back to top

O fim de uma amizade acontece desse jeito

Você vai ficar bem, eu prometo.

publicado

1. Até mesmo as melhoras amigas podem acabar se afastando.

giphy.com

Ao ficarmos mais velhas, as coisas mudam. É uma constante da vida, o que já foi bom para você pode não ser mais, como aquelas botas que você adorava no início dos anos 2000. Mas tendências de moda vêm e vão – o que é realmente assustador é perceber o afastamento de amigas que eram muito íntimas, especialmente quando é você quem rompe a amizade.

Isso aconteceu comigo quando tinha vinte e poucos anos. Saí da cidade em que cresci, encontrei um emprego na área de comunicação e comecei a conhecer diversos tipos de pessoas diferentes. Sempre me senti um pouco excluída: eu nunca queria exatamente o que meu grupinho queria. Mas ao ficarmos mais velhas, nossos interesses, esperanças e sonhos passaram a divergir ainda mais. Percebi que estava ficando mais íntima de uma amiga que partilhava o mesmo ponto de vista e fazendo novas amizades, que tinham sonhos e ambições iguais aos meus. Senti que havia encontrado minha tribo. Ainda estava na mesma cidade, mas parecia que eu estava em outro planeta.

2. Não há nada errado em querer sair de alguns relacionamentos.

Instagram: @gemf1tz

"Às vezes você precisa dar unfollow em pessoas da vida real"

Eu não sabia que era possível "sair" amigavelmente de um círculo de amizades: achava que as pessoas com as quais você cresceu são parte inerente de sua identidade, para o bem e para o mal, e vocês estão meio que ligados para sempre. Eu cresci em um mundo no qual a amizade era venerada e, de acordo com as Spice Girls, eterna. Mas infelizmente, esse nem sempre é o caso.

Mesmo sendo muito íntimas durante a infância e a adolescência, de repente vocês se veem com desejos, estilos de vida e noções de certo e errado diferentes – e não há nenhum problema nisso. Não é culpa de ninguém: você pode perceber que suas amigas relutam em mudar para se encaixar em seu novo mundo da mesma forma que você faz para permanecer no delas.

3. É normal se sentir deixada de lado, mesmo quando é você que está seguindo em frente.

MTV / Via realitytvgifs.tumblr.com

Enquanto eu estava fazendo as minhas coisas, minhas amigas estavam ficando mais íntimas umas das outras. E não é nenhuma surpresa: a proximidade, objetivos em comum e um modo de pensar semelhante tornam isso natural. Mas quando você já não tem muita coisa em comum com seu grupinho, isso pode fazer com que se sinta ainda mais excluída.

Eu estava assustada e o medo se transformou em rancor e ressentimento – eu não gostava de ser o peixe fora d'água. Tinha medo do que aconteceria se elas não estivessem mais na minha vida e também estava muito assustada com o que poderia acontecer.

Meu conselho para alguém que esteja na mesma situação é "seja honesta". Pode parecer impossível, mas é o melhor a longo prazo. Nem todos temos produtores de TV para forçar um confronto filmado como nos reality shows, o que é uma pena!

4. A mudança não é ruim – é apenas assustadora.

instagram.com

Minha primeira reação quando uma amiga disse que eu havia mudado foi ficar magoada. Parecia um insulto: "você mudou" significava "você mudou para pior". Talvez essa fosse a opinião de alguns – geralmente as pessoas não gostam quando você muda o status quo – mas não era verdade. Eu estava diferente, mas não de um jeito ruim. Eu estava mais feliz, mais confiante e vivendo meu sonho.

A mudança precisa acontecer. Nem sempre isso significa que seu caminho será diferente do das pessoas amadas, mas se assim for, acontece por alguma razão. Se eu estava diferente é porque eu queria estar. E talvez eu não estivesse diferente, mas apenas sendo a pessoa que eu sempre deveria ter sido. Com tantas experiências novas, seria impossível permanecer a mesma.

Publicidade

5. As coisas não precisam terminar com uma grande briga.

Paramount Pictures / Via argentshoot.tumblr.com

O fim de uma amizade pode ser algo bastante civilizado. Vocês podem perceber gradualmente que não são mais tão íntimas quanto eram ou até mesmo reconhecer em uma conversa que as coisas não são mais as mesmas. Eu gostaria de ter admitido como estava me sentindo e falado sobre isso de um modo mais maduro.

Mas mantive meu bico calado e isso acabou gerando um drama. Discutimos, falei coisas que queria dizer, mas com uma maldade que não precisava estar ali. Me senti acuada, encurralada e frustrada. Depois senti vergonha do modo como tudo se desenrolou. Mas também não posso dizer que, de certo modo, não me senti aliviada.

6. A culpa é um efeito natural de qualquer separação.

Disney / Via hypeline.org

Assim como quando um relacionamento amoroso dá errado, o sentimento de culpa é parte integrante do término de uma amizade. Você gostaria que as coisas voltassem a ser como eram, que vocês voltassem a ser felizes. Ninguém quer machucar o outro ou fazer um dramalhão. Mas os humanos são criaturas complicadas e raramente escapamos emocionalmente ilesos de qualquer relação importante.

Mas, no fim, a culpa é um sentimento desnecessário. Tudo bem sentir remorso de coisas que aconteceram no passado: eu senti. Mas você não pode carregar isso com você. Se as coisas terminaram de um jeito ruim, dê o braço a torcer e peça desculpas. Isso não significa que vocês serão melhores amigas novamente, mas não haverá um clima pesado e você não será consumida pela culpa.

7. Pode ser doloroso, mesmo que seja para o seu bem.

E! / Via aboardthehotmessexpress.tumblr.com

O amor fere, seja ele romântico ou não. Você pode ficar em frangalhos após o término de uma relação com alguém, mesmo sabendo que a pessoa não era boa para você. O mesmo vale para uma amizade destrutiva.

Contudo, eu diria que terminar uma amizade é mais complicado: ninguém espera que role um clima de camaradagem com um ex que partiu seu coração, mas amigos? Eles são para a vida toda – pelo menos de acordo com as empresas de cartões comemorativos. Querer terminar uma amizade pode fazer com que você se sinta uma pessoa horrível, mas é importante lembrar que continuar em uma amizade apenas para manter as aparências é muito pior do que terminar tudo.

8. Aprenda com o passado, mas não fique presa a ele.

E! / Via superfinetrio.tumblr.com

Amizades são muito complicadas, mas também são muito simples. Você não precisa ter como melhor amiga alguém que conheceu quando tinha 3 anos de idade, nem precisa permanecer ligada a alguém por toda a eternidade só porque passaram a adolescência juntas. Melhores amigas podem virar rivais, então você tem de confiar em seus instintos. Há uma razão pela qual você se afastou e muito provavelmente ela faz sentido.

Mas a mágoa é um sentimento poderoso que pode colocar você para baixo. Então, seguindo o conselho imortal de Elsa, a Rainha da Neve, liberte-se.

9. E lembre-se, mesmo que vocês não sejam mais melhores amigas, isso não significa que vocês não possam conviver amigavelmente.

Instagram: @fugitiva

A amizade feminina geralmente é tão intensa que vira tudo ou nada. Lembra quando em Amigas para Sempre Hillary e CC brigam tão feio em uma loja que passam a guardar mágoa uma da outra?

Eventualmente elas fazem as pazes e continuam grandes amigas, mas nem sempre precisa ser assim: você não precisa ser a "melhor amiga" e companheira constante de alguém para pensar nessa pessoa com carinho, ser amigável ou até mesmo para demonstrar seu apoio caso algo ruim aconteça. Uma história compartilhada é algo muito poderoso e sempre há uma maneira de manter um equilíbrio.

Nota do editor: a imagem do item 4 foi removida do Instagram.