• newsbr badge
Updated on 29 de jul de 2020. Posted on 28 de jul de 2020

Uma família negra recebeu uma carta racista sobre suas filhas gêmeas após comemorar a formatura delas

Depois que a carta racista foi divulgada no Twitter, a família está recebendo apoio da comunidade. Uma carreata para as gêmeas está sendo programada.

Photo of the front of Sproul home, which shows the two posters of Xanah and Xarah in their marching band uniforms.
Toya T'mour Sproul / Via Facebook.com

Na última quinta-feira, David Sproul chegou em casa do trabalho e encontrou uma carta em sua caixa de correio que o deixou furioso e fez sua esposa chorar.

"É hora de tirar da sua casa esses pôsteres horríveis dessa gorda negra feia", diz o bilhete anônimo, referindo-se aos cartazes exibidos na casa dos Sprouls que celebram a formatura no ensino médio de suas gêmeas idênticas, Xanah e Xarah.

"Que desgraça para a vizinhança", a carta continua. "Na verdade, toda a prole é uma desgraça para a vizinhança. Considere se mudar para um 'gueto' da sua gente. Seus vizinhos estão de olho em você!"

Outros residentes da Timbercreek Plantation, em Yulee, Flórida (EUA), colocaram cartazes de felicitação para membros da família, mas só os Sprouls receberam uma mensagem de ódio.

"Eu comecei a ler a carta em voz alta para a minha esposa e ela achou que eu estava brincando. Eu fiquei, tipo: 'De jeito nenhum que eu jamais diria isso sobre minhas filhas'", Sproul contou ao BuzzFeed News. "Então, ela pegou a carta, leu e ficou imediatamente furiosa e confusa."

A photo of the letter sent to the Sproul family.
WJXT / Via news4jax.com

A esposa de Sproul, Toya, chamou a polícia e apresentou queixa, cuja cópia foi fornecida ao BuzzFeed News pela delegacia do Condado de Nassau.

"Nós, da delegacia do Condado de Nassau, não toleramos racismo e crimes de ódio em nosso condado", disse o subdelegado Roy Henderson em uma declaração. "Isso é fora do comum para o Condado de Nassau, e nós continuaremos investigando esse incidente. Temos orgulho das conquistas das gêmeas Sproul e esperamos tirar isso a limpo a breve."

Sproul disse que suas filhas não estavam em casa quando ele pegou a carta e enquanto o delegado adjunto registrava a queixa. Ele se preparou para a reação das filhas à carta quando elas voltaram na noite da quinta-feira.

"Elas meio que jogaram [a carta] no chão e seguiram em frente", disse Sproul. "Elas estão cientes do que está acontecendo no país [com os protestos do Black Lives Matter], mas, após a leitura, viram que a pessoa claramente não as conhece. Essa é a natureza delas; elas são apenas garotas muito adoráveis."

As gêmeas se formaram na Yulee High School com honras e foram líderes da banda da escola e membros da Sociedade Nacional de Honra. Elas também têm dois certificados da Microsoft, de acordo com Sproul, que administra a Island Tech Support, uma firma local de TI. Xanah e Xarah ingressarão na Saint Leo University no outono com bolsas para estudar no distinto programa de medicina da universidade.

"Elas são extremamente esforçadas desde o jardim de infância", disse Sproul. "Sempre lutaram pelo melhor. Sobretudo como gêmeas, elas trabalham juntas e ajudam uma à outra."

Toya T'mour Sproul / Via facebook.com

A família Sproul

Depois que a carta racista foi divulgada no Twitter, a comunidade apareceu para mostrar apoio à família. Uma carreata para as gêmeas está sendo programada. As pessoas estão indo na casa e ligando para demonstrar apoio, e uma lista de desejos da Amazon foi criada para que as pessoas pudessem comprar material escolar para Xanah e Xarah.

"Estamos recebendo respostas da Nova Zelândia, América do Sul, Canadá e de todos os Estados Unidos. As pessoas estão expressando seu apoio a elas, e isso é fenomenal", disse Sproul.

Ele falou que suas filhas agradecem o apoio, mas se recusaram a adicionar itens na lista de desejos da Amazon porque não estão em busca de atenção ou presentes.

"Elas realmente odeiam toda essa atenção", disse Sproul. "Mas, sem dúvidas, isso mostra a elas que há mais amor do que ódio por aí. E elas aprenderam a ser muito gratas por isso."

Ele e sua família querem superar o ocorrido, mas ele não esqueceu a última frase da carta: "Seus vizinhos estão de olho em você."

"Devemos ficar preocupados agora? Algo pior vai acontecer?", questionou Sproul. "Nós já não nos sentimos muito confortáveis em nossa casa... Não estamos vivendo com medo, mas ao mesmo tempo nossa vida está diferente."

Este post foi traduzido do inglês.

Craig Silverman is a media editor for BuzzFeed News and is based in Toronto.

Contact Craig Silverman at craig.silverman@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here