back to top

10 coisas que você achou que sabia sobre "squirting" e que podem ser apenas mitos

E não, "squirting" não é a mesma coisa que ejaculação feminina.

publicado

1. "Squirting só acontece em filmes pornô."

Bivni / Getty Images

Falso. Talvez você tenha assistido a alguns filmes pornôs e se perguntou se alguma mulher real pode realmente atingir o clímax dessa maneira. A verdade é que sim, "squirting" é um fenômeno totalmente sexual.

Em 1904, um psicólogo chamado Havelock Ellis argumentou que a ejaculação feminina era a mesma coisa que o sêmen masculino. Depois, em 1984, um estudo descobriu que a ejaculação feminina, ejaculação masculina e o líquido produzido durante o "squirting" são na verdade três coisas completamente diferentes.

2. "É basicamente a mesma coisa que acontece quando os homens ejaculam."

giphy.com

Falso. Para começar, a ejaculação masculina é a liberação do líquido seminal. O líquido produzido durante o "squirting" é algo completamente diferente. Em 2015, um estudo publicado no "Journal of Sexual Medicine" descobriu que o líquido produzido pelo "squirting" é composto em sua maioria por urina.

Isso mesmo. Samuel Salama, um dos cientistas responsáveis pelo estudo, contou ao BuzzFeed Life que, ao analisarem esse tipo de ejaculação, eles descobriram que era praticamente idêntica à urina. Eles também descobriram, por meio de ultrassons, que a bexiga era esvaziada todas as vezes que acontecia o "squirting".

3. "Squirting não é a mesma coisa que ejaculação feminina."

Globo

Verdadeiro. Demorou um bom tempo para se chegar a um consenso em relação a isso, mas a comunidade científica concorda que são duas coisas completamente diferentes.

Madeleine Castellanos, autora do livro "Wanting to Want", cita especificamente a consistência como um fator de diferenciação. O líquido produzido durante o "squirting" é expelido pela uretra, enquanto a ejaculação feminina tem uma consistência mais viscosa, como a saliva, e vem direto da vagina.

Publicidade

4. "A penetração é necessária para que ocorra o squirting."

giphy.com

Falso. Um estudo publicado na "Nature Reviews Urology" sugere que o "squirting" está relacionado ao complexo clitorovaginal e que pode ocorrer independentemente da penetração.

Quando a bexiga e a vagina estão sendo pressionadas, especialmente durante a excitação sexual, há uma maior probabilidade de que o líquido seja expelido. Isso pode ser causado pela penetração ou por estimulação externa, como dedos, boca ou brinquedos.

5. "Você precisa alcançar o orgasmo para poder ter um squirting"

Georgeclerk / Getty Images

Falso. O squirting pode acontecer independentemente do orgasmo. Ele pode ser causado por um estímulo involuntário, de acordo com Salama, e não há nenhuma predisposição anatômica que indica se uma mulher tem uma probabilidade maior de experimentar esse fenômeno sexual.

6. "Mulheres não conseguem controlar se conseguirão ter um squirting e o momento."

Getty Images

Verdade. Como dissemos acima, o "squirting" é completamente involuntário. Sim, você pode tentar estimular a vagina, clitóris e bexiga ao mesmo tempo, mas isso não significa necessariamente que você acabará tendo um "squirting".

Até mesmo Cytherea, uma das atrizes mais famosas dos filmes adultos na categoria "squirting", disse em entrevista ao site Daily Dot que às vezes ela não consegue atingi-lo porque não tem controle total sobre seu corpo.

7. "Você não pode se preparar realmente para o squirting. Simplesmente acontece".

giphy.com

Falso. Na mesma entrevista, Cytherea afirma que durante a preparação para o "squirting" ela bebe muitos líquidos, como milk shakes com alto teor de proteína e eletrólitos, e mantém abstinência sexual por alguns dias para ter uma experiência mais intensa.

8. "Bom, quer dizer que o squirting é a mesma coisa que ter incontinência."

Voyagerix / Getty Images

Falso. Embora seja cientificamente provado que as mulheres expelem diferentes líquidos durante a excitação e o ato sexual, isso não tem relação com aquilo que é conhecido como "incontinência durante o coito". Essa condição é um sintoma patológico causado por uma desordem na uretra ou uma bexiga hiperativa e requer tratamento médico.

Além disso, "squirting" não é a mesma coisa que urinar.

Publicidade

9. "Você pode ter um squirting e alcançar a ejaculação feminina ao mesmo temo."

CBS Films

Verdadeiro. O estudo conduzido por Samuel Salama descobriu que as mulheres que passam pelo "squirting" podem ejacular ao mesmo tempo ou em momentos diferentes. Isso pode explicar a presença de líquido prostático (porque, sim, as mulheres têm próstata) no líquido produzido pelo "squirting".

10. "Todas mulheres são capazes de ter um squirting."

Mattel

Inconclusivo. Durante um estudo realizado em 1994, uma pesquisa foi conduzida e mostrou que apenas 6% das mulheres disseram ter vivenciado o fenômeno. No entanto, 60% das mulheres pesquisadas disseram que já tiveram aquilo que é conhecido como ejaculação feminina ou vaginal.

Além disso, segundo Cytherea, é possível que você já tenha experimentado um "squirting" sem ter notado.

Este post foi escrito originalmente em espanhol.

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss