back to top

Temos aqui um calendário anual de tretas da internet brasileira

Todos os amo x odeio do ano estão no texto que a Suzane Jardim postou no Facebook.

publicado

Treta odeio carnaval x amo carnaval. Se você não gosta é um elitista que odeia cultura popular e pobre. Geralmente iniciada no fim de janeiro e segue por todo fevereiro.

Treta do dia da mulher. "Não quero rosas, quero respeito" x "Quem reclama de rosas é a branca padrão pois as mulheres não-padrão nunca receberam rosas, quero rosas SIM e se reclamar eu ganho é duas!"

Treta do dia das mães. "Mãe pode ser abusiva, parem de romantizar a maternidade" x "Mãe não pode ser abusiva, parem de culpabilizar mulheres". Ou variações da interminável treta das "mães de pet".

Treta das mudanças de estação. Ocorre duas vezes por ano, geralmente na chegada do verão ("verão opressor") e na chegada do inverno ("inverno opressor").

Publicidade

Treta das estreias de novas temporadas de séries. "Dou spoiler e foda-se" x "Quem dá spoiler me exclui".

Treta do dia dos pais. "Não desejem feliz dia dos pais pras suas mães, isso é naturalizar o abandono paterno e a dupla função da mulher" e variações: "Pais não merecem parabéns", etc.

Treta das eleições.. Geralmente de dois em dois anos. Inicia logo que os pré-candidatos são escolhidos e segue por meses com diversos textões sobre o assunto.

Treta do concurso de Miss Brasil. "Representatividade importa" x "Concurso de Miss opressor para de bater palma pra manutenção do padrão de beleza".

Treta dos homens famosos morrendo. Rola sempre que um ser do sexo masculino morre, pode acontecer várias vezes no ano.

Treta da Copa. "Enquanto você grita gol os político te roubam" x "Enquanto tu vê filme do Bergman também, seu arrombado".

Textões dos festivais caros pra caralho. Sempre que tem Lollapalooza com ingressos de 600 conto. "Prefiro Molejo e vou juntar essa grana pra fazer churrasco".

Textões das datas históricas. Ocorre sempre que tem uma data histórica nacional rolando: "Aaaaaaa não foi Cabral que descobriu o Brasil, ele roubou e matou" x "Aaaaa independência do Brasil pra quem?".

Treta da Marcha das Vadias. "Não me chame de vadia, essa marcha não me representa" X "Quem te perguntou? Fica na sua".

Treta das celebridades terminando relacionamento. Pode ocorrer várias vezes ao ano e geralmente circula entre "Era abusivo" X "Não era abusivo", "Parem de romantizar relações" X "Meu casal, ninguém sai".

Treta da propaganda "inclusiva" do ano. As marcas podem variar, as discussões não.

Treta do dia das crianças. Mais conhecida como "o ataque das childfree escrevendo sobre como odeiam crianças sem ninguém ter perguntado".

Publicidade

Treta do halloween X dia do Saci. Ou "Imperialismo aqui não, sou brasileiro com orgulho e amor seus chupa-bola de americano" X "Nossa, foda-se os Saci, eu quero é sarrar".

Treta dos atrasados do ENEM. Galera rachando o bico com altos memes sobre os atrasados X Galera mostrando o elitismo óbvio de quem ri desses memes, ignorando a vida de dor e sofrimento de cada ser humano que tentou pular portões em desespero.

Tretas dos dias nacionais de visibilidade X. Acontece em todo dia de visibilidade nacional de grupo X - seja trans, lésbicas ou bissexuais. A treta sempre roda entre membros do grupo a ser comemorado, reafirmando sua existência enquanto membros de grupos que serão comemorados em outras datas descem o esculacho porque sim.

O calendário de tretas foi postado em 2016 pela Suzane Jardim, mas voltou a aparecer na timeline nos últimos dias. Ela destaca: "Pode notar - todo ano tem. Acredita em mim". A gente acredita sim!!!

Facebook: suzane.jardim.54

Até a publicação deste post, a lista tem 4.800 curtidas e mais de 2.100 compartilhamentos. O texto foi reproduzido aqui com a autorização da Suzana.

Em parceria com

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss