anos e 2 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

De acordo com a sentença, Palocci operou uma conta corrente de propinas da Odebrecht identificada como “Italiano”.

Ao todo, ela teria movimentado cerca de R$ 128 milhões entre 2008 e 2013, mas a condenação neste caso se deu especificamente por US$ 10 milhões em propina paga aos publicitários João Santana e Mônica Moura em contas no exterior.

Na sentença, Moro destaca que Palocci estava envolvido num caso de macrocorrupção e que ele foi o principal administrador de uma das contas de propinas da Odebrecht.

Em sua sentença, Moro fala em “macrocorrupção” e que Palocci era principal administrador da conta corrente de propi… https://t.co/b7N3cnHWP0

O juiz ainda argumenta que parte do dinheiro foi usado para fraudar sucessivas eleições no Brasil.

E que recursos do esquema foram usados para fraudar sucessivas eleições no Brasil.

Ainda cabe recurso contra a decisão de Moro. Palocci, que está preso em Curitiba (PR) desde setembro do ano passado, tenta um acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal.

No mesmo processo, seu ex-assessor Branislav Kontic foi absolvido por falta de provas.

Severino Motta é repórter do BuzzFeed News, em Brasília

Contact Severino Motta at .

Got a confidential tip? Submit it here.