• newsbr badge

No dia em que Bolsonaro falou do Queiroz, a internet só queria discutir o #rosaeazul da Damares

Dados de buscas e de rede social mostram como declarações sobre questões morais e de costumes acabam sendo mais comentadas do que as investigações sobre supostas irregularidades.

Até hoje sem explicações mais detalhadas, o caso de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) suspeito de desviar parte do salário de seus colegas de gabinete, não despertou tanto o interesse das pessoas na internet quanto a arcaica declaração sobre meninos de azul e meninas de rosa da ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves.

Segundo dados do Google Trends, os termos “Damares” e “azul e rosa” superaram em muitos as buscas por “Queiroz” ou “Flávio Bolsonaro” ontem (3) e hoje (4).

Reprodução

E ontem foi o dia que o presidente Jair Bolsonaro concedeu entrevista ao SBT e falou sobre o ex-assessor do filho e protagonista da principal crise do final da transição. Bolsonaro disse que Queiroz sempre gozou de sua total confiança, mas que prefere não falar com ele até que o caso seja explicado.

"Ele falou que vendia carros, eu sei que ele fazia rolo. Agora, quem vai ter que responder é ele. O Coaf fala em movimentação atípica, isso não quer dizer que seja ilegal, irregular", disse Bolsonaro na entrevista.

Queiroz movimentou R$ 1,2 milhão em um ano e recebeu depósitos de oito funcionários do gabinete de Flávio na Assembleia do Rio.

Em uma entrevista também ao SBT, o ex-assessor alegou ser uma pessoa que ganha muito dinheiro comprando e vendendo carros. Não explicou, no entanto, por que alguém com essa desenvoltura no mundo dos negócios pediu R$ 40 mil emprestados a Jair Bolsonaro nem o depósito de um cheque de R$ 24 mil para a primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

A entrevista do presidente foi ao ar no período da noite de ontem. Mas, mesmo durante sua exibição, métricas de outras redes sociais, como o Twitter, também apontavam para um maior interesse por Damares.

O diretor editorial do Twitter para a América Latina, Leonardo Stamillo, postou gráfico que mostra as menções a "Damares" na plataforma crescendo e superando até mesmo as menções a "Bolsonaro" na noite de quinta.

#Sextou, pessoal! E se sextou, tem os destaques do @MomentsBrasil ao vivo na tela da Band e aqui na sua TL! Logo mais no #CafeComJornal a gente vai falar sobre a 1a semana do governo Bolsonaro, a polêmica do #rosaeazul, o protesto de monges no Japão e a crise política nos EUA.

O mesmo se repetiu na manhã de hoje, tanto no Google como no Twitter.

Em quatro horas da manhã de hoje, Damares e seu azul e rosa lideraram com folga as pesquisas quando comparadas com Queiroz.

Reprodução

Nos trending topics do Twitter rosa e azul também liderava no início desta tarde.

Reprodução

Tais dados mostram como no governo de Jair Bolsonaro declarações sobre questões morais e de costumes acabam sendo mais comentadas do que casos em que supostas irregularidades ou crimes são apurados.

Veja também:

Uma nova era chegou no Brasil: meninos vestem azul e meninas vestem rosa

Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, que o reconhecem e identificam como um usuário único, para garantir a melhor experiência de navegação, personalizar conteúdo e anúncios, e melhorar o desempenho do nosso site e serviços. Esses Cookies nos permitem coletar alguns dados pessoais sobre você, como sua ID exclusiva atribuída ao seu dispositivo, endereço de IP, tipo de dispositivo e navegador, conteúdos visualizados ou outras ações realizadas usando nossos serviços, país e idioma selecionados, entre outros. Para saber mais sobre nossa política de cookies, acesse link.

Caso não concorde com o uso cookies dessa forma, você deverá ajustar as configurações de seu navegador ou deixar de acessar o nosso site e serviços. Ao continuar com a navegação em nosso site, você aceita o uso de cookies.