• Quiz badge
20 de dez de 2017

Só quem ama café de verdade vai gabaritar este teste

Então, o café É saudável ou NÃO?

O café é saudável ou faz mal? A verdade é que não podemos bater o martelo em nenhuma das opções, porque não é assim que a ciência funciona.

@scorpiondagger / Via giphy.com

Há vários estudos sobre os benefícios (e também dos riscos) do café para a saúde. No entanto, é complicado separar o que é real, porque às vezes as pessoas mais saudáveis continuam fazendo algo (como beber café), enquanto aquelas com problemas de saúde, param. Isso pode levar à parcialidade em alguns tipos de estudos. Então, se você ama café, beba. Se não, não beba (e não comece a bebê-lo pelos seus benefícios de saúde não comprovados 100%). MAS, dito isso, aqui estão algumas coisas muito legais que você deveria saber sobre sua xícara de café.

  1. As pessoas que tomam café podem ter um risco menor de:

    Getty
    Correto! 
    Errado! 

    Mal de Parkinson

    O café já foi associado a um risco menor de Parkinson, que é uma doença neurológica que pode causar tremores, problemas de equilíbrio e de mobilidade. Em um estudo de 2000 descrito no Journal of the American Medical Association, pesquisadores analisaram 30 anos de dados de mais de 8.000 homens japoneses e americanos no Havaí. Eles descobriram que quanto mais café eles bebiam diariamente (três a quatro xícaras), menor o risco de Parkinson em comparação com aqueles que bebiam pouco ou nada (o mesmo pareceu ser verdade para as bebidas em geral contendo cafeína, então a teoria é de que a cafeína pode ser a responsável). Há tantas pesquisas sobre isso que a quantidade de evidência para o vínculo é "substancial", de acordo com uma análise de 2017, mas ainda "não conclusiva". Então interprete como quiser.

    Via giphy.com
  2. Quando se trata de exercícios, o café...

    Getty
    Correto! 
    Errado! 

    Melhora o desempenho em termos de velocidade E resistência

    Durante muito tempo, a cafeína foi estudada como um melhorador de desempenho leve (legal). Em vários estudos, foi demonstrado que a cafeína realmente aumenta um pouco a velocidade e a resistência em esportes como corrida, ciclismo, remo e outros. Claro, você não vai ganhar as Olimpíadas depois de uma ida ao café, mas o consenso parece ser que é seguro para os atletas consumirem a bebida em quantidades moderadas, por exemplo, a quantidade encontrada em uma a duas xícaras de café, cerca de uma hora antes do exercício. Ainda esse, esse consumo não é necessariamente melhor para o desempenho e também pode ser prejudicial em alguns casos.

    Via giphy.com
  3. Beber café está ligado a um risco menor de Alzheimer

    Getty
    Correto! 
    Errado! 

    Sim, mas ainda há dúvidas.

    Quem toma café pode ter um risco menor de Alzheimer do que aqueles que não tomam. No entanto, algumas das pesquisas que chegaram a essa conclusão foram feitas com animais, o que geralmente não é o melhor indicador do que acontecerá com seres humanos. 

Além disso, uma análise de 2010 publicada no “Journal of Alzheimer's Disease” sugeriu que as pessoas que bebem de três a cinco xícaras diárias durante a meia-idade parecem ter menor risco de ter Alzheimer na velhice. Apesar disso, não há um veredito — não há um teste clínico randomizado definitivo para analisar a questão (e como esses estudos são caros e poucas pessoas querem passar a vida ignorando/bebendo café em nome da ciência, não espere um estudo desse tipo em breve).

    Via Giphy giphy.com
  4. O café contém antioxidantes, certo?

    Getty
    Correto! 
    Errado! 

    Sim, outra xícara, por favor

    O café contém antioxidantes, como os polifenóis (o ácido clorogênico é o principal no café). A quantidade é igual à do chá, do cacau e do vinho tinto. Apesar de algumas pessoas dizerem que os antioxidantes são a razão por trás dos potenciais benefícios do café para a saúde, não está claro se esses compostos particulares podem salvar alguém do abismo da morte. Então, sim, beba, se você gosta, e deixe os antioxidantes para lá.

    Via @studiosoriginals giphy.com
  5. Cálculos biliares são ruins. O café pode...

    Getty
    Correto! 
    Errado! 

    Reduzir o risco de eles aparecerem

    Pesquisas sugerem que o café pode ajudar a prevenir cálculos biliares – que podem ser muito dolorosos e até mesmo levar a uma cirurgia de remoção da vesícula biliar. Um estudo de 1999 com mais de 46 mil homens descobriu que aqueles que bebiam café tinham menor risco de desenvolver cálculos biliares ou menos necessidade de cirurgia, em comparação com aqueles que não bebiam, durante o estudo de 10 anos (eles não encontraram uma redução do risco com o café descafeinado). 

Supostamente o café estimula a contração da vesícula biliar e reduz a cristalização do colesterol na bile, entre outras coisas, então há um mecanismo aqui que pode explicar a ligação.

    Via giphy.com
  6. Quando se trata do fígado, o café parece estar ligado a...

    Getty
    Correto! 
    Errado! 

    Um menor risco de cirrose e câncer de fígado

    Em uma metanálise de 2016 (um estudo que combina um conjunto de outras pesquisas sobre determinado assunto), pesquisadores descobriram que uma a cinco xícaras diárias de café cafeinado e, em menor grau, descafeinado, estavam ligadas a um risco 14-27% menor de câncer de fígado. E vários estudos têm relacionado a ingestão de café com um menor risco de cirrose (uma fibrose do fígado).

