21 de jun de 2018

    Esta incrível série de fotos prova que somos todos bonitos e que a ideia de uma "pele perfeita" não faz sentido

    Queremos ver TODOS os tipos de pele e condições serem celebrados.

    Se você já achou que não era bonita por causa da sua pele, acredite em mim, você não é a única. Ainda mais quando várias marcas de cosméticos tentam nos empurrar a ideia de que existe uma ~pele perfeita~. Mas, ei, isso não faz sentido! Queremos ver TODOS os tipos de pele e condições serem celebrados.

    Por essa e outras razões, Peter DeVito, estudante do Fashion Institute of Technology (universidade de Nova York, EUA), fez uma série de fotos para "normalizar" condições comuns da pele, como albinismo, vitiligo e alopecia.

    "Me inspirei no movimento de positividade do corpo", disse ele ao As/Is do BuzzFeed. "Adoro ver publicações sobre pessoas que aceitam sua aparência, então quis contribuir para isso de alguma forma. Lido com a acne desde o ensino médio, e isso antes me deixava muito inseguro."

    Para selecionar modelos para a série, DeVito começou pelas redes sociais. "Encontrei meus modelos principalmente por meio do Instagram, mas também fui até agências de modelos e recebi sugestões dos meus amigos", disse.

    "São os modelos que escolhem as palavras que vão em seus rostos. Digo que eles podem usar uma frase que já ouviram ou criar uma frase baseada em um preconceito que tenham sofrido por causa de sua pele."

    Diandra Forrest e Keenan Javon, dois modelos com albinismo, falaram sobre o que as pessoas dizem sobre sua condição.

    Bice, que tem alopecia, decidiu responder a todos que já questionaram sua calvície. "A razão pela qual eu sou careca não tem nada a ver com a pessoa que sou", escreveu.

    Amy Deanna falou o que sente sobre os comentários das pessoas sobre seu vitiligo, do tipo "ninguém vai casar com você com essa pele".

    No Instagram de DeVito, ele também relatou outros traços e tipos de pele, como sardas e pele com tendência a acne, bem como discussões culturais mais amplas sobre normas de gênero e colorismo.

    "Espero que este projeto ajude a fortalecer as pessoas", disse DeVito ao As/Is. "Quero que isso mostre que precisamos de mais modelos com todos os tipos de pele e cores diferentes para retratar com fidelidade o mundo em que vivemos."

    Mal posso esperar para ver mais do trabalho de Peter e de outros artistas que estão empenhados em nos mostrar que TODA pele é bonita!!!

    Shalita Grant

    E vocês, o que acharam da série do Peter? Conte para nós nos comentários.

    Veja também:

    A tradução deste post (original em inglês) foi editada por Luísa Pessoa.