back to top

13 coisas sobre sexo que um dia as pessoas chegaram a acreditar

Quem precisa de Viagra quando se tem cérebros de pardal?

publicado

1. Ereções seriam causadas por flatulência.

Dimension Films via GIPHY

"Quer dizer, isso é nojento."

O médico romano Galeno achava que as ereções eram causadas pelo "vento" inflando o pênis. Consequentemente, qualquer comida que causasse gases era considerada afrodisíaca.

2. As mulheres poderiam drenar a "energia vital" dos homens se transassem menstruadas.

Disney via GIPHY

Tipo, se você estivesse perdendo muito sangue, não roubaria um pouco do seu parceiro sexual?

3. Jogar um ovo em sua esposa era uma maneira de desejar um bom parto.

FOX via GIPHY

No livro de Edwin Westermarck, "Early Beliefs and Their Social Influence" [Antigas Crenças e Suas Influências Sociais, em tradução livre] (1932), o autor observa que essa era uma tradição praticada pela comunidade judaica no Marrocos para expressar o desejo de um parto tranquilo.

4. Mesmo depois de casado(a), você ainda poderia ir para o inferno por transar.

FOX via GIPHY

No livro do século 12 "Visão de Albérico", havia um lugar especial no inferno – um lago de chumbo misturado a piche e resina – para pessoas casadas que transassem aos domingos, festivais da igreja ou dias de jejum.

5. A nobreza acreditava que sua pureza poderia ser arruinada por qualquer tipo de atividade sexual no ar.

UMG Recordings via GIPHY

Havia a crença de que transar era sujo. Por isso, quando o pontífice supremo do Congo estava em viagem, todas as pessoas casadas da cidade em que ele estava ficavam proibidas de fazer sexo, só para garantir.

6. Se você transasse e depois andasse a cavalo, muitas coisas ruins poderiam acontecer.

Comedy Central via GIPHY

Vou deixar toda a citação de Westermarck para vocês: "Se uma pessoa que é sexualmente impura andar a cavalo – um animal sagrado – o cavalo ficará inchado nas costas, e o cavaleiro irá cair ou chegar atrasado ao seu destino, ou vai se dar mal nos negócios, ou ter furúnculos, ou até mesmo morrer."

7. Se você quiser conservar o seu marido, coloque um pouco de sangue menstrual na sua comida.

CBS via GIPHY

Mariamne H. Whatley fala sobre essa crença, que teria origem na Jamaica, em seu livro "Did You Hear About The Girl Who—?: Contemporary Legends, Folklore and Human Sexuality" (2001). Aparentemente, alguns homens evitavam alimentos vermelhos como macarrão por conta desse mito.

8. Qualquer mulher que passasse uma doença venérea a um soldado virava legalmente prostituta.

GIPHY

Durante a Segunda Guerra Mundial, se um soldado alemão tivesse uma doença venérea, ele era forçado a identificar a mulher que o infectou e ela seria consequentemente registrada como prostituta. Havia leis similares no Reino Unido visando mulheres que os oficiais consideravam "prostitutas amadoras".

9. As garotas que se masturbavam teriam seios pequenos e bebês deformados.

Bravo via GIPHY

No livro de 1892 de Lyman B. Sperry, "Confidential Talks With Young Ladies", ele aponta que o "abuso do sistema reprodutivo" poderia causar estragos no corpo e em gestações futuras.

10. Mulheres que se masturbavam também corriam risco de serem suicidas.

Paramount Pictures via GIPHY

Sperry realmente não era fã da masturbação.

11. Comer cérebro de pardal poderia melhorar sua vida sexual.

FOX via GIPHY

Acredita-se que a deusa do amor e do sexo da Grécia antiga, Afrodite, considerava os pardais sagrados, então o cérebro de pardal era usado para melhorar o desempenho.

12. Enrolar os pés era sinônimo de bom sexo.

NBC via GIPHY

Essa antiga prática chinesa também era popular porque supostamente fortalecia os músculos vaginais. Ou seja, pés pequenos eram um sinal de uma melhor experiência sexual para os homens.

13. Você poderia transar, mesmo após a morte.

Desde a Antiguidade, os egípcios acreditavam que a vida após a morte era praticamente apenas uma continuação da vida na Terra. Então, os espíritos também transavam. Os túmulos eram até enfeitados com imagens e estátuas de mulheres por esse propósito. (Estátuas de homens sexy, por outro lado, não existiam).
Ägyptischer Maler via Wikimedia Commons

Desde a Antiguidade, os egípcios acreditavam que a vida após a morte era praticamente apenas uma continuação da vida na Terra. Então, os espíritos também transavam. Os túmulos eram até enfeitados com imagens e estátuas de mulheres por esse propósito. (Estátuas de homens sexy, por outro lado, não existiam).

Este post foi traduzido do inglês.

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil?

Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.