go to content

Estes defensores do "estupro legalizado" cancelaram um evento porque tiveram medo de ser atacados

Isso é conhecido como ironia.

publicado

Um encontro internacional de ativistas dos direitos "neomasculinistas" dos homens que já promoveram a ideia de "estupro legalizado" foi cancelada porque o líder do grupo não poderia garantir a segurança dos participantes.

O encontro internacional dos devotos do Retorno dos Reis (RoK, sigla em inglês) foi planejado para vários locais ao redor do mundo, incluindo Sidney, Brisbane, Melbourne e Perth, neste sábado à noite. Mas, em um comunicado publicado no site do RoK, o líder do grupo, Daryush "Roosh" Valizadeh, disse que o encontro foi cancelado por questões de segurança.

"Não posso mais garantir a segurança ou a privacidade dos homens que querem estar no encontro em 6 de fevereiro, especialmente porque a maioria dos encontros não podem ser privados no momento", escreveu Valizadeh.

"Embora eu não possa impedir os homens que querem continuar se encontrando em grupos privados, não haverá encontros oficiais do Retorno dos Reis. O anúncio foi removido de todos os locais. Peço desculpas a todos os apoiadores desapontados com minha decisão."

O encontro seria "apenas para homens heterossexuais e masculinizados". As mulheres e os homossexuais não seriam bem-vindos, disse Valizadeh.

O líder do RoK havia se comprometido a estar na Austrália para os encontros após uma reação nacional aos seus planos.

Os planos de viagem de Valizadeh tiveram significativa oposição, incluindo uma petição que recebeu mais de 100 mil assinaturas, oposição das forças policiais locais e uma mensagem do ex-comissário de discriminação sexual da Austrália.

Apesar dessa reação, Valizadeh havia se comprometido a não cancelar o evento.

O Ministro de Imigração da Austrália Peter Dutton havia sinalizado que impediria a entrada da Valizadeh no país.

"Defensores da violência contra as mulheres não são bem-vindas na Austrália", disse o ministro em um comunicado. "No passado, pessoas que defendiam a violência contra as mulheres tiveram seus vistos recusados ​​ou cancelados."

No início deste mês, Dutton cancelou o visto do "artista de pick-up" Jeff Allen, que planejava fazer uma turnê na Austrália para promover sua empresa, a Real Social Dynamics, que ensina aos homens que eles podem "pegar" mulheres por assediá-las, manipulá-las e degradá-las.

Em 2014 , o então Ministro de Imigração Scott Morrison deportou o infame artista de pick-up Julian Blanc enquanto ele fazia uma turnê nacional que promovia o assédio às mulheres.

Nos termos da Lei de Imigração da Austrália, o ministro pode recusar um visto se a pessoa não passar em um "teste de caráter".


Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss