go to content

Este cão tinha um tumor, mas resistiu tempo suficiente para ver sua dona se casando

"Foi um momento fenomenal. Foram 15 anos fenomenais."

publicado

Charlie Bear, um labrador preto de 15 anos que lutava contra um tumor no cérebro, viveu o bastante para ver sua dona se casar no início deste mês.

Jennifer Dziuvenis / Via Facebook: jendzphotography

Kelly O'Connell conheceu Charlie Bear quando ele tinha apenas 12 semanas de vida. Após ser encontrado abandonado em um carrinho de compras em frente a uma mercearia, ele foi levado a um abrigo de animais onde O'Connell trabalhava. Foi amor à primeira vista.

"Eu não estava procurando por um cachorro", disse O'Connell ao BuzzFeed News. "Eu tinha 19 anos, ainda morava com meus pais e fazia faculdade de veterinária. Era a pior hora para tentar ter um cachorro.

"Mas ele apareceu, e eu pensei 'Sim. Vou levar esse cachorro para casa'."

Charlie se tornou seu "melhor amigo". Os dois "cresceram juntos" e se mudaram de Nova York para o Colorado (Estado dos EUA).

Jennifer Dziuvenis / Via Facebook: jendzphotography

Em 2010, ela conheceu James Garvin, também veterinário, se apaixonou e se mudou com ele e seus dois filhos.

"Charlie tinha tudo o que queria", disse O'Connell. "Mas eu não podia oferecer uma família a ele. Assim que eu conheci James e os meninos, foi a última coisa que eu podia dar a ele. Nós éramos uma grande família feliz."

Charlie Bear foi diagnosticado com um tumor cerebral em abril após sofrer uma convulsão enquanto passeava. O prognóstico não foi bom.

Uma semana antes do casamento, Charlie teve cinco convulsões e parecia sofrer muito. O'Connell e Garvin fizeram os preparativos para sacrificá-lo.

Porém, ele então parou de ter convulsões, problemas para andar e "parecia um cão novo em folha", disse O'Connell. Ela achou que ele conseguiria ir ao casamento.

O'Connell e Garvin se casaram em 1º de setembro, com Charlie Bear e outro dos seus cinco cães ao lado.

Jennifer Dziuvenis / Via Facebook: jendzphotography

O'Connell disse que "desabou imediatamente" quando Charlie Bear andou no corredor até ela.

"James e eu nos agarramos a ele e falávamos 'Você conseguiu garoto, você conseguiu.'"

Charlie estava cansado demais para voltar, então Katie Lloyd, a dama de honra e irmã de O'Connell, pegou o cachorro de 30 quilos e o levou de volta em seus braços.

Jennifer Dziuvenis / Via Facebook: jendzphotography

"Para mim, foi o ápice quando vi minha irmã levando ele de volta pelo corredor", disse O'Connell. "Foi isso, ficamos falando sobre isso por dias."

A fotógrafa, Jennifer Dziuvenis, disse ao BuzzFeed News que "todo mundo começou a chorar quando Charlie foi levado de volta".

Jennifer Dziuvenis / Via Instagram: @jendzphotography

"Eu ouvi Katie falando: 'Charlie, eu não posso deixá-lo para trás', antes de ela levá-lo", disse Dziuvenis.

"Eu acho que ele ficou bem feliz em estar ali", disse ela. "Digo, obviamente ele não estava entendendo o que estava acontecendo, mas esta é sua família."

O'Connell disse que poderia "ver em seus olhos" que Charlie viveu seus últimos dias por ela.

Jennifer Dziuvenis / Via Facebook: jendzphotography

"Eu vejo nestas fotos, em seu rosto, o quanto ele parecia feliz", disse ela. "Ele está literalmente sorrindo."

"Ele não estava sofrendo — ele estava tendo o momento da sua vida", disse ela. "Seu corpo estava falhando, mas ele estava feliz."

Charlie Bear foi sacrificado pouco mais de uma semana depois, no dia 9 de setembro.

Jennifer Dziuvenis / Via Facebook: jendzphotography

Ele morreu pacificamente em casa, na frente da lareira e cercado pela família.

O'Connell disse que ter Charlie em seu casamento "significou o mundo".

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss