• OMG badge
Updated on 26 de jul de 2018. Posted on 24 de jul de 2018

14 mortes chocantes de Hollywood que são tão intrigantes quanto assustadoras

Histórias de assassinatos de Hollywood que nunca foram devidamente esclarecidas.

1. Albert Dekker

Twentieth Century Fox

Albert Dekker era um ator famoso conhecido por um filme chamado "A Morte num Beijo". Em 1968, depois de desaparecer por alguns dias, sua noiva o encontrou nu e ajoelhado em sua banheira. Ele estava preso por correntes, e havia um laço em volta do seu pescoço pendendo de uma haste de cortina. Agulhas hipodérmicas estavam fincadas em ambos os seus braços, e seu corpo estava todo rabiscado com obscenidades escritas com batom vermelho. A polícia determinou que fora suicídio, coisa que o legista e a imprensa rejeitaram. Não foi feita nenhuma outra investigação mais aprofundada, e a sentença oficial foi uma "morte acidental por asfixia autoerótica". Nenhum suspeito foi encontrado.

2. Bob Crane

Hulton Archive / Getty Images

Bob Crane foi encontrado espancado até a morte com um fio elétrico amarrado no pescoço em seu apartamento em Scottsdale, Arizona. O principal suspeito de seu assassinato foi John Carpenter, um "amigo" de Crane que estava na cidade para encontrá-lo. O carro de Carpenter foi apreendido e revistado pela polícia, que notou manchas de sangue do mesmo tipo do de Crane. No entanto, Carpenter foi absolvido e manteve sua inocência até sua morte, quatro anos depois. O assassinato de Crane ainda não foi solucionado.

3. Tupac Shakur

Death Row Records

O famoso artista de hip-hop foi assassinado em Las Vegas, em 1996. Ele estava dentro de um carro parado no sinal vermelho quando foi baleado quatro vezes, com uma bala atingindo seu pulmão esquerdo. Um relatório publicado em 2002 do Los Angeles Times intitulado "Quem matou Tupac Shakur?" alegou que Orlando Anderson, um membro de uma gangue rival, tinha disparado os tiros fatais depois que Shakur o atacou numa briga algumas horas antes. No entanto, Anderson só foi interrogado uma vez, e ninguém foi acusado. Muitos acreditam que seu assassinato esteve ligado ao assassinato do Notorious B.I.G., que foi morto seis meses depois.

4. George Reeves

Hulton Archive / Getty Images

O ator da série de TV dos anos 50 "As Aventuras do Super-Homem" morreu com uma bala na cabeça. Embora a teoria inicial fosse a de que ele havia se matado, a falta de pólvora em suas mãos sugere que possa ter sido um assassinato. No entanto, a arma havia sido lubrificada muito recentemente e portanto não retinha impressões digitais. Amigos de Reeves disseram que não pensariam que ele poderia se matar. Alguns dizem que sua ex-amante, Toni Mannix, é a culpada. Um assessor de imprensa afirmou que Mannix confessou mais tarde o assassinato, embora essa afirmação tenha sido refutada.

5. Bruce Lee

RR Auctions / Via commons.wikimedia.org

Bruce Lee reclamou de uma forte dor de cabeça, tomou uma aspirina e se deitou para tirar um cochilo. Ele nunca mais acordou. Foi levado às pressas para o hospital e declarado morto em 20 de julho de 1973. Apesar de sua morte ter sido julgada como "acidental" e a causa oficial ter sido uma reação alérgica à aspirina, a juventude e a fama de Lee foram o combustível para várias teorias da conspiração. Uma delas é a de que Lee morreu nas mãos das Tríades Chinesas, que ficaram furiosas quando Lee "se recusou a pagá-las por proteção". Outra teoria é a de que a família Lee carrega uma maldição.

6. Brandon Lee

Crowvision Inc.

A ideia de que a família Lee seja amaldiçoada parece completamente insana, mas o filho de Bruce, Brandon, também morreu em circunstâncias estranhas. Durante a produção do thriller de ação "O Corvo", Brandon tinha que filmar uma cena em que era baleado com uma arma cenográfica. No entanto, a arma foi preparada incorretamente, e Brandon Lee foi fatalmente ferido. Ele morreu mais tarde na cirurgia. O rumor da "maldição da família Lee" foi reaceso. Aqueles que acreditam na maldição também citam que 1) o último filme de Bruce, "Jogo da Morte", mostra seu personagem baleado por uma arma cenográfica do jeito que aconteceu com Brandon na vida real, e 2) "Dragão - A História de Bruce Lee", do próprio Bruce Lee, mostra uma cena em que um demônio enfrenta Bruce e depois tenta levar Brandon, "predizendo" a infeliz morte do filho da famosa estrela. Ambos os filmes foram filmados enquanto Brandon estava vivo, fazendo deles coincidências assustadoras na história de sua morte.

7. Elvis Presley

Getty

Elvis Presley morreu em seu banheiro em 1977. No entanto, a negligência médica que envolve o seu caso coloca em discussão a causa da morte. Acontece que, durante a autópsia, o médico Jerry Francisco determinou que a causa da morte tinha sido arritmia cardíaca e também declarou que não havia drogas envolvidas, apesar de que o relatório de toxicologia ainda nem havia saído quando ele fez essa afirmação. Quando os relatórios da toxicologia retornaram e mostraram altos níveis de analgésicos, o médico da família de Presley, George Nichopoulos, foi acusado de receitar um excesso de pílulas para Presley. Por fim, ele foi exonerado de responsabilidade criminal. Além disso, teorias da conspiração afirmam que Presley ainda está vivo, vivendo num programa de proteção de testemunhas, e foi escondido pelo FBI. As pessoas até mesmo afirmam tê-lo visto depois da sua morte.

8. Brittany Murphy

Michael Buckner / Getty Images

Brittany Murphy morreu em sua casa em 20 de dezembro de 2009. O legista declarou que a causa da morte foi pneumonia, deficiência de ferro e intoxicação por drogas. Seis meses depois, o marido de Murphy, Simon Monjack, morreu na mesma casa. Oficialmente, tanto Monjack quanto Murphy morreram de pneumonia e anemia, o que alguns ainda acham uma estranha coincidência.

9. Bobby Fuller

Norton

Bobby Fuller foi um cantor que morreu aos 23 anos em um carro na frente do seu apartamento. Ele estava coberto de gasolina e hematomas. Embora inicialmente se pensasse que ele havia se matado, quando seu corpo foi encontrado, ele estava em um "avançado estado de rigidez cadavérica", sugerindo que ele estava morto há algum tempo (apesar de que o carro só estava no estacionamento há menos de meia hora). Alguns conspiradores dizem que a máfia é a culpada, enquanto outros estão convencidos de que o LSD foi o responsável. Muitos ainda especulam sobre as circunstâncias que cercam sua morte.

10. Jimmy Hoffa

Mpi / Getty Images

Jimmy Hoffa, um líder sindical, foi declarado morto por "absentia" (a ausência de qualquer evidência de que uma pessoa ainda esteja viva) em 1982, sete anos após ele ter desaparecido misteriosamente. Hoffa estava no restaurante Red Fox em Bloomfield Township, Michigan, onde encontraria dois líderes da máfia: Anthony Giacalone e Anthony Provenzano. Os líderes da máfia estavam atrasados, então Hoffa ligou para sua esposa e disse que esperaria mais cinco minutos. Essa foi a última vez que eles falaram, e ela denunciou seu desaparecimento mais tarde naquele dia. Seu carro foi encontrado destrancado e sem pistas sobre o que aconteceu com ele. Os líderes da máfia com quem ele disse que ia se encontrar não estavam na área na época e negaram tê-lo encontrado naquele dia. Seu desaparecimento ainda é um mistério até hoje.

11. Natalie Wood

Archive Photos / Getty Images

Conhecida por seus papéis em filmes como "Amor, Sublime Amor" e "Juventude Transviada", Natalie Wood morreu afogada em 1981 na costa da Ilha Catalina, Califórnia, enquanto passava o fim de semana em um iate com o marido, Robert Wagner, com o ator Christopher Walken e o capitão do barco. A morte foi classificada como "afogamento acidental". Ao longo dos anos, a polícia tem investigado o tumultuado relacionamento que Wagner tinha com Wood para tentar esclarecer o que aconteceu naquela noite, embora Wagner tenha se recusado a falar com os investigadores. Somente este ano, Wagner foi nomeado uma pessoa de interesse no caso.

12. Peter Ivers

Wounded Bird Records

O famoso músico foi encontrado espancado até a morte com um martelo em seu apartamento em Los Angeles, em 1983. Quando o Departamento de Polícia de Los Angeles foi enviado para seu apartamento, os policiais foram negligentes na hora de proteger a área. Portanto, as pessoas foram até o apartamento de Ivers para espiarem elas mesmas. Aí pronto, adulteraram evidências em potencial, tornando difícil para a polícia conduzir uma investigação adequada. Ninguém foi julgado pelo assassinato devido à falta de provas e adulteração da cena do crime.

13. William Desmond Taylor

Exhibitors Herald / Via commons.wikimedia.org

Taylor foi diretor na época do cinema mudo. Em 2 de fevereiro de 1922, a polícia foi até a casa dele e o encontrou no chão de sua sala, morto, com uma bala nas costas. Duas mulheres romanticamente ligadas a Taylor eram suspeitas de sua morte. Mabel Normand foi a primeira a chamar a atenção da polícia, mas ela foi enviada para um sanatório onde foi tratada, e depois morreu de tuberculose. A outra era Mary Minter, uma atriz adolescente que trabalhara com Taylor e se apaixonara por ele. Um bilhete de amor dela para Taylor foi encontrado na cena do crime, junto com a camisola de Minter no quarto. A mãe da moça tinha um histórico de ameaçar os diretores que flertassem com Minter. Embora Minter e sua mãe estivessem na casa de Taylor na noite de sua morte, o caso oficialmente não foi solucionado.

14. Marilyn Monroe

Baron / Stringer / Getty

Marilyn Monroe aparece nesta lista por causa das suposições em torno da sua morte. Foi concluído que ela morreu de uma overdose de drogas autoadministrada. No entanto, muitas teorias em torno da sua morte incluem a especulação de que ela foi assassinada porque estava planejando abrir o jogo publicamente sobre seu suposto caso com o presidente americano da época, John Fitzgerald Kennedy. Outras teorias afirmam que sua morte foi encenada ou que ela foi morta pela máfia.

Veja também:

A tradução deste post (original em inglês) foi editada por Susana Cristalli.

BuzzFeed Daily

Keep up with the latest daily buzz with the BuzzFeed Daily newsletter!

Newsletter signup form