back to top

A história por trás dessa foto pode ser tudo que você precisa ver hoje

"A favela resiste, a favela persiste".

publicado

Jota contou ao BuzzFeed Brasil que já viu Carlos fazendo isso várias vezes, sem chamar atenção. "É uma cultura dele", disse. "E ele não é o único na comunidade que faz isso, não".

O público do Carlos são predominantemente mulheres. "As senhoras, o pessoal mais carente geralmente, e com a filharada toda", descreveu Jota. "Ele meio que ajuda no início. Mas todo mundo ajuda. A ação foi naturalizada. Todos agem com gratidão, mas sem aquela estética filantrópica", explicou.

"Todo mundo é grato. E ninguém precisa evidenciar isso verbalizando", resumiu ele.