back to top

Nadador dos EUA Ryan Lochte é assaltado à mão armada no Rio

Caso foi confirmado pelo atleta e pelo Comitê Olímpico dos EUA.

publicado

Lochte contou o incidente a NBC horas após sua mãe, Illeana Lochte, falar a Fox Sports. O Comitê Olímpico dos Estados Unidos (USOC, na sigla em inglês) também confirmou o episódio ao BuzzFeed News.

"Segundo quatro membros de nossa equipe de natação (Gunnar Bentz, Jack Conger, Jimmy Feigen and Ryan Lochte), eles deixaram uma festa na madrugada de domingo na Casa França e foram de táxi à Vila Olímpica", disse o porta-voz Patrick Sandusky em um e-mail.

O carro em que eles estavam, afirmou o porta-voz, então foi parado por diversos homens que fingiam ser policiais. Dinheiro e outros pertences pessoais foram roubados.

De acordo com Sandusky, todos os atletas já estão em segurança e colaboram com as autoridades para identificar os assaltantes.

A Fox Sports Illeana Lochte disse que o nadador de 32 anos ligou para ela após o assalto e que estava aterrorizado. Lochte, por sua vez, disse que não ficou tão assustado.

"Fomos parados quando estávamos no táxi, e esses caras vieram com uma identificação policial", afirmou. "Eles mostraram suas armas e disseram que tínhamos que deitar no chão. Eles [os outros atletas] deitaram no chão, mas eu me recusei. Disse que não tinha feito nada de errado."

Foi quando, segundo o atleta, um dos homens apontou a arma diretamente para a cabeça do nadador, fazendo com que ele obedecesse.

Pouco depois do caso vir à tona, o porta-voz do Comitê Olímpico Internacional (COI) Mark Adams disse em uma conferência de imprensa que a história não era verdadeira e que baseava sua negativa em informações do USOC e do próprio Lochte.

No entanto, Mario Andrada, porta-voz da Rio 2016, já tinha dito que o nadador havia sofrido um "incidente" e que buscava mais informações sobre o caso.

Lochte nadou duas vezes nos Jogos do Rio, ganhando a medalha de ouro no revezamento 4x200m de estilo livre.

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss