back to top

Usei roupas que deixaram minha barriga em evidência por uma semana e foi assustador

Mostrar os contornos da sua barriga parece ser algo inaceitável, então eu RESOLVI FAZER EXATAMENTE ISSO.

publicado

Oi, eu sou Kristin. Eu gostaria de falar sobre algo que estressa um monte de gente: ficar com a barriga em evidência (quando seus pneuzinhos da barriga são visíveis através de suas roupas).

Enquanto é socialmente aceitável ter depósitos de gordura em sua bunda e seios, é uma regra (normalmente) tácita que você deve fazer o seu melhor para esconder sua gordura da barriga.

Stephanie McNeal/BuzzFeed

E as empresas sabem que mulheres de todos os tamanhos se preocupam com isso — é por isso que a Spanx, que produz roupas que servem como cintas, é uma empresa bilionária.

Então, o que aconteceria se eu me desafiasse a aparecer SETE DIAS COM ROUPAS DIVERTIDAS nas quais minha barriga estaria exposta?

Veja este vídeo no YouTube

youtube.com

Muitas mulheres (reconhecidamente maiores do que eu) fizeram isso antes, então por que eu não poderia fazer também?

Será que eu compraria um monte de coisas que nunca usaria de novo? Será que as pessoas ainda me levariam a sério? Será que eu conseguiria não rejeitar certas peças de roupa que deixam minha barriga à mostra? Será que as pessoas ficariam nervosas e incomodadas com isso nos comentários (bom, provavelmente)? VEREMOS!

Publicidade

Primeiro, eu fui às compras para arrumar um monte de saias e vestidos que eu acreditava que usaria somente uma vez e depois nunca mais.

Kristin Chirico/BuzzFeed

Quando se trata de roupas, eu estou na equipe da saia evasê. Qualquer outra coisa (saias justas, vestidos colados e calças) eu evito da mesma maneira que evitaria a cabine de um banheiro cujo vaso estivesse entupido. Ei, essas são as regras e desprogramá-las dentro da sua cabeça é um negócio difícil. Eu chego e me perguntar se vou parar na cadeia por causa disso.

1º Dia: eu realmente superestimei o quão visível minha barriga ficaria neste vestido.

Kristin Chirico/BuzzFeed

Quando eu comprei este vestido, eu pensei comigo mesma, AH SIM, listras horizontais + vestido reto = PRONTO PARA O LIXO. Este vestido é um horror que vai fazer com que a parte da frente do meu corpo fique cheia de dobras. No entanto, quando eu tentei fotografar este look, eu tive uma real dificuldade para fazer com que minha barriga se destacasse nas fotos — isso foi o melhor que eu pude fazer.

No final das contas, eu tive que apertar o vestido nas costas com um prendedor de cabelo e só assim consegui fazer minha barriga saltar.

Instagram: @itskristinchirico

Eu realmente odeio quando as pessoas podem ver meu umbigo — é como se eu tivesse revelado o meu terceiro olho psíquico. Então, se você me perguntasse em uma escala de 1 a 5 o quão nervosa eu estava, eu diria 4. Ainda assim, fui agradavelmente surpreendida ao perceber que se eu usasse o vestido novamente sem apertá-lo na parte de trás, eu ia gostar dele de verdade!

2º Dia: eu decidi que ia me torturar, mas acabou sendo divertido porque a vida é um negócio realmente sem sentido.

Instagram: @itskristinchirico

Antes dessa experiência, eu nunca teria comprado uma saia assim. Eu não teria sequer olhado para uma saia como essa por mais de três segundos antes de rir sair da loja fazendo um moonwalking constrangido.

SIM! Foi o que eu pensei quando coloquei essa saia. SIM! ESTA É A PIOR Mas então eu tirei um bilhão de fotos com ela e no fim das contas nem consegui escolher qual foi a minha preferida. Na adolescência, eu teria sido forçada a usar uma cinta modeladora para vestir essa saia, mas eu me sinto muito mais feliz não tendo a minha barriga esmagada até a morte por uma cinta apertadíssima.

3º Dia: fiquei um pouco confiante demais e usei um vestido colado.

Instagram: @itskristinchirico

Eu acredito que vestidos colados são pacotinhos de julgamento enviados do planeta chamado Eu Sei O Que Você Fez Na Última Festa da Pizza. Também sei que eu prometi ignorar esse fato para o benefício da internet, então aqui estamos.

De qualquer forma, me deu um certo medinho, então eu trapaceei e amarrei uma camisa em volta da cintura, porque estamos em 2016 e eu sou velha o suficiente para que os truques que eu usava na escola por causa das minhas inseguranças possam fazer um revival em grande estilo.

Publicidade

No entanto, me esqueci de que o meu corpo produz ilusões de ótica estranhas, então eu voltei e tirei algumas fotos adicionais de lado para que ficasse claro que eu não estava trapaceando:

"Simmmmm", eu disse a uma amiga depois de olhar para essas fotos. "Certo. Não vou usar este vestido de novo". Ela meio que me dá um olhar triste e responde: "Talvez seja porque eu sou mais alta do que você, mas não acho que tenha ficado tão ruim quanto você está pensando."

Ela tem razão. Você pode ver fotos como esta e pensar, Argh, garota, não, eu sinto muito, mas não, você não deveria usar isso. Mas por que você acha isso? E as suas razões para pensar isso têm alguma coisa a ver com quem eu sou e o trabalho que faço e a amiga e parceira que eu sou?

Não estou dizendo que esses preconceitos não existem no mundo e que posso ir lá e simplesmente jogá-los fora, mas o mínimo que podemos fazer é reconhecer que eles estão no mundo em que vivemos — nossa preocupação com a ideia de que algo "não é bonito" é uma razão muito estúpida para deixar de fazer alguma coisa.

4º Dia: vesti uma saia e percebi o quanto eu tenho me treinado para tentar e dar o meu melhor nas fotos:

Instagram: @itskristinchirico

Quando estávamos tentando tirar essa foto, eu não conseguia mostrar minha barriga de jeito nenhum. Nós tentamos um monte de coisas: iluminação diferente, posições diferentes. EQUIPE SHORT-SAIA BRANCO!

Então, eu percebi que toda vez que uma foto era tirada, eu intuitivamente ficava em uma posição extremamente ereta e acabava encolhendo a barriga — sem sequer pensar nisso, eu estava tentando me editar.

E droga, foi muito, muito difícil parar de fazer isso.

5º Dia: eu vesti calça, a minha mais temida inimiga.

Instagram: @itskristinchirico

Acabei tendo que voltar à loja para comprar calças, então eu decidi levar o experimento para o escritório de Nova Iorque do BuzzFeed. O que é ótimo, porque lá está cheio de pessoas que nunca encontrei antes, e desta forma eu terei um número limitado de chances de selar as imagens mentais que eles terão de mim.

E, apesar de odiar calças, eu tive que me esforçar para fazer com que a minha barriga realmente aparecesse nessa foto. Então, sim, ela está lá, definitivamente lá, mas provavelmente não com o tamanho gigantesco que eu estava imaginando.

Eu também fiz uma apresentação para algumas pessoas do BuzzFeed, de modo que eu pude realmente ter certeza de que minha barriga estava no nível dos olhos deles.

Kristin Chirico/BuzzFeed

Já mencionei que estas calças são extremamente confortáveis? Sei que isso me torna uma traidora dos Cavaleiros Internacionais Contra o Uso de Calças, mas tanto faz, eles vão superar isso.

Além disso, um dos meus 478.563 crushes de trabalho me disse do nada que eu estava bonita, o que é uma mentira, mas tanto faz, minta para mim, eu consigo sobreviver (e sim, eu sei que há apenas 1.300 funcionários do BuzzFeed. É PORQUE EU TENHO APROXIMADAMENTE 368 CRUSHES EM CADA UM).

6º Dia: eu não tinha ideia de como combinar estas calças de motociclista, então eu simplesmente vesti essa blusa de girafas.

Instagram: @itskristinchirico

Mais uma vez, eu nunca teria comprado estas calças, e eu tinha certeza de que elas iriam direto para o fundo do guarda-roupa. E, embora no começo eu estivesse me sentindo um pouco cheia de pneuzinhos, eu meio que abracei o modo divertido como meu corpo preenche estas calças. Sair de suas rotinas de moda é muito parecido com virar seu colchão: são duas coisas que você definitivamente precisa fazer.

7º Dia: talvez eu tenha ido um pouco longe demais com as minhas calças apertadas.

Instagram: @itskristinchirico

Eu queria aparecer mais atlética no meu último dia. Então eu decidi usar uma calça de treino que eu tinha usado anteriormente para outra postagem, e que as pessoas não haviam achado exatamente lisonjeira no meu corpo.

Dando continuidade ao meu tema louco de ontem, essa calça pegou um pouco mais pesado com a pata de camelo. Mas quando eu postei a foto no Instagram, as pessoas queriam saber onde eu tinha conseguido essa calça, dentre todas as coisas. Na verdade, "Ei, onde você conseguiu aquilo [item de vestuário]?" foi um frase constante durante essa semana nas minhas interações sociais, e logo muitas dessas roupas se tornaram escolhas regulares no meu dia a dia.

Então, depois que a semana acabou, o que eu acabei aprendendo?

1. Eu estava errada sobre nunca voltar usar qualquer uma dessas peças novamente — algumas delas se tornaram regulares no meu dia a dia.

2. Não faz sentido deixar de experimentar uma tendência que você gosta só porque você está preocupada com sua barriga — pode haver uma chance maior do que você imagina de você se sentir confortável usando essas roupas.

3. Vestir-se para que ninguém possa ver todos os pneuzinhos da barriga só é uma regra porque nós permitimos que isso se tornasse uma regra. Nada novo é ok no início, mas quanto mais as pessoas veem, mais elas percebem que isso não importa e que isso não as machuca. No passado, as pessoas costumavam reclamar de ver tornozelos também.

4. A vida é curta. Vista o que você quiser. Ame as pessoas para que elas possam fazer o mesmo. E acredite nos seus crushes do trabalho, se fizerem elogios a você.

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss