back to top

18 momentos meio estranhos que acontecem no sexo durante a gravidez

É tudo muito divertido até alguém começar a vomitar.

publicado

1. Vomitar no(a) seu(ua) parceiro(a) enquanto faz sexo oral — ou só de pensar em fazer. Essa ânsia de vômito, comum na gravidez, é um inferno.

2. Ficar extremamente tarada, com um apetite sexual insaciável, querendo sexo de qualquer jeito. Você chega a ficar até um pouco agressiva.

3. Tentar encontrar uma posição em que você consiga fazer sexo. Aquela barrigona pode ser bonita e tudo mais, mas nesse momento ela é um pouco inconveniente.

4. Para, no fim, se conformar em transformar seu travesseiro mais confortável em travesseiro sexual, tipo "parabéns, você foi promovido!" .

5. E aquele medinho de que seu companheiro possa machucar o bebê. Porque, você sabe né, o pinto dele é maior que o de um cavalo (pelo menos, é o que ele vive te dizendo).

6. Fantasias deliciosamente coloridas e extremamente vívidas sobre as pessoas mais aleatórias. Seu ex, seu vizinho, aquele cara esquisito que vende DVDs piratas na rua — ninguém está a salvo de suas fantasias e qualquer um te deixa excitada.

7. Usar essas fantasias em um momento, digamos, "particular". E se masturbar de maneiras super criativas, porque você precisa muito terminar o serviço.

8. Ou, por outro lado, total e completa falta de libido. Quando seu(ua) companheiro(a) está desesperado(a) e você fica "não se atreva a encostar em mim, a novela já vai começar."

9. Fazer xixi durante o sexo. Isso, abertura total e completa das suas comportas vaginais no momento mais inconveniente. Se você der sorte, ele(a) pode ficar ainda mais excitado(a). Se não, opa...

10. Ou ficar seca como o Saara lá embaixo. Não se aflija, sempre tem o lubrificante.

11. Isso se você não dormir antes de começar. É sério, nenhuma sacodidela pode competir com o cansaço de PRODUZIR UM SER HUMANO DENTRO DO SEU CORPO. Dê um tempo para você mesma — quando você acordar.

12. Chorar inconsolavelmente porque você está sempre emocionalmente instável.

13. Peidar descontroladamente. E não aqueles lindos peidinhos silenciosos — não, são aqueles que parecem um motor de mobilete. Do tipo que faz ele(a) perguntar "o que você comeu?". Daqueles que você solta quando vai ao banheiro depois de segurar um tempão. Se ele(a) conseguir manter o ritmo depois disso, não deixe ele(a) escapar.

14. Sangrar um pouquinho durante ou depois do sexo e entrar em desespero.

15. Vazar leite do seu peito na cara do(a) seu(ua) companheiro(a).

16. Ou então ficar com os peitos tão inchados e doloridos que você não suporta que sejam tocados, olhados, imaginados — é sério, a dor é terrível.

17. Sentir seu bebê chutando durante o sexo devido à agitação extra. Não se preocupe, pelo que o bebê sabe, você só está fazendo aulas de Pilates.

18. E aqueles orgasmos estremecedores, intensos e maravilhosos que são tão bons que você esquece de todo o resto.

Este post foi traduzido do inglês.