back to top

11 histórias reais de casais que se conheceram pela internet e estão juntos até hoje

Spoiler: Tem muito amor no Tinder, sim.

publicado

Pedimos a nossos leitores do Facebook para que mandassem suas histórias bonitinhas de começo de namoro e recebemos muitas histórias sobre romances que começaram online. O resultado está resumido nesta coletânea inspiradora:

Aciona o seguro!, por Renata Pochini

Conheci meu namorado no Tinder. Conversamos por três meses e aí marcamos um encontro, mas eu bati o carro indo me encontrar com ele. Foi um baita acidente com mais dois carros. O meu foi guinchado direto pro pátio do seguro, com perda total.

Eu estava apavorada pra avisá-lo e com medo de ele não acreditar em mim, porque ele já estava chegando no shopping onde iríamos ao cinema, em São Caetano do Sul (e ele é de Guarulhos, são uns 40km de distância). Uma semana depois ele foi me buscar em casa e fomos ao cinema, eu estava toda roxa e dolorida. Começamos a namorar nesse dia e estamos juntos há mais de 2 anos.

O casal que nunca vê filme dublado, por Michele Segatti

Conheci meu marido fazendo legenda na internet. A gente se aproximou e eu acabei me apaixonando sem sequer ter visto uma foto dele. Éramos de cidades diferentes e um belo dia ele me ligou falando que estava na estrada indo encontrar comigo. Assim, desse jeito. Fui.

Uma semana depois estava eu em São Paulo, onde ficamos pela primeira vez. Estamos juntos desde 2009 e casamos ano passado. Ficamos conhecidos lá por 2010/2011 como o casal de legenders que se conheceu fazendo legenda e ficou noivo.

Amor que deu XP, por Giovana Gozzoli

Eu estava no servidor de Priston Tale (um jogo online, onde matamos bichos e passamos de nível) e meu boy me chamou pro grupo dele. Depois de debatermos romanticamente sobre monstros e itens, trocamos MSN e nos adicionamos no jogo. Começamos a conversar e sempre que entrávamos no jogo e já digitávamos o nome um do outro pra ver se estávamos online.

Depois de meses de grupos, monstros e risadas, os pais dele resolveram trazê-lo pra minha cidade pra me conhecer (na época eu tinha 14 e ele 12), ele de São Paulo e eu do interior. Resultado: 9 anos de namoro, muitas gerações de games online jogados e um noivado próximo.

Chá de canseira, por Monyke Perovano

Eu conheci o meu marido num chat da UOL. Conversamos no MSN e ele disse que ia até minha cidade me encontrar. Eu fiquei apavorada com a possibilidade dele ser um maníaco, porque mesmo não dizendo onde morava, era só perguntar que todos na cidade me conheciam.

Ele veio de moto, eram 23h, choveu muito e quando ele chegou ao meu bairro, me ligou e disse que tava torcendo as meias encharcadas, e eu respondi: "Olha só, eu não vou sair pra te conhecer não, tô cheia de catarro, toda gripada, melhor não!" No outro dia a gente se encontrou num lugar público e nunca mais nos separamos há quase 10 anos!

Amor de grupo, por Amanda Coutinho

Minha esposa e eu nos conhecemos através de um grupo no Facebook. Eu morava em São Paulo e ela em Recife. Ficamos mais de seis meses namorando via internet. Eu era muito insegura com minha aparência e ficava adiando nosso encontro, com medo dela se desapontar comigo.

Um dia ela foi internada por complicações cardíacas e eu peguei um avião no outro dia para vê-la. Deu tudo certo e foi tudo maravilhoso. Ela se curou e hoje somos uma família. Eu, ela e suas duas filhas.

Com esse monte de cebola, não. Por João Silva

Conheci minha namorada no Tinder. Em nosso primeiro encontro, ficamos de papo e depois fomos comer um sanduíche. Na hora de me servir, o atendente perguntou se eu queria cebola, e eu, inocente, respondi: "Sim, pode pôr cebola. MUITA CEBOLA". Ela me disse meses depois que pensou que eu não tinha gostado dela e tinha feito isso só para não ter que beijá-la. E eu só queria cebola, ora bolas....

Um engano que deu certo, por Lizie Clajus

Há quase 10 anos atrás, ele me adicionou no Orkut "por engano". Ele morava em Manaus na época e eu tinha uns parentes lá. Quando viu meu sobrenome, pensou que me conhecia de lá, mas eu morava no Rio. Ele também já tinha morado no Rio e descobrimos alguns amigos em comum.

Anos depois e ele me adicionou no Facebook. Nisso eu já morava em São Paulo. Até que um dia ele veio passar um tempo e descobriu que uma amiga dele estudava na mesma faculdade que a minha. Ele foi até lá e finalmente fomos apresentados pessoalmente. Até que ele se mudou pra São Paulo e começamos a nos encontrar com mais frequência, porém, eu ainda fazia faculdade em outra cidade.

Anos depois, eu conheci namoradas dele, ele conheceu namorados meus, cultivamos uma amizade muito bacana e então, oito anos depois, desde o primeiro contato via Orkut, ele me pediu em namoro. Ainda moramos em cidades diferentes, mas tirando a saudade dele, a distância de nada importa.

Sorte no jogo e no amor, por Thais Cipriano

Conheci meu namorado jogando Dota, só que ele mora em São Paulo e eu em Brasília. Ano passado eu tinha comprado um ingresso para um show em São Paulo e combinamos de nos encontrar.

Depois do primeiro encontro, as coisas não deram muito certo, e eu quis cortar a relação, mas depois que voltei a Brasília ele correu atrás de mim, nos acertamos e fui a São Paulo de novo só para ficarmos juntos. Descobrimos que é o que queremos pra nossa vida. Hoje somos muito felizes juntos e já vamos fazer 9 meses de namoro.

Volta Orkut, por Gabi Pinheiro

Conheci Ivan em uma comunidade do Orkut. Ele morava em Niterói (RJ) e eu em Londrina (PR). Nós dois somos professores de Português e Literatura, os assuntos rendiam! Depois de muitas conversas e uma enorme expectativa, Ivan veio para Londrina e no mesmo dia do primeiro beijo começamos a namorar.

Vivemos esse romance interestadual durante três longos anos e há mais de dois anos moramos juntos aqui em Londrina. Agora em 2016 vamos oficializar nossa união com uma festa cheia de amor e poesia.

Santo post, por Kathrein Docema

Não sei se vocês acreditam, mas eu acredito que encontramos o amor de verdade quando já estamos desistindo. Comigo foi assim: conheci meu namorado por uma publicação no Facebook sobre religião. Eu tomei iniciativa e pedi o MSN dele, começamos a conversar sem parar, pois tínhamos muito em comum.

Até que um dia criei coragem e chamei ele para sair. Combinamos de nos encontrar em uma sorveteria, lembro como se fosse ontem, foi uma conexão única, era dia 11/11/11, um dia memorável, combinamos de ir devagar, porém no dia 13 já estávamos namorando. Rumo aos 5 anos!

Cheque Mate, por Flávia SV

Conheci o meu namorado num site de jogos de dama online da Atrativa Games (nem sei se o site ainda existe). Ele brigou com o dono da sala do jogo e eu defendi ele. Fomos expulsos dessa sala e ele puxou papo comigo no chat, falando mal do administrador e depois perguntou aquelas coisas básicas: onde eu morava, qual a minha idade e tudo mais.

Achava que ele deveria ser paulistano, mas ele disse que também morava no Espírito Santo. Eu moro em Vitória e ele em São Gabriel da Palha. Trocamos MSN, continuamos a bater papo porque tínhamos várias coisas em comum. Mais engraçado foi o dia que conheci ele pessoalmente, ficou morrendo de vergonha de falar comigo, quase nem olhava pra mim de tanta vergonha. Eu pedi ele em namoro e estamos juntos há quase 8 anos.

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss