back to top

20 mulheres que fazem o cinema brasileiro acontecer

Conversamos com a jornalista Luisa Pécora do blog Mulher no Cinema que indicou quem são as figuras femininas que movem as telonas do país.

publicado

1. Anna Muylaert - Diretora, roteirista e produtora.

Larry Busacca / Getty Images

Anna é responsável pelo provável próximo indicado brasileiro ao Oscar: "Quando Ela Volta?" que já deu à Regina Casé e Camila Márdila o prêmio de melhor atuação no cultuado Festival de Sundance e estreou em circuito nacional essa semana.

Sua estreia como diretora foi em 2002 no também aplaudido "Durval Discos", que venceu os principais prêmios no Festival de Gramado. Em seguida dirigiu mais três longas.

Começou a carreira como crítica de cinema e depois participou da criação e roteiro do "Mundo da Lua" e "Castelo Rá-Tim-Bum". No cinema também assinou o roteiro de "O Ano em Que Meus Pais Saíram de Férias", "Xingu" e diversos outros longas.

2. Regina Casé - Atriz.

Divulgação

Regina é um dos maiores nomes da televisão e do teatro brasileiro, porém não se pode negar a importância dela no cinema.

Bastante elogiada por seu papel em "Quando ela Volta", Regina tem voltado aos poucos para as telonas. Ano passado protagonizou a comédia "Made in China" e participou do longa "Rio, Eu te Amo".

Sua carreira nos cinemas foi marcado ainda por papéis polêmicos como em "Os 7 Gatinhos", "A Marvada Carne" e na comédia dramática "Eu, Tu, Eles".

3. Laís Bodanzky - Diretora, roteirista e produtora.

Pascal Le Segretain / Getty Images

Laís é uma das figuras mais pops do cinema nacional. Depois de um curta e um documentário a diretora realizou o excelente "Bicho de Sete Cabeças". Depois dirigiu os lindos e delicados "Chega de Saudade" e "As Melhores Coisas do Mundo".

Desde 2005, ela e o marido, Luiz Bolognesi realizam o Cine Tela Brasil com exibições itinerantes gratuitas de filmes por São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná.

Publicidade

4. Leandra Leal - Atriz e diretora.

instagram.com

A atriz estreou no cinema aos 14 anos em "A Ostra e o Vento" (1997). O longa foi selecionado para representar o Brasil no Festival de Veneza. De lá pra cá, Leandra coleciona prêmios nas telonas nos 18 longas que participou.

Os destaques da sua carreira foram os super populares "O Homem que Copiava", "Cazuza - O Tempo Não Para" e "Zuzu Angel" e os alternativos "O Lobo Atrás da Porta", "Éden" e "Nome Próprio".

Como diretora, está finalizando o longa documental "Divinas Divas" sobre as famosas travestis que faziam shows no Rio de Janeiro dos anos 60, como Rogéria e Jane Di Castro.

5. Iafa Britz - Produtora.

facebook.com

Uma das produtoras de maior sucesso do país, Iafa é praticamente uma das rainhas das bilheterias nacionais sendo responsável por "Minha Mãe é uma Peça", "Nosso Lar", "Se Eu Fosse Você" 1 e 2, "Divã" e "Sexo Amor e Traição".

Atualmente "Linda de Morrer", protagonizado por Glória Pires e produzido por ela, está em cartaz por todo Brasil.

6. Alice Braga - Atriz.

Facebook: ALICEBRAGA.OFFICIAL

Alice começou a carreira como a sobrinha de Sônia Braga e mostrou que tinha potencial já no seu segundo longa, "Cidade de Deus". Com 17 anos de carreira já coleciona 20 títulos entre filmes nacionais e internacionais.

Uma das poucas atrizes reconhecidas no país sem passar pelas telenovelas, ela já ganhou diversos prêmios. Entre os filmes que participou está "Muitos Homens Num Só", "Elysium", "Cabeça a Prêmio", "Ensaio Sobre a Cegueira", "O Cheiro do Ralo" e "Cidade Baixa".

7. Lucia Murat - Diretora, roteirista e produtora.

pt.wikipedia.org

Em 1971, Lucia Murat foi presa e torturada por três anos por conta de seu envolvimento com o movimento estudantil. A experiência acabou virando o semi-documentário "Que Bom Te Ver Viva", que trazia relatos de mulheres torturadas durante a ditadura militar intercaladas por cenas gravadas com Irene Ravache.

Entre seus documentários e filmes estão "A Nação Que Não Esperou por Deus", lançado neste ano, "Uma Longa Viagem", "Quase Dois Irmãos" e "Brava Gente Brasileira".

8. Dira Paes - Atriz e produtora.

Globo/Sergio Zalis

Dira Paes ficou mais famosa após enveredar para a TV. Porém sua carreira cinematográfica é repleta e ela contabiliza 31 longas em 30 anos de carreira. Sua estreia foi no longa "A Floresta das Esmeraldas", um filme inglês gravado na terra natal de Dira, Belém do Pará.

Dentre os filmes que participou estão "Mulheres no Poder", "Os Amigos", "A Festa da Menina Morta", "Baixio das Bestas", "Ó Paí, Ó", "Dois Filhos de Francisco", "Meu Tio Matou um Cara", "Amarelo Manga".

Dira também atua como produtora e foi responsável pelos longas "E Aí... Comeu?", "Celeste & Estrela" e "O Casamento de Louise".

Publicidade

9. Tata Amaral - Diretora, roteirista e produtora.

youtube.com

Tata Amaral é uma mulher que, em geral, faz filmes sobre mulheres. Seu primeiro longa "Um Céu de Estrelas" (1997), recebeu os prêmios de melhor filme de estreia no Festival de Havana e de melhor direção no Festival de Brasília.

