back to top

Algumas críticas ao aniversário com tema “Pabllo Vittar” estão expondo ainda mais a criança

Aproveitando o choque das pessoas com a sexualização precoce das crianças do vídeo, formadores de opinião conservadores foram às redes sociais chamando a festa de "orgia" e a criança de "vergonha".

publicado

O vídeo de um aniversário de criança viralizou nas redes sociais brasileiras e vem provocando um debate sobre sexualização infantil desde a última quarta-feira (22).

Reprodução/Youtube / Via youtube.com

Com decoração de tema "Pabllo Vittar", a festa chocou muita gente por conta do aniversariante trocar carícias exageradas com o suposto namorado e cantar em coro um "parabéns pra você" que inclui palavrões e referências a sexo anal.

Porém, formadores de opinião conservadores acabaram entrando na discussão e associando a imagem da criança a um discurso de ódio.

Reprodução/Twitter / Via Twitter: @FlavioBolsonaro

O Deputado Estadual (RJ), Flávio Bolsonaro, reproduziu o vídeo no Twitter sem borrar a imagem das duas crianças e criticou o que ele chama de "ideologia de gênero". Este termo é o mesmo usado pelos opositores da vinda da filósofa Judith Butler ao Brasil no dia 07 de novembro.

Mas a fala de Flávio Bolsonaro chama a atenção pela confusão em torno do tema e a exposição desnecessária dos meninos do vídeo. Isso porque, o debate nas redes sociais vinha sendo sobre a sexualização das crianças, e não sobre identidades de gênero.

Publicidade

Já o Deputado Federal (SP), Marco Feliciano, correu para dar sua opinião com um vídeo no YouTube em que chama a festa de aniversário de "orgia".

Reprodução/Youtube / Via youtube.com

Mesmo sem ninguém da imprensa ter conseguido entrevistar a família do garoto, Marco Feliciano afirma, com uma trilha apocalíptica ao fundo, que tudo aquilo é o resultado da intenção de pessoas que pregam a desconstrução da família patriarcal cristã.

E, no canal "TV Bolsonaro", o YouTuber André Fernandes foi ainda mais longe na exposição da criança, dizendo que sentia "nojo de ver aquela cena" e que ele era uma "vergonha".

Reprodução/YouTube

O vídeo, que tem mais de 185 mil visualizações, mostra a opinião raivosa do YouTuber, não apenas contra a cena do vídeo, mas contra a própria criança. Ele chama a criança de "lacradora" e afirma que, se um dia soubesse que o filho dele ia estudar na mesma sala que um "moleque desses", ele faria a transferência com o maior gosto do mundo.

Em outro vídeo, o YouTuber Nando Moura ridiculariza a criança, debochando dos seus trejeitos para a câmera e fazendo uma voz fina.

Reprodução/YouTube / Via youtube.com

No vídeo, que tem mais de 400 mil views, ele imita a voz da criança dizendo frases inventadas como "você falando, mamãe, pra ter rola no meu cu, que delícia!".

Os críticos, que afirmam ser necessário proteger nossas crianças de "más influências" como a cantora Pabllo Vittar, que foi apenas o tema da festa, não parecem perceber que estão ridicularizando e expondo ainda mais a criança do vídeo.

Reprodução/YouTube / Via youtube.com

Até o momento, os pais da criança não foram localizados para se pronunciarem a respeito da festa e nenhuma medida foi tomada para retirar do ar os vídeos referindo-se à criança.

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil no seu celular? Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss