back to top

Estas fotos assustadoras mostram a história dos nazistas nos EUA

Desde a década de 1930, grupos nazistas norte-americanos tentam promover sua agenda de ódio, fanatismo e ignorância.

publicado

No início do século 20, associações políticas dos EUA, como o Free Society of Teutonia (Sociedade Teutônica Livre, em tradução livre) e o Friends of New Germany (Amigos da Nova Alemanha), alinharam-se à ideologia da Alemanha nazista. Esses grupos ficaram conhecidos por incitarem o ódio e por realizarem comícios promovendo o antissemitismo, o racismo e a uma visão deturpada do nacionalismo norte-americano. Alguns deles até fizeram acampamentos de verão nazistas para crianças.

O nazismo nos EUA chegou a um nível alarmante em 20 de fevereiro de 1939, quando a organização conhecida como Bund Germano-Americano realizou um comício no Madison Square Garden, em Nova York, com a presença de cerca de 20 mil norte-americanos pró-nazismo.

Após a deflagração da Segunda Guerra Mundial e a subsequente derrota da Alemanha Nazista, muitas dessas organizações se dissolveram e perderam popularidade. Apesar disso, houve uma retomada dos princípios da supremacia branca durante o período da luta pelos direitos civis nos EUA. Foi quando ressurgiram no país grupos de ódio neonazistas, como o American Nazi Party (Partido Nazista Americano) e o National States' Rights Party (Partido Nacional pelos Direitos dos Estados).

Esta matéria fotográfica revela a longa e aterradora história de cidadãos norte-americanos que optaram por se unir ao nazismo, desde a década de 1930.

Atenção: Este post contém imagens fortes e que podem chocar algumas pessoas.

Todas as imagens e legendas contidas aqui foram retiradas ou são adaptações do Getty Images.

O comício do Bund Germano-Americano no Madison Square Garden, em Nova York, em 20 de fevereiro de 1939.


Publicidade

Com a tradicional saudação nazista, membros do Bund saúdam o estandarte com a suástica desfilando durante a cerimônia de abertura do comício pró-nazismo no Madison Square Garden.


Policiais enfrentam a multidão reunida para protestar contra o comício pró-nazismo no Madison Square Garden.


A entrada do Acampamento Siegfried, acampamento de férias nazista em Yaphank, Nova York, em 21 de junho de 1937.


Publicidade

Centenas de germano-americanos fazem a saudação nazista para jovens que marchavam uniformizados no Acampamento Siegfried, em 1937.


Cerca viva podada na forma de uma suástica no Acampamento Siegfried, 1937.


Publicidade

Placa sinalizando a Adolf Hitler St. (rua Adolf Hitler), no Acampamento Siegfried, 1937.


Membros da Juventude Nazista Norte-Americana exibem bandeira nazista em acampamento de verão em Griggstown, Nova Jersey, em 1934.


Centenas de germano-americanos fazem a saudação nazista no Acampamento Siegfried, 1937.


Publicidade

Suástica no telhado de uma cabana no Acampamento Siegfried, em 1937.


Público faz saudação nazista enquanto bandeiras desfilam no corredor central de um comício nazista em White Plains, Nova York, em 24 de abril de 1938.


Publicidade

Agente do FBI inspeciona armas apreendidas com nazistas no norte de Nova York, em 23 de fevereiro de 1942.


George Lincoln Rockwell, o autodenominado líder do Partido Nazista Americano, faz a saudação nazista com um grupo de seguidores uniformizados, em 1960.


Membro do Partido Nazista Americano usa máscara representando judeu estereotipado, 1960.


À esquerda, criança segura cartaz com uma suástica, com a ajuda de um adulto, na manifestação contra a marcha pelos direitos civis, em Cicero, Illinois, em 1966. O líder do Partido Nazista Americano, Lincoln Rockwell (na imagem à direita, é o homem em pé na esquerda do palanque) observa enquanto Fred Tate, estudante norte-americano, discursa em um comício em 1960.


Manifestantes realizam protesto sentado no balcão de uma drogaria em Arlington, Virgínia, enquanto membros do Partido Nazista Americano fazem um piquete, em 9 de junho de 1960.


Lincoln Rockwell e seguidores do Partido Nazista Americano posam na frente do "Vagão do Ódio", carro que utilizavam para dirigir pelo país espalhando sua mensagem, em 23 de maio de 1961.


O neonazista John Patler marcha sozinho em protesto contra o fim da segregação racial nas escolas americanas, em Englewood, Nova Jersey, em 20 de agosto de 1962. Patler foi preso em 1967 pelo assassinato de Lincoln Rockwell.


Neonazistas brigam com manifestantes contrários à sua ideologia, em 1 de setembro de 1969.


Policiais arrastam jovem pelas ruas após confronto entre manifestantes contra a guerra e neonazistas em Washington, DC, em 9 de maio de 1970.


Neonazista exibe jornal pregando a supremacia branca em manifestação contra o presidente Jimmy Carter, em 25 de outubro de 1977.


Homem com pistola ajoelha ao lado de membro assassinado do Partido Comunista Operário, momentos depois de um tiroteio entre os membros do PCO, da Ku Klux Klan e nazistas, em 4 de novembro de 1979. Cinco pessoas foram assassinadas nesse comício.


Membros da KKK e nazistas fazem comício no Parque Marquette, em Chicago, em setembro de 1988.


Manifestantes são contidos pela polícia durante protesto contra a KKK e grupos neonazistas na Convenção Nacional do Partido Democrata de 1988.


Jovem que se manifestava contra o nazismo protege nazista de uma multidão enfurecida em Ann Arbor, Michigan, em 22 de junho de 1996.


Manifestantes neonazistas, organizados pelo Movimento Nacional Socialista, protestam perto do local da cerimônia de abertura Museu do Holocausto e Centro de Educação de Illinois em Skokie, Illinois, em 19 de abril de 2009.


Gritando "vidas brancas importam!" e "os judeus não vão nos substituir!", centenas de nacionalistas e supremacistas brancos com tochas nas mãos marcham em desfile pelo campus da Universidade de Virgínia, em Charlottesville, em 11 de agosto de 2017.

Este post foi traduzido do inglês.

BuzzFeed's resident photo geek.

Contact Gabriel H. Sanchez at gabriel.sanchez@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here.

Em parceria com