back to top

16 brinquedos demoníacos que as pessoas tiveram na infância

"Minha irmã acreditava que a boneca da Wanessa Camargo queria matá-la."

publicado

Perguntamos aos nossos leitores na página do BuzzFeed Brasil no Facebook quais brinquedos demoníacos eles tiveram na infância.

Aqui estão os melhores. Os textos podem ter sido editados para clareza e concisão.

1. A boneca de duas faces.

Reprodução / Via produto.mercadolivre.com.br

"Essa com certeza é a boneca mais assustadora! Ela tinha dois rostos, um na frente acordada e um atrás dormindo! Não me lembro o nome dela, era da minha irmã e eu herdei esse traste." - Marcella Pissato

Publicidade

2. Xuxona, a boneca da Xuxa.

Reprodução / Via produto.mercadolivre.com.br

"Eu tinha a boneca da Xuxa. Deus me livre mas ela era esquisita mesmo, tinha coisas sutis. Tipo, eu sempre colocava ela sentada na cômoda com a perninha cruzada e ela aparecia com a perna descruzada ou ao contrário. Se o bracinho estava pra baixo, logo aparecia pra cima. Sem contar a cabeça. Afff não gosto nem de lembrar." - Vanessa Gouveia

3. O Xaropinho do programa do Ratinho.

Reprodução / Via produto.mercadolivre.com.br

"Meu brinquedo demoníaco era o Xaropinho do programa do Ratinho. Quando você falava uma coisa no ouvido dele e apertava a mão dele, ele repetia. Uma vez, quando ele nem funcionava mais, eu peguei no bigode dele e ele disse 'tira a mão do meu bigode, seu bode.' Nunca mais brinquei com ele." - Jefferson Carvalho

4. O sapo de pelúcia.

Reprodução/Acervo Pessoal

"Uma vez comecei a ouvir barulhos, tipo gemidos de agonia. Primeiro achei que era coisa da minha cabeça, mas ele parava e voltava e eu só notava à noite. Achei que poderia ser algum animal embaixo da casa, mas não era. E o barulho só ficava no meu quarto. Me caguei toda achando que era uma alma penada? Sim! Dormi com meu irmão mais de uma semana, até descobrir que vinha do meu sapo de pelúcia. Ele falava 'eu te amo', mas estragou e ficou gemendo, kkk." - Raiane Souza

5. A boneca assassina da Wanessa Camargo.

Reprodução / Via produto.mercadolivre.com.br

"Minha irmã tinha uma Wanessa Camargo da mesma altura que ela. Certa noite, ela passou perto da dita cuja e a mão da boneca enroscou e se prendeu no cabelo dela. Ela correu pela casa gritando, arrastando a boneca e dizendo que a Wanessa queria matá-la. Tivemos que enrolar a boneca num lençol e esconder sob a cama até que fosse doada para outra criança." - Thiago Arioza

6. Catarina, a boneca embuste.

Reprodução / Via produto.mercadolivre.com.br

"Eu tinha uma boneca grande da Estrela chamada Catarina que dormia no meu quarto. Até que um dia eu acordei e eu juro que ela tava meio rindo e olhando pra mim. Eu fiquei com tanta 'meda' da praga da boneca que ela ficou no quarto da minha mãe. Até a minha mãe tirar ela de lá dizendo que a boneca ficava mexendo a boca e falando enrolado. Resumindo, nós saímos pro shopping um dia e quando voltamos a maldita da Catarina apareceu misteriosamente na porta da cozinha. Não tinha ficado ninguém em casa pra pegar essa boneca. Nunca entendi. Quem conseguiu se livrar dela foi a minha vó que ateou fogo nela." - Helena De Farias

Publicidade

7. A Eliana gigante.

Reprodução / Via produto.mercadolivre.com.br

"Eu tinha uma boneca de um metro da Eliana. Um dia, sonhei que a boneca queria roubar meu corpo e assumir meu lugar. Acordei assustada e joguei ela da escada. No dia seguinte, quando acordei, quase enfartei porque ela tava do meu lado na cama. Anos mais tarde, descobri que minha mãe que colocou ela lá." - Francine Rodrigues

8. A bruxa que gargalhava.

Reprodução / Via harpyaleiloes.com.br

"Eu tinha uma boneca de bruxa nos mesmos moldes daqueles de Papai Noel, que andava e tocava sino, mas ao invés de música de Natal, era uma musiquinha de terror e umas risadas macabras. Quando algum amiguinho ia em casa, eu me escondia e chamava no meu quarto. Daí ligava a boneca e, se a criança se assustasse, não servia pra ser minha amiga." - Sheilla Cristina

9. O cobertor do Pierrot.

Reprodução/Arquivo Pessoal

"Eu não tinha um brinquedo assim, mas havia um cobertor de palhaço com uma cara séria que eu tinha muito medo. Toda vez que eu dormia com ele por cima, tinha pesadelos como se ele ganhasse vida para me assustar. Já falei para minha mãe se livrar, mas temos até hoje e fica no quarto de hóspedes." - Pedro Cardoso

10. O boneco que ia dominar o mundo.

Reprodução / Via produto.mercadolivre.com.br

"Eu tinha uma porra de um boneco do Cérebro (do desenho "Pink e Cérebro") e ele tinha algumas falas. Às vezes eu ia dormir e ele falava sozinho 'otários, acreditam que eu sou um brinquedo e eu vou dominar o mundo'. Fala sério, isso é coisa de se fazer um boneco falar?" - Fabio de Paiva Jr.

11. A boneca ruiva.

Reprodução / Via produto.mercadolivre.com.br

"Eu tive uma boneca ruiva que quando a gente dava corda ela tocava uma música e ninava o bebê que vinha no colo dela. Seria fofo se não fosse a cara de psicopata que a bendita tinha! Um belo dia ela deixou o bebê cair e abaixou os braços. Eu só parei de chutar ela quando minha mãe apareceu." - Jéssica Buffon

Publicidade

12. O pato maldito.

Reprodução/Acervo pessoal

"Ganhei um pato DJ de aniversário. O bicho andava batendo as asas e revirando os olhos. O bico também ficava abrindo e fechando enquanto saía um som horrível de dentro dele. Eu tinha verdadeiro pavor, tanto que minha mãe guardou no alto do armário e ameaçava tirar ele quando eu não obedecia. Desconfio de patos até hoje, kkk." - Leticia Kassis

13. O Máscara que era a cara do capeta.

Reprodução / Via produto.mercadolivre.com.br

"Quando eu era criança, ganhei um boneco do Máscara que falava alguma coisa quando você apertava ele. Minha avó, 120% católica, já tinha reprovado o 'brinquedo com cara de capeta'. Uma bela madrugada, minha mãe acordou jurando que tava ouvindo alguém falar 'adoro o Fabinho'. Era quem? O brinquedo que estava guardado no armário. Minha avó, mais que rápido, já pegou o boneco, jogou ele no quintal e tacou pra purificar tudo."- Fábio Bianchi

14. O Furby do horror.

Reprodução / Via produto.mercadolivre.com.br

"No finalzinho dos anos 90 veio a febre do Furby, eu implorei por um e ganhei. Mas aí começou o horror, pois ele acordava de madrugada do nada, mexendo o bico, as orelhas, abrindo e fechando os olhos enquanto gritava 'mimimimi, Chiquinho com fome!'. Implorei pro meu pai tirar as pilhas e guardei ele pra sempre no fundo do baú." - Caroline Martins

15. A boneca das cócegas macabras.

Reprodução / Via produto.mercadolivre.com.br

"Minha irmã tinha uma boneca que dava risada caso você fizesse cócegas nos sensores que ela tinha no pé e na barriga. Um dia, lá pela madrugada a boneca começa a gargalhar sem parar. Ninguém estava acionando os sensores dela e ela não parava de rir. Desesperador! Acordei meu pai aos berros e ele tirou as pilhas dela e a colocou no quintal, até amanhecer e jogar fora." - Bárbara Lattanzi

16. O Chucky do São Paulo.

Reprodução / Via produto.mercadolivre.com.br

"Minha irmã tinha um boneco do São Paulo que cantava o hino do time e lembrava o Chucky. Depois de um tempo encostado, minha irmã pegou ele pra brincar, apertou o botão de fala e o boneco começou a falar em outra língua de um jeito perverso e com a voz grossa! Ela largou o boneco no chão, começou a chorar e todo mundo na casa ficou olhando pra ele com um medo daqueles. Segundos depois, meu pai começa a dar risada porque percebeu que era só a pilha descarregada." - Felipe Poncion

Esta é a Semana do Terror no BuzzFeed Brasil. Clique aqui por sua conta e risco para ver todos os posts arrepiantes da nossa semana especial.

Em parceria com