back to top

Brasileiros estão ajudando atletas palestinos que ficaram sem uniformes

Delegação da Palestina teve bagagem retida na alfândega de Israel. As pessoas na internet organizaram doações de ternos e dinheiro para a cerimônia de abertura.

originalmente publicado em
atualizado em

Após parte do material da delegação da Palestina na Olimpíada ficar retido na alfândega de Israel, as pessoas na internet organizaram doações para que os atletas tenham roupas para desfilar na cerimônia de abertura, na sexta-feira (5).

As doações podem ser em dinheiro, mas os palestinos também estão aceitando ternos, meias e sapatos.

A Palestina tem seis atletas representando o país nos Jogos, mas a delegação completa — incluíndo treinadores e médicos, por exemplo — é composta por 20 pessoas.

São dois competidores no atletismo, dois na natação, um no hipismo e um no judô. Na Olimpíada anterior, em Londres, a delegação palestina tinha cinco atletas.

A delegação fez uma reclamação formal ao Comitê Olímpico Internacional, segundo o UOL, que revelou o caso.

O judoca Simon Yacoub disse ao jornal O Globo que não foram apenas roupas que ficaram retidas. "Os nadadores e o pessoal do atletismo não têm todo seu material", afirmou o lutador.

A cerimônia de abertura da Olimpíada está marcada para a sexta (5), às 19h.

Atualização, 4/8/2016, às 11h21: o Consulado Geral de Israel em São Paulo afirmou ao BuzzFeed Brasil que o material da delegação palestina foi liberado na terça-feira (2).

Leia abaixo a íntegra da nota:

No dia 2 de agosto a alfândega israelense recebeu os detalhes dos palestinos sobre os uniformes. O oficial da alfândega palestina estava doente e não lidou com esta questão até esta data. O Ministério de Relações Exteriores de Israel autorizou a liberação dos uniformes muito rápido (às 10h30 da manhã do dia 2 — horário de Israel — 4h30 no Brasil) e o problema foi resolvido.

Em parceria com

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss