This is a personal, non-sponsored post by a member of BuzzFeed's ad content team.
    Updated on 30 de abr de 2020. Posted on 30 de abr de 2020

    Eu não consigo parar de rir deste leão sueco empalhado

    Hoje eu tô só o leão de Gripsholm.

    Em algum momento aleatório desta quarentena estava eu conversando com um amigo sueco, e ele me contou a incrível história do leão do Castelo de Gripsholm.

    Antigamente a monarquia curtia se presentear com ~mimos~ excêntricos como demonstração de requinte e poder, além de ser uma forma de diferenciação de nós, meros mortais. Teve um dia lá no Século 18 que o rei Frederico I da Suécia recebeu de presente do regente da Argélia três hienas e um leão.

    Depois de alguns anos de luxo e muita tiração de onda, o leão faleceu e o nosso rei, em um momento Tiger King, enviou a pele e os ossos do animal para que um taxidermista o empalhasse. O problema é que o taxidermista nunca havia visto um leão em sua vida e para criar a obra teve que se basear em relatos de pessoas que supostamente já haviam visto o bicho.

    O resultado fala por si:

    Kungl. Hovstaterna/The Royal Court, Sweden / Via kungligaslotten.se

    Não, eu não estou brincando. Este é realmente o resultado final e está em exibição até hoje no castelo de Gripsholm.

    Kungl. Hovstaterna/The Royal Court, Sweden / Via kungligaslotten.se

    Parece comigo depois de tomar do sexto drink.

    Mas o leão empalhado tem fãs, tanto que existe uma página no facebook com mais de sete mil apreciadores. Lá você encontra homenagens como essas:

    Via Facebook: lejonetpagripsholmsslott

    Não tem a menor condição.

    Isso nos lembra desta outra obra de arte aqui e da importância de sempre contratar um especialista:

    wikipedia / Via getty images


    Então se um dia você estiver de bobeira pela Suécia, já sabe: visite este charmoso animal.