back to top

Terremoto no norte do Irã deixa mais de 300 mortos e milhares de feridos

Segundo a Cruz Vermelha local, cerca de 70 mil pessoas estão desabrigadas.

publicado

Mais de 300 pessoas morreram após um terremoto de 7,3 graus atingir o norte do Irã, próximo ao Iraque, neste domingo (12). Milhares ficaram feridos, segundo a mídia local.

O epicentro do tremor, que aconteceu às 21h20 no horário local (16h20 em Brasília), foi na cidade de Ezgeleh, segundo as primeiras medições.

Até o meio-dia deste segunda (13), 348 pessoas haviam morrido em decorrência do tremor, segundo o órgão governamental iraniano responsável por responder à crise. Até aquele momento, havia 5.341 feridos.

O vice-governador da província de Kermanshah, Mojtaba Nikkerdar, declarou à televisão estatal: "Ainda há pessoas embaixo dos escombros. Nós esperamos que o número de vítimas não aumente muito, mas vai aumentar".

A Cruz Vermelha no Irã disse que cerca de 70 mil pessoas estão desabrigadas.

Chefe do serviço de emergência iraniano, Pir Hossein Koolivand disse à agência AFP que deslizamentos em decorrência do terremoto impedem as equipes de resgate de chegarem a alguns lugares do país.

Imagens publicadas nas redes sociais mostram prédios completamente destruídos, com pessoas tentando cavar em busca de sobreviventes.

Publicidade

Some villages in #Iran’s province of #Kermanshah have been damaged. Some people injured due to being under the rubb… https://t.co/qvM1EXNvBg

O presidente do Irã, Hassan Rouhani, enviou os ministros do Interior e da Saúde para que eles supervisionem os trabalhos de resgate pessoalmente. O governo anunciou luto oficial de três dias. O aiatolá Ali Khamenei foi à mídia estatal pedir que todos os iranianos ajudem nos esforços.

Do outro lado da fronteira, no Iraque, os danos foram menos severos. Segundo o governo, sete pessoas morreram em decorrência do terremoto, e 321 ficaram feridas.

Iraq: Moment massive #earthquake struck

Mas o tremor foi sentido também na capital, Bagdá. A moradora Majida Ameer disse à agência Reuters que viu prédios "dançando pelos ares".

"No início, eu achei que fosse uma bomba", ela disse. "Mas aí escutei todo mundo gritando: 'Terremoto!'."

O primeiro-ministro da Turquia, Binali Yildirim, disse que o país irá enviar mantimentos às áreas afetadas no norte do Iraque.

O chefe da Cruz Vermelha no Iraque, Kerem Kinik, disse à Associated Press que 33 caminhões com materiais e outros 10 veículos de desastre estavam a caminho.

Este post foi traduzido do inglês.

Rose Troup Buchanan is a reporter for BuzzFeed News and is based in London.

Contact Rose Troup Buchanan at .

Got a confidential tip? Submit it here.