back to top

13 dicas de especialistas sobre como discutir sem arruinar seu relacionamento

É importante dar as mãos e não interromper o outro.

publicado

1. Sentem-se em um sofá confortável.

Universal Pictures

Um estudo publicado em 2010 por professores do MIT, de Harvard e de Yale mostrou que, quando as pessoas se sentavam em uma "cadeira de madeira", elas eram mais rígidas e inflexíveis em suas tomadas de decisão. Mas, quando elas se sentavam em uma "cadeira almofadada macia", elas eram mais flexíveis. Embora o estudo tenha sido pequeno (com somente 86 pessoas), este truque pode ser uma ferramenta útil para qualquer conversa importante.

3. Inicie a conversa com a palavra "eu", em vez de "você".

Parkwood / Columbia / Beyoncé

"Dizer 'você' no começo faz soar como uma acusação", diz a terapeuta de casais Irina Firstein. "Sempre comece uma conversa importante com algo como: 'Eu tenho algo que queria compartilhar com você', para impedir a outra pessoa de ficar na defensiva".

4. Quando você realmente só quer expôr suas ideias sobre um assunto, avise.

AirBnb / Via youtube.com

Isso pode ser especialmente útil em casais do tipo extrovertido-introvertido, em que uma pessoa é normalmente mais cuidadosa com o que diz, enquanto a outra verbaliza tudo que passa em sua cabeça.

"Quando os extrovertidos começam a pensar em voz alta, a cabeça de alguns introvertidos começa a girar", diz a especialista em introvertidos e a autora do livro "Quiet Influence", Jennifer Kahnweiler.

Então, deixe seu parceiro saber que há um deleite intelectual chegando, para que ele não tome tudo ao pé da letra.

Publicidade

6. Usem seus apelidos, se isso soar natural.

giphy.com

Obviamente, você não deve fazer isso de maneira manipuladora, mas às vezes as pessoas são tentadas a usar o nome completo da pessoa com quem estão discutindo. Isso pode parecer excessivamente formal e distante, diz Gottlieb. "Abaixe sua voz e, se quiser, use um apelido carinhoso para mostrar à pessoa que você se importa".

7. Defina limites que você sabe que não serão atravessados, mesmo no calor de uma discussão.

AirBnb / Via youtube.com

É muito importante respeitar o seu parceiro, mesmo quando você está frustrado com ele. Se você acha que ele está tocando em algo que esgota o limite de sua paciência para tentar provar um ponto, espere a situação se acalmar para seguir em frente.

Isso pode parecer algo como: "Eu notei que você tocou nesse assunto no meio de nossa discussão, e isso é algo sobre o qual podemos conversar se você quiser, mas eu não me sinto confortável com a exposição disso quando estamos discutindo".

8. Considere trocar a palavra "meu" por "nosso".

giphy.com

Se o seu companheiro já expressou que se sente excluído de alguma parte da sua vida, tente usar a palavra "nosso" mais frequentemente (como a nossa casa, o nosso fim de semana etc.). O uso excessivo da palavra "meu" pode fazer o seu parceiro se sentir como um intruso, diz Gottlieb.

Publicidade

9. Faça uma pausa, mas por um tempo definido.

wifflegif.com

“A pausa é uma habilidade de relacionamento crucial sobre a qual você deve conversar com seu parceiro de antemão", diz a psicoterapeuta e apresentadora do programa "Terapia de Casal" Jenn Mann.

"Combinem que, se a discussão ficar muito feia, vocês farão uma pausa". E façam uma estimativa de tempo.

"Acho que pode ser útil dizer algo como: 'Estou me sentindo muito nervoso e gostaria de falar sobre isso quando estiver melhor, então vou dar uma caminhada de cinco minutos'".

10. Pare e reflita antes de responder.

giphy.com

"O primeiro passo é ter um diálogo interno com seus sentimentos", diz a terapeuta de casais Jean Fitzpatrick. "Dessa forma, em vez de simplesmente explodir, você pode considerar como se expressar de forma calma e construtiva".

11. E, se o seu parceiro for introvertido, espere um pouco mais.

giphy.com

"Como os introvertidos passam mais tempo processando seus pensamentos internamente, as pessoas tendem a falar por cima deles, mesmo quando eles têm mais a dizer", diz Kahnweiler. Permita uma pausa depois que ele terminar de falar, no caso da pessoa ter ainda outras ideias.

13. Considere uma visita a um terapeuta (sozinho ou juntos) se observar os mesmos problemas se repetindo.

FOX

Se vocês estão discutindo sobre as mesmas questões com pouco progresso ou estiverem pensando em terminar, considerem a terapia de casais.

"Há situações em que uma pessoa quer ir à terapia de casais e a outra pessoa vai dizer: 'Mas nós já estamos juntos dessa maneira há muitos meses!'", diz Mann.

"Mas a maioria dos casais precisa aprender as habilidades para um bom relacionamento e, quanto mais cedo puderem aprendê-las, melhor".