Recentemente dirigiu o impactante "Hoje" com Denise Fraga e deu visibilidade para a periferia com "Antônia" de 2006, rodado na Vila Brasilândia, em São Paulo.

Tata também se dedica a realizar diversos projetos de instalações urbanas visuais.

10. Helena Solberg - Diretora, roteirista e produtora.

duasoutrescoisasqueeuseidele.wordpress.com

Nascida no Rio de Janeiro, Helena consolidou sua carreira nos Estados Unidos com trabalhos que focavam nas mulheres.

Seus longas de maior destaque são sempre misturas de ficção e documentário como "A Alma da Gente", "Palavra (En)cantada", "Vida de Menina" e "Carmen Miranda - Bananas is My Business".

11. Maeve Jinkings - Atriz.

instagram.com

Maeve é um mix de Brasil: nascida em Brasília mudou com a família ainda pequena para Belém do Pará. Quando adulta migrou para São Paulo e, passando férias no Recife, se identificou com a produção cinematográfica local que a catapultou para o sucesso.

Além do aclamado "O Som ao Redor", que rodou por mais de 90 festivais em todo o mundo participou de "Era Uma Vez Verônica", "Boa Sorte, Meu Amor" e protagonizou "Amor Plástico e Barulho" e "Açúcar", entre outros.

Esse ano estréia nas telenovelas em "A Regra do Jogo", e vai dividir as telonas com Sônia Braga em "Aquarius".

12. Renata Pinheiro: Diretora, roteirista, produtora e diretora de arte.

aromafilmes.wordpress.com

Renata une seu amor pelo cinema e as artes plásticas como ninguém. Em 2003, foi responsável pela direção de arte dos excelentes "Amarelo Manga", "Árido Movie", "Baixio das Bestas", "De Pernas pro Ar" e "Tatuagem".

Na direção foi responsável por "Amor, Plástico e Barulho" e "Estradeiros", em parceria com Sérgio Oliveira.

13. Petra Costa - Diretora, roteirista, produtora e atriz.

youtube.com

Uma das mais jovens da lista com, Petra tem 32 anos e trabalha como atriz desde os quinze anos. Em 2012 filmou seu primeiro documentário, "Elena", que ganhou o Candango de melhor direção no Festival de Brasília.

Seu novo filme "Olmo e a Gaivota" é falado em francês e é co-dirigido pela diretora dinamarquesa Lea Glob.

Publicidade

14. Juliana Rojas - Diretora, roteirista e montadora.

cinefestivais.com.br

Juliana é figurinha carimbada em Cannes onde exibiu quatro de seus trabalho entre curtas e longa. Bastante dedicada a filmes que criticam a sociedade a paulista assinou "Trabalhar Cansa", "Sinfonia da Necrópole" e "O Duplo". Destaque para a parceria constante com a incrível atriz Gilda Nomacce.

15. Nash Laila - Atriz.

facebook.com

Atriz de teatro a Nash é uma aposta do cinema nacional. Com apenas três papeis na telona, já mostrou a que veio protagonizando "Deserto Feliz" , "Amor, Plástico e Barulho" e participando de "Tatuagem".

16. Hermila Guedes - Atriz.

TV GLOBO / João Miguel Júnior

Hermila é pernambucana e foi lançada ao sucesso ao protagonizar "O Céu de Suely". Depois do reconhecimento mesclou papeis em filmes comerciais como "Assalto ao Banco Central" e longa mais alternativos como "Cinema, Aspirina e Urubus", "Baixio das Bestas" e "Boca".

17. Lucy Barreto - Produtora.

George Magaraia

Uma das mais importantes produtoras do país. Mineira, foi assistente de cenografia em "Os Herdeiros" na década de 60. Entre os mais de 70 títulos que produziu e coproduziu, estão grandes clássicos como "Terra em Transe", "Bye Bye Brasil", "Dona Flor e seus Dois Maridos" e também ótimas bilheterias como "O Casamento de Romeu e Julieta",

Ela também foi responsável pela produção dos indicados ao Oscar, "O Quatrilho" e "O Que É Isso, Companheiro?", ambos dirigidos por seus filhos.

18. Andrea Barata Ribeiro - Produtora.

riocontentmarket.com.br

Uma das sócias fundadoras da O2 Filmes, juntamente com Fernando Meirelles e Paulo Morelli, é uma das responsáveis pelo aclamado "Cidade de Deus". Em 2001 fez seu primeiro trabalho em produção no bárbaro longa "Domésticas, o Filme". De lá pra cá produziu diversos sucessos como "Xingu", "À Deriva", "Ensaio Sobre a Cegueira" e "O Banheiro do Papa".

Publicidade

19. Simone Spoladore - Atriz.

youtube.com

Conhecida por seus papeis de época, Simone estreou no cinema no denso e ótimo "Lavoura Arcaica" em 2001. De lá pra cá se destacou pela variedade de papeis em longas como "Desmundo", "O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias ", "O Natimorto" e "Elvis & Madona", onde interpretou uma lésbica que se relaciona com uma travesti.

20. Elena Soárez - Roteirista.

youtube.com

Elena começou a carreira com o pé direito com "Eu, Tu, Eles". Depois, em parceria com Cláudio e Fernanda Torres escreveu "Redentor". Além de "A Busca", "Xingu", em parceria com o diretor e com Anna Muylaert e "Nome Próprio", em parceria com Murilo Salles e Melanie Dimantas.

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss