back to top

Este projeto quer mostrar que não há dois bumbuns iguais no mundo

Porque todos são únicos e lindos.

publicado

Todos nós temos bumbuns. Mas nenhum bumbum é igual ao outro.

Fox

E é por isso que duas artistas de Montreal (Canadá), Emilie Mercier e Frédérique Marseille, fundaram o projeto 1001 Fesses — que em francês quer dizer 1001 Bumbuns.

Sua missão? Exibir a fantástica variedade de bumbuns existentes no mundo e desafiar a noção tradicional de beleza.

1001 Fesses Project

A dupla começou documentando bumbuns em Quebec (Canadá), mas já tirou fotos de voluntárias no México, em Cuba, na Suíça, na Malásia e nos EUA.

"Nosso objetivo é mostrar a beleza em todos os tipos de corpos", disseram Mercier e Marseille ao BuzzFeed. "Queremos mostrar outro lado do corpo feminino. Deixando de lado a sexualidade e apresentando algo mais poético e intimista, uma sensação que todas compartilhamos quando nos abrimos à autenticidade e simplicidade."
1001 Fesses Project / Via 1001fessesproject.com

"Nosso objetivo é mostrar a beleza em todos os tipos de corpos", disseram Mercier e Marseille ao BuzzFeed. "Queremos mostrar outro lado do corpo feminino. Deixando de lado a sexualidade e apresentando algo mais poético e intimista, uma sensação que todas compartilhamos quando nos abrimos à autenticidade e simplicidade."

Elas próprias fazem as fotografias com uma câmera analógica — o que é parte da magia.

"Ao receber as fotos reveladas, a maioria das mulheres costuma se surpreender", disseram.
1001 Fesses Project / Via 1001fessesproject.com

"Ao receber as fotos reveladas, a maioria das mulheres costuma se surpreender", disseram.

Apesar de as fotos serem lindas, a dupla afirma que a parte mais importante do processo é, na verdade, a conversa que elas têm com as modelos antes de fotografá-las.

1001 Fesses Project / Via 1001fessesproject.com

"Conversamos, rimos, conhecemos aquela mulher que está disposta a revelar o seu corpo para a nossa câmera e para si mesma", afirmaram.

1001 Fesses Project / Via 1001fessesproject.com

"O processo todo parece um ritual, reunindo mulheres que não se conhecem em um ambiente seguro e autêntico para conversarem e se sentirem melhores consigo mesmas", acrescentaram.

1001 Fesses Project / Via 1001fessesproject.com

Compartilhar as fotos com as modelos costuma ser transformador. "Infelizmente, a maioria das modelos inicialmente diz que é uma pessoa feia. Mas, mesmo assim, elas adoram as fotos e, lentamente, a maioria passa a enxergar sua beleza. Recebemos muitos e-mails e telefonemas das modelos depois de um tempo, dizendo que aquilo as ajudou a se sentirem melhor consigo mesmas."

1001 Fesses Project / Via 1001fessesproject.com

Mercier e Marseille continuam à procura de novas modelos, então, se você quiser mostrar o seu bumbum para o mundo, pode se voluntariar aqui.

1001 Fesses Project / Via 1001fessesproject.com

Este post foi traduzido do inglês.