    Via Giphy giphy.com
  7. Quando se trata de dor, o café pode...

    Getty
    Correto! 
    Errado! 

    Aumentar a eficácia de certos analgésicos

    Tudo parece estar relacionado à cafeína. Uma análise de 20 estudos sugere que a quantidade de cafeína encontrada em uma xícara de café — cerca de 100 mg — pode aumentar a eficácia de analgésicos como o paracetamol (encontrado no Tylenol e em outros produtos) e o ibuprofeno (encontrado no Advil e em outros). Um adicional de 5-10% das pessoas sentiu alívio da dor com a cafeína mais o analgésico, em comparação com o analgésico sozinho. Nota: a maior parte da pesquisa analisou a cafeína, não o café em si. Mas há pesquisas sobre isso há décadas, então há boas evidências aqui.

    Via Linda Van Bruggen giphy.com
  8. O café aumenta o risco de diabetes tipo 2

    Getty
    Correto! 
    Errado! 

    Falso

    Pesquisas sugerem que pessoas que tomam café — cafeinados ou descafeinados — têm menos probabilidade de ter diabetes tipo 2 (essa é a forma mais comum da doença, que às vezes pode ser adiada com mudanças na dieta, no estilo de vida e exercícios). Uma análise de 2014 na revista "Diabetes Care" que incluía 28 estudos e mais de 1 milhão de pessoas sugeriu que o consumo de café estava relacionado a uma pequena redução no risco de diabetes tipo 2.

    Via Giphy giphy.com
  9. O café pode melhorar...

    Getty
    Correto! 
    Errado! 

    A função cognitiva

    Vários estudos encontraram associação entre o café e uma melhor função cognitiva. Por exemplo, um estudo de 2002 com 890 mulheres idosas descobriu que o consumo de café estava relacionado a um melhor desempenho em testes cognitivos (mas a associação não foi encontrada em homens ou pessoas que tomam café descafeinado). Na verdade, a cafeína aumenta a pressão arterial, embora esse efeito tenda a passar à medida que seu corpo se acostuma com a substância. E uma análise de 2009 descobriu que a cafeína pode piorar os sintomas em pessoas com ansiedade e síndrome do pânico, de acordo com a Associação Americana de Psicologia.

    Via Giphy giphy.com
  10. Pessoas que tomam café tendem a ____ do que ____

    Getty
    Correto! 
    Errado! 

    Viver mais / pessoas que não tomam café

    Existem alguns estudos que sugerem que isso seja verdade, incluindo um publicado em 2017 com mais de 500 mil pessoas que descobriu que quem tomava café (duas a quatro xícaras por dia) tinha um risco 18% menor de morrer durante o estudo em relação a quem não tomava. Mas, novamente, se precipitar em conclusões pode ser complicado pelo fato de que pessoas com piores condições de saúde podem reduzir o consumo de café — o que significaria que o café não é realmente um elixir mágico da longevidade.

  11. Quando se trata de dormir, o café pode...

    Getty
    Correto! 
    Errado! 

    Todas as anteriores

    Vamos ser honestos — café cafeinado mexerá com o seu sono se você bebê-lo antes de ir para a cama. E por "mexerá" queremos dizer que ele dificultará dormir, trará mais episódios de vigília e menos tempo de sono total. No entanto, outras pesquisas sugerem que, se você consumir 200-250 mg de café (a quantidade em uma a duas xícaras), tirar um cochilo e acordar 30 minutos depois, você estará mais alerta do que estaria somente com uma cochilada. Mas esses estudos são pequenos, então sinta-se livre para tirar um cochilo sem cafeína e simplesmente desfrute do seu café livre de qualquer necessidade de "manipular" o sistema. E se você deixar um intervalo de horas suficiente entre a sua última bebida cafeinada e a hora de dormir — pelo menos, seis horas —, você deve ficar bem.

    Via Nickelodeon giphy.com
  12. Quando se trata de dores de cabeça, o café...

    Getty
    Correto! 
    Errado! 

    Ambas são verdadeiras! Que legal!

    A cafeína é um vasoconstritor — ela comprime os vasos sanguíneos. Se você bebe café cafeinado diariamente e de repente para, você pode ter dores de cabeça por isso, o que acontece devido à retirada da cafeína. Por outro lado, os vasos sanguíneos tendem a se expandir pouco antes da enxaqueca, de acordo com a National Headache Foundation. Desse modo, a cafeína pode ajudar a diminuir a dor, e, de fato, a cafeína é um ingrediente em alguns remédios para dor de cabeça vendidos sem prescrição médica.

    Via giphy.com
  13. Você está grávida. Você deveria...

    Getty
    Correto! 
    Errado! 

    Mudar para o descafeinado ou diminuir para uma xícara por dia

    OK, vamos ser honestos — há muita informação conflitante sobre isso. É sempre melhor conversar com seu médico para saber o que é melhor. Mas algumas pesquisas sugerem que a cafeína pode afetar o crescimento fetal, por isso não é uma má ideia limitá-la. O Colégio Americano de Obstetras e Ginecologistas diz que menos de 200 mg por dia de cafeína, aproximadamente a quantidade em uma xícara de café, geralmente é tratado como aceitável (mas novamente, veja com seu médico).

    Via Giphy giphy.com

Leia também:

Este post foi traduzido do inglês.