• newsbr badge

Bolsonaro fala em "psicose ambiental" e volta a acusar ONGs pelas queimadas, sem provas (de novo)

“Quer que eu culpe os índios? Quer eu culpe os marcianos?”, disse ele sobre as queimadas na Amazônia. “É um indício fortíssimo desse pessoal de ONGs que perdeu a teta.”

O presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou a acusar, sem provas, ONGs de estarem promovendo queimadas na Amazônia. Para sustentar a tese, disse que as entidades perderam as “tetas” por onde recebiam recursos.

“Quer que eu culpe os índios? Quer eu culpe os marcianos?”, questionou. “É um indício fortíssimo desse pessoal de ONGs que perdeu a teta deles”, completou.

EBC

Jair Bolsonaro

Segundo o presidente, sem o recurso que era enviado pela Alemanha e Noruega para o setor ambiental, a ONGs perderam dinheiro e estão com seus integrantes desempregados.

“Tem que fazer o que? Tentar me derrubar. É o que sobra para eles, mais nada além disso.”

Na quarta-feira o presidente já havia apontado o dedo para ONGs, também sem provas, para falar sobre incêndios na Amazônia.

Neste ano houve um aumento de 70% nas queimadas e os números são os maiores desde 2013.

Para o presidente, um dos problemas no combate às queimadas é a falta de recursos e o tamanho do território.

Questionado insistentemente por jornalistas sobre provas de que as ONGs estariam queimando a Amazônia, Bolsonaro disse que é impossível se obter tal elemento.

“Não se tem prova disso, meu Deus do céu. Ninguém escreve isso: vou queimar lá. Não existe isso. Se você não pegar em flagrante quem está queimando e buscar quem mandou fazer isso… Que isso está acontecendo é um crime que está acontecendo”.

Bolsonaro disse que, se enviar ao Congresso um projeto de lei para derrubar o decreto de preservação da baía de Angra, “o mundo” diria que ele quer acabar com o meio ambiente.

"Hoje em dia não se preserva o meio ambiente na baía de Angra. Não tem gente para fiscalizar. Sessenta e um por cento do território brasileiro você não pode fazer nada, é preservado. E se fizer de lá um grande centro turístico vai ser preservado e a gente vai faturar bilhões por ano. Ao invés de nós gastarmos uma fortuna com turismo fora do Brasil, podemos gastar aqui dentro. Mas essa psicose ambiental não deixa fazer nada."

As declarações de Bolsonaro foram dadas na manhã desta quinta-feira ao sair do Palácio da Alvorada.

Adriano Machado / Reuters

"O Valor Econômico vai fechar"

Ainda pela manhã, Bolsonaro voltou a falar sobre a Medida Provisória 892, que desobrigou empresas de capital aberto a publicar seus balanços em jornais impressos, uma das maiores fontes de receita publicitária de grandes veículos.

"O jornal Valor Econômico, da TV Globo, vai fechar", disse Bolsonaro, que já havia sugerido, quando assinou a MP no início do mês, que a medida era uma retaliação contra a imprensa tradicional. "Não devia falar? Não devia falar. Mas qual é o problema? Será que eu vou ser o presidente politicamente correto?"

Severino Motta é repórter do BuzzFeed News, em Brasília

Contact Severino Motta at severino.motta@BuzzFeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here

Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, que o reconhecem e identificam como um usuário único, para garantir a melhor experiência de navegação, personalizar conteúdo e anúncios, e melhorar o desempenho do nosso site e serviços. Esses Cookies nos permitem coletar alguns dados pessoais sobre você, como sua ID exclusiva atribuída ao seu dispositivo, endereço de IP, tipo de dispositivo e navegador, conteúdos visualizados ou outras ações realizadas usando nossos serviços, país e idioma selecionados, entre outros. Para saber mais sobre nossa política de cookies, acesse link.

Caso não concorde com o uso cookies dessa forma, você deverá ajustar as configurações de seu navegador ou deixar de acessar o nosso site e serviços. Ao continuar com a navegação em nosso site, você aceita o uso de cookies.