back to top

Banksy pintou uma nova imagem de Steve Jobs para fazer as pessoas refletirem sobre os refugiados

"Muitas vezes nós somos levados a acreditar que a migração promove uma drenagem dos recursos do país, mas Steve Jobs era filho de um imigrante sírio", disse o artista anônimo em um comunicado.

publicado

Uma nova arte de Banksy, mostrando o co-fundador da Apple Steve Jobs, apareceu na parede de um campo de refugiados em Calais, na França, e destaca as importantes contribuições que refugiados dão para a sociedade.

Banksy

A arte mais recente de Banksy – confirmada no site oficial do artista – mostra Jobs segurando um computador e um saco preto.

Banksy

Em um comunicado, Banksy disse que a Apple – uma das marcas mais bem-sucedidas do mundo – não existiria sem o trabalho de um refugiado.

A declaração completa diz: "Muitas vezes nós somos levados a acreditar que a migração promove uma drenagem dos recursos do país, mas Steve Jobs era filho de um imigrante sírio.

"A Apple é a empresa mais rentável do mundo, paga mais de US$ 7 bilhões por ano em impostos – e ela só existe porque deixaram um jovem de Homs entrar."

Em outubro, um relatório descreveu as condições no campo de Calais, conhecido como The Jungle (A Selva) – onde a arte mais recente de Banksy está localizada – como "diabólicas" e uma "emergência humanitária".

Banksy

Esta não é a primeira vez que Banksy usou o seu trabalho para mostrar o seu apoio aos refugiados.

Dismaland, sua instalação de arte com inspiração na Disney, foi uma atração turística popular durante as cinco semanas em que esteve aberta em uma cidade litorânea de Somerset, na Inglaterra.

Em outubro, a instalação – que Banksy descreveu como um "parque temático familiar inadequado para crianças" – foi desmontada e reconstruída para servir de abrigo para os refugiados em Calais.

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil?

Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.