22 coisas que você provavelmente não sabia sobre Fernando Haddad

    Ele é chocólatra assumido e foi condecorado pelas Forças Armadas.

    1. Beatles, Led Zeppelin, The Who e Deep Purple foram as bandas mais ouvidas por Haddad na adolescência.

    2. O x-salada do Joakin's, lanchonete de mais de 50 anos que fica no Itaim, em São Paulo, é uma das coisas favoritas de Haddad para comer na cidade.

    3. Quando era prefeito de São Paulo, algumas vezes Haddad ia trabalhar de ônibus.

    4. O avô de Haddad era um libanês que, ao ficar viúvo, tornou-se padre da Igreja Cristã Ortodoxa no Líbano. Ele não chegou a conhecer o avô, mas carrega uma foto dele na carteira.

    5. O pai de Haddad, Khalil, chegou a São Paulo aos 24 anos. Casou-se com Norma, uma filha de libaneses que lia semanalmente o evangelho kardecista com os filhos.

    6. Por causa disso, Haddad ainda tem o hábito de rezar todas as noites, embora não se considere religioso.

    7. A família de Haddad perdeu a casa onde morava por causa de um contrato mal-intencionado que foi assinado pelo pai, sem orientação legal.

    8. Bom em matemática, Haddad estava pronto para prestar Engenharia. Mas devido ao ocorrido, acabou ingressando na faculdade de Direito.

    Arquivo pessoal

    9. Ele dividia os dias entre o Largo São Francisco, onde estudava na Faculdade de Direito da USP, e a 25 de Março, loja de comércio popular, onde ajudava o pai.

    10. Haddad conheceu a mulher, a dentista Ana Estela, no clube Sírio Libanês. Ela tinha 20 e ele, 23 anos.

    11. Foi de Haddad a ideia de criar a Tabela Fipe, utilizada até hoje por seguradoras e para o cálculo de IPVA, para avaliar preços de automóveis usados.

    12. Haddad toca violão. Quando foi vistoriar a inauguração de um centro de lazer onde haveria um show da banda Public Enemy, acabou arriscando uns acordes de guitarra com eles no palco.

    Henrique Boney/Wikicommons / Via pt.wikipedia.org

    13. Haddad nunca se senta à cabeceira das mesas.

    14. Em agosto deste ano, Haddad virou réu em um processo de improbidade administrativa sobre a construção de ciclovias na cidade de São Paulo. O processo tinha sido proposto pelo Ministério Público em 2016, mas a decisão foi tomada pelo juiz mês passado.

    15. A ação apura um prejuízo de R$ 5,2 milhões.

    16. Haddad faz aniversário no mesmo dia que a cidade de São Paulo, da qual foi prefeito.

    17. Haddad tem seis livros publicados.

    18. Em 2000, quando era subsecretário de Finanças de São Paulo, foi convidado pelo deputado Paulo Teixeira a sobrevoar de helicóptero a periferia da cidade. "Foi um choque de realidade para um paulistano que saía da USP e morava no Paraíso”, ele disse sobre a experiência à revista Piauí.

    19. Ele já ficou preso em um elevador – o primeiro elevador público de Rio Branco, no Acre – com Marina Silva.

    20. Quando pequeno, Haddad sonhava comprar a escola em que estudava. Ele atribui à mãe, formada no curso Normal pelo Liceu Pasteur, seu amor pelo estudo.

    Arquivo pessoal

    21. Ele foi condecorado com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito da Defesa, por serviços prestados às Forças Armadas, quando era Ministro da Educação.

    22. Haddad é chocólatra assumido.

    Veja também:

    Clarissa Passos é sub-editora do BuzzFeed, em São Paulo

    Contact Clarissa Passos at clarissa.passos@buzzfeed.com.

    Got a confidential tip? Submit it here

    Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, que o reconhecem e identificam como um usuário único, para garantir a melhor experiência de navegação, personalizar conteúdo e anúncios, e melhorar o desempenho do nosso site e serviços. Esses Cookies nos permitem coletar alguns dados pessoais sobre você, como sua ID exclusiva atribuída ao seu dispositivo, endereço de IP, tipo de dispositivo e navegador, conteúdos visualizados ou outras ações realizadas usando nossos serviços, país e idioma selecionados, entre outros. Para saber mais sobre nossa política de cookies, acesse link.

    Caso não concorde com o uso cookies dessa forma, você deverá ajustar as configurações de seu navegador ou deixar de acessar o nosso site e serviços. Ao continuar com a navegação em nosso site, você aceita o uso de cookies.