back to top

Uma conversa entre homens gays ativos abriu um debate sobre violência na hora do sexo

O debate sobre "sentir prazer na dor do outro" começou num grupo fechado do Facebook.

publicado

No print da conversa, o assunto é debatido após alguém perguntar se eles "sentem prazer no passivo sentindo dor".

Reprodução/Facebook

As respostas mostram como funciona a fetichização da violência por parte dos homens na hora do sexo.

Um dos homens confessa que sente prazer quando "imploram pedindo pra parar."

Reprodução/Facebook

Outros relatos incluem: "é um negócio muito louco quando eu percebo que o gemido é de dor" e "dá um tesão quando vejo que a pessoa tá sofrendo... entro em êxtase". Apenas um deles afirma que sente prazer, mas para se o cara não curtir.

O interessante é perceber que em nenhum momento eles mencionam se o OUTRO sente prazer na dor de ser passivo.

Reprodução/Facebook

O que faz pensar que a violência praticada por eles pode não ser discutida entre ambos, diferente do que acontece nas práticas masoquistas. Um deles afirma "se eu tô comendo o cara e ele não sente dor nenhuma dá vontade de parar."

E há ainda comentários que mostram que a prática da violência pode ter outros motivos além do prazer.

Reprodução/Facebook

Um deles afirma "poxa, se é muito fácil a gente sente que nosso pau não é potente/grande suficiente".

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil no seu celular? Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.