Algumas marcas pararam de retocar fotos de modelos, mas será que a indústria já é inclusiva?

    Não retocar mais as fotos é nota 7. Queremos que seja nota 10.

    Há algum tempo, as pessoas vem elogiado a marca H&M nos EUA por mostrar mais modelos em seu site com estrias, pelos, cicatrizes e manchas. Afinal, sério, por que ainda estamos retocando fotos de mulheres em 2018?

    I love these photos, stretch marks, scars & hair on their arms shows that these women have lived a life as normal people & they still look stunning. https://t.co/RhSH2FZAs6

    "Eu amo essas fotos, marcas de estrias, cicatrizes e pelos nos braços mostram que essas mulheres vivem uma vida normal e ainda são maravilhosas"

    As pessoas estão elogiando a atitude das marcas de tentar reforçar imagens corporais positivas para que todas nós possamos olhar seus sites e nos sentirmos empoderadas e vistas. Afinal, por muito tempo, vimos apenas um tipo de "beleza" que menosprezava quão única e diversa essa palavra realmente é.

    Thank you @hm for reinforcing more positive body images and saying no to airbrushing! 👏 #positiverolemodels #womensupportingwomen H&M becomes the first leading retailer not to airbrush stretch marks https://t.co/90SdAxetog via @MailOnline

    “Obrigada @hm for reforçar mais imagens corporais positivas e por dizer não aos retoques”

    Porém, posso ser bem sincera? Fico feliz que a H&M esteja mostrando mais corpos sem retoques. Mas será que sou a única que ainda vê uma lacuna no quão "inclusivas" essas modelos são? Como um todo, essas modelos ainda são convencionalmente magras, o que não faz NADA pelas garotas por aí que têm pneuzinhos e bumbum grande, que nem eu.

    You don't get a prize for putting women's stretch marks in a photo. You should be doing that anyway! They're still all thin and beautiful with perfect skin though, of course. https://t.co/XMO75xTQnV

    “Você não pode ganhar uma medalha só por colocar as estrias de uma mulher em uma foto. Você já deveria estar fazendo isso! E elas ainda são todas magras e lindas com pele perfeita, obviamente.”

    É absurdo para mim que isso seja ainda algo tão raro, ESPECIALMENTE se levarmos em conta que a maioria das mulheres nos EUA vestem tamanho 16-18 (o equivalente a 50-52 no Brasil). Então, a que ponto chegamos?

    BuzzFeed / Kelsey Rose Weber

    Muitas das mulheres no site da H&M ainda têm pele quase perfeita e estrias mínimas. Isso não faz muito pela maioria das mulheres.

    H&M

    A diversidade física só faz com que mais pessoas se sintam vistas e incluídas. Por exemplo, não consigo navegar nesses sites e imaginar como as peças ficariam em MIM. Ou seja, por que eu compraria essas roupas?

    So impressed with @Asos for not airbrushing the models stretchmarks👏🏼👏🏼 She looks amazing!

    E isso também não é só coisa da H&M. No ano passado, as pessoas estavam elogiando a ASOS por não retocar modelos e, apesar de eu adorar a ASOS, gostaria de ter visto mais modelos que não se encaixassem nos ideais convencionais de "beleza". Fiquei feliz quando eles trabalharam com a modelo plus-size Vivian Eyo-Ephraim e a mostraram em um biquíni que não escondia nada. Mas por que isso sempre parece uma ideia de última hora, em vez de um ato intencional? Ver uma garota assim nas propagandas não deveria ser algo a se comemorar — deveria ser simplesmente uma realidade.

    ASOS

    Marcas grandes estão dando os primeiros passos para corrigir essas falhas, mas ainda há muito a melhorar.

    H&M

    A representação não apenas é possível, mas também é vital para o consumidor atual. Marcas como a Aerie e empresas independentes menores já começaram a abrir este caminho. O resultado? Apoio estrondoso e fidelização de clientes.

    #RepresentationMatters! The latest @Aerie campaign has us gushing over the #diversity of the brand and the #strength of these ladies https://t.co/GHYW8WRqXq #Youarebeautiful ✨👏 https://t.co/LxtZh22MEt

    Uma campanha recente da Aerie apresentou mulheres sem retoques e com deficiências, doenças crônicas, cicatrizes, estrias e sobreviventes de câncer. A reação foi esmagadoramente positiva e demonstrou um comprometimento da marca com a diversidade.

    I need to start shopping at @Aerie more. They demonstrated a wonderful commit to diversity in their models and I hope that this is a theme throughout the entire company. Wow. This is beautiful. #AerieReal https://t.co/hUTmUYNVWY

    "Preciso começar a comprar mais na @Aerie. Eles demonstraram um comprometimento maravilhoso com a diversidade de suas modelos e eu espero que isso seja um assunto importante para toda a empresa. Uau. Isso é lindo."

    A campanha de verão da linha de trajes de banho da Chromat se posicionou contra o policiamento dos corpos, apresentando modelos de todos os tamanhos, tons de pele, texturas de cabelo e capacidades.

    Chromat

    Jacob Tobia, modelo de gênero não-binário que é o rosto da Fluide Beauty, é outro exemplo, representando a fluidez de gênero dentro da indústria da beleza.

    Morgan T. Stuart for Fluide

    Há muito a ainda ser feito na indústria, mas estes exemplos nos mostram o quanto a representação pode ter um impacto. Espero muito que vejamos mais disso no futuro! Mesmo no meu trabalho, espero continuar amplificando a voz de todo mundo e a mostrar que a beleza está em todos nós!

    Taylor Miller / BuzzFeed

    O que vocês acham? Deixem suas opiniões nos comentários abaixo!

    Veja também:

    Você já tem o app do BuzzFeed Brasil no seu celular? Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.

    A tradução deste post (original em inglês) foi editada por Luísa Pessoa.

    Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, que o reconhecem e identificam como um usuário único, para garantir a melhor experiência de navegação, personalizar conteúdo e anúncios, e melhorar o desempenho do nosso site e serviços. Esses Cookies nos permitem coletar alguns dados pessoais sobre você, como sua ID exclusiva atribuída ao seu dispositivo, endereço de IP, tipo de dispositivo e navegador, conteúdos visualizados ou outras ações realizadas usando nossos serviços, país e idioma selecionados, entre outros. Para saber mais sobre nossa política de cookies, acesse link.

    Caso não concorde com o uso cookies dessa forma, você deverá ajustar as configurações de seu navegador ou deixar de acessar o nosso site e serviços. Ao continuar com a navegação em nosso site, você aceita o uso de cookies.