back to top

Cinco dicas reais e sinceras de ex-devedores para sair das dívidas

Se a Júlia conseguiu quitar R$ 80 mil em dívidas, você também consegue!

publicado

1. Saiba onde está indo cada centavo do seu dinheiro.

youtube.com

Thiago Nigro, do canal Primo Rico, conta que ele mesmo já foi um endividado. E, para ele, uma das coisas mais importantes pra sair das dívidas é anotar absolutamente tudo que você gasta.

Parece básico, né? Mas não é tanto assim. Há vários aplicativos que puxam os seus gastos, inclusive automaticamente. Mas a razão em anotar tudo não é ver seus gastos lindamente exibidos em gráficos de pizza, e sim DE FATO saber cada coisinha com que você está gastando. Olhar o tamanho do rombo enquanto ele está sendo feito faz que você gaste menos.

Às vezes, o que vai funcionar para você é o simples e rudimentar anotar à mão; outras vezes, é uma planilha; e há quem consiga lidar bem com a versão automatizada do processo. Mas o importante é que você consiga fazer funcionar a rotina de acompanhar real a real para onde o seu dinheiro está indo.

2. Abra as reais condições da sua saúde financeira com a família, parceiro e amigos.

youtube.com

A Maiara Xavier conta que, por mais incoerente que pareça, o momento em que ficou mais endividada foi quando já estudava planejamento financeiro.

Ela e o companheiro da época passaram a gastar muito dinheiro comprando coisas desnecessárias, carro financiado, moto financiada, mesmo com ela não concordando muito com a maioria desses gastos. Mas, por não querer entrar em conflito e ser a "chata" do relacionamento, ela se viu com uma dívida de R$ 30 mil que ficou com ela mesmo depois de o relacionamento acabar.

Depois da separação, vendeu o carro para se livrar do financiamento, cortou os gastos para um mínimo possível indo morar com o pai e conseguiu pegar um empréstimo de um amigo — o que foi fundamental para que ela não sofresse tanto com os juros e quitasse a dívida o mais rápido possível.

Publicidade

3. Liste todas as suas dívidas, da menor para a maior.

youtube.com

Quando tiveram sua primeira filha, a Flavia Calina e o marido se viram sem nenhuma reserva de emergência e arrolando dívidas no cartão de crédito, coisa que achavam supernormal — não era.

Então, após um curso com um consultor financeiro, o que funcionou para eles foi fazer uma lista bem visual, em um quadro branco mesmo, de todas as dívidas que eles tinham, da menor para a maior, e ir riscando conforme elas iam sendo quitadas. Assim, eles acompanhavam o progresso e se motivavam por ele.

Flavia conta: "Se você colocar a coisa mais cara no começo do processo, vai demorar um tempão para pagar e você vai desanimar. "Nossa, não vou pagar isso nunca, então, deixa rolar". Mas se você for em passos menores, quando vir, já vai ter conseguido pagar muita coisa e estará muito perto de conseguir pagar tudo".

4. Trate sua dívida como um xaveco.

youtube.com

A Nathália Curi comparou a quitação das dívidas com um xaveco.
 Primeiro, você tem que escolher o seu alvo. Para ela, a primeira dívida seria a maior de todas porque nela é que estão correndo mais juros.

Na sequência, você tem que bolar uma estratégia. O que você consegue pagar agora? Dentro do cenário atual, do que você precisa? Parcelar a dívida em mais vezes? Mais prazo?

Depois é chegar junto. Entrar em contato com o seu credor e falar que você quer negociar. Se ele estiver aberto, é hora do xaveco. Inclusive abrindo um valor que você teria para pagar a dívida agora e ver se ele está interessado.

E, claro, se planejar e se comprometer com o plano de pagamento que você propôs ou foi oferecido para você.

5. Procure fontes extras de dinheiro.

youtube.com

Ainda na faculdade, o marido da Júlia Mendonça começou a ganhar bem para a idade dele e o casal acabou adquirindo hábitos muito caros — ir jantar fora quase todo dia, viajar, financiar carro, até que chegou num ponto em que a dívida deles bateu quase R$ 80 mil!


Quando eles viram, estavam pegando empréstimos para pagar contas que já estavam atrasadas. Mas a virada mesmo só aconteceu quando a construtora ameaçou tomar o imóvel que eles estavam financiando.

Eles demoraram cerca de dois anos para pagar a totalidade dessas dívidas. E, durante esse período, para conseguir uma grana a mais, muitas vezes ela e o marido arrumaram trabalhos extras.

Seja via horas extras, vendendo alguma comida que você sabe fazer muito bem, dar aulas de alguma coisa que você sabe, segundo a Júlia, a criatividade é tudo nessa hora.

Em parceria com

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss