• newsbr badge
Updated on 26 de fev de 2020. Posted on 26 de fev de 2020

Base de Bolsonaro inunda internet com memes contra o Congresso e o STF

No discurso oficial, presidente diz que confronto com Congresso e Supremo é "ilação". Na prática, seus apoiadores atacam abertamente Maia, Alcolumbre e Toffoli. Tem um até que prega fechamento dos Poderes.

by ,

Na noite de terça-feira (25), a jornalista Vera Magalhães, do Estadão, revelou que o presidente Jair Bolsonaro compartilhou vídeos endossando manifestações em 15 de março em apoio a seu governo e contra instituições como o Congresso e o STF (Supremo Tribunal Federal).

EXCLUSIVO - Publiquei agora no @brpolitico: Bolsonaro manda vídeo por WhatsApp convocando para ato anti-Congresso - https://t.co/0JJGlJNdwD

O texto encaminhado junto com os vídeos dizia: "O Brasil é nosso, não dos políticos do sempre".

Os conteúdos fazem uma defesa do presidente contra os "inimigos da pátria".

Bolsonaro também enviou esse ouro vídeo. A produção é mais tosca, mas o recado é o mesmo

Na manhã desta quarta-feira (26), Bolsonaro foi às redes sociais dizer que que troca mensagens era de cunho pessoal com "amigos" no WhatsApp e que "qualquer ilação fora desse contexto são tentativas rasteiras de tumultuar a República". O presidente não negou o envio dos vídeos.

Tenho 35Mi de seguidores em minhas mídias sociais, c/ notícias não divulgadas por parte da imprensa tradicional. No Whatsapp, algumas dezenas de amigos onde trocamos mensagens de cunho pessoal. Qualquer ilação fora desse contexto são tentativas rasteiras de tumultuar a República.

Porém, enquanto o presidente negava que os atos fossem de confronto com o Congresso e o Supremo, seus apoiadores nas redes sociais não pareciam esconder essa intenção.

#Dia15PeloBrasil Em apoio ao nosso presidente @jairbolsonaro contra os corruptos do centrão, da esquerda, contra as chantagens de Maia e Alcolumbre e acima de tudo pelo nosso BRASIL, eu estarei nas ruas no dia 15 de março. Quem virá comigo RT isso...

P MAIA, DAVI, GILMAR, DIAS, E ESSE OUTRO IDIOTA CELSO #EuApoioBolsonaro

#EuApoioBolsonaro Dia 15, todos na rua. Não nos calaremos! Dia do fod@-se! O povo ACORDOU!!

Na internet, sobraram memes atacando Congresso e STF.

#EuApoioBolsonaro O Presidente já avisou cambada. Pode espernear! #Dia15BrasilNasRuas #Dia15PeloBrasil

@leandroruschel Contra esses canalhas, #EuApoioBolsonaro .

Os ataques são direcionados, principalmente, aos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Contra essa atitude do Botafogo e o Batoré que iremos dia 15/03 na Paulista. #EuApoioBolsonaro

Fora @RodrigoMaia #EuApoioBolsonaro

Muitos apoiadores também lembraram da fala recente do general Augusto Heleno, chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), que afirmou que o Congresso faz "chantagem" com o Executivo na divisão do dinheiro do Orçamento impositivo.

@gilmarmendes #EuApoioBolsonaro #Dia15BrasilNasRuas nada vai nos impedir Sapão.

“Nós não podemos aceitar esses caras chantagearem a gente o tempo todo… Então, foda-se!"

Parte do discurso que se vê nas redes sociais foi verbalizado pelo humorista Batoré, que, em vídeo divulgado no domingo (23), pregou o fechamento do Congresso e do STF.

"Presidente, fecha o Senado. Fecha a Câmara dos Deputados. Fecha o STF", disse Batoré.

Em 2018, Batoré disputou uma vaga para a mesma Câmara dos Deputados que, hoje, ele quer ver fechada.

Oposição vê crime de responsabilidade e fala em pedido de impeachment

A divulgação a amigos de um vídeo convocando a população para manifestações contra o Congresso e o STF é um caso concreto de crime de responsabilidade, disse o líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (RS).

Por isso, um pedido de impeachment contra o mandatário deve ser apresentado, afirmou Pimenta, que fez questão de destacar a lei dos crimes que levam ao impeachment. Diz o texto legal:

“Art. 85. São crimes de responsabilidade os atos do Presidente da República que atentem contra a Constituição Federal e, especialmente, contra: I - a existência da União; II - o livre exercício do Poder Legislativo, do Poder Judiciário, do Ministério Público e dos Poderes constitucionais das unidades da Federação”.

Segundo Pimenta, Bolsonaro já havia praticados diversas ofensas contra o Legislativo, mas de forma abstrata. De maneira concreta, ainda segundo o deputado, esta foi a primeira vez.

Posição semelhante à do petista tem o líder da oposição na Câmara, Alessandro Molon (PSB-RJ). "Temos que parar Bolsonaro! Basta! As forças democráticas deste país têm que se unir agora. Já! É inadiável uma reunião de forças contra esse poder autoritário. Ou defendemos a democracia agora ou não teremos mais nada para defender em breve”, escreveu em nota.

Quem também se manifestou sobre a mais recente polêmica de Bolsonaro foi o líder do Cidadania na Câmara, Arnaldo Jardim (SP).

"A atitude do presidente da República é um ataque às instituições. Constitui um descumprimento do compromisso constitucional que tem um presidente da República de respeitar os demais Poderes da República."

Jornalista no BuzzFeed News

Contact Guilherme Lucio da Rocha at guilhermerocha.contractor@buzzfeed.com.

Severino Motta é repórter do BuzzFeed News, em Brasília

Contact Severino Motta at severino.motta@BuzzFeